BLOG

Virgínia retoma importações com a China

EXPORTAÇÃO DE FRANGO

O Estado da Virgínia voltou a exportar frango de corte para a China. A presença do governador do Estado, Terry McAuliffe, na fábrica Perdue Foods, em Norfolk, demonstrou um alto interesse na retomada das vendas ao país asiático.

Após um hiato de sete anos, entre 2007 e maio de 2014, o governo Chinês finalmente encontrou sua via de escape para compra de aves pela América, que havia sido interrompida devido ao nível de Influenza encontrado nos frangos. A retomada dos contratos entre as fábricas deixou o Governador em estado de animação.

“É empolgante ver a retomada das vendas de aves entre a China e a Virgínia; É o primeiro contrato desde 2007. Derrubar a barreira entre nossas fábricas e o banimento do governo chinês foi minha prioridade na administração estadual. Teria que presenciar hoje, em Norfolk, o primeiro navio partindo do nosso porto.”

No mercado de compras de aves dos Estados Unidos, a China é agora uma das maiores compradoras, subindo seu nível de gastos em US$ 416 milhões em comparação ao do ano passado. O Estado da Virgínia subiu para quarto no ranking de exportações para a China dentro da América, no setor agrícola.

Ao atracar no porto de Shenzhen, em três de Agosto, o governo chinês firma mais uma parceria a ser retomada na América, seguida do Mato Grosso do Sul no mercado de suínos.

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

 

10501478_672999809416046_1632622762_a (1)

 

Este artigo foi escrito pelo graduando de Relações Internacionais, Luis Gustavo Colalto Silva, Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo – SP. 

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

Controle de Qualidade, por que devo fazer?

China promete cerca de 1 bilhão de doses contra a covid-19 para a África.

Como brasileiros e chineses fazem negócios

Antes de mais nada: esqueça os processos organizacionais de uma grande indústria ocidental quando for a uma fábrica na China.