BLOG

Preço de matérias-primas chinesa segue em queda

matéria-prima chinesa em queda

Vergalhação de aço, bobinas laminadas a quente (utilizadas para carros e eletrodomésticos) da China sofreram uma queda nessa quinta-feira (7). O resultado da queda é reflexo dos impactos causados pela nova onda de casos de covid-19 no país, que ocasionou uma demanda fraca.

Durante o mês de março e abril, considerada temporada de alta, o consumo de aço seguiu lento. De acordo com o levantamento feita pela Reuters (China), os cinco principais produtos siderúrgicos teve uma demanda baixa, incluindo bobinas laminadas a quente, fio máquina, vergalhão e outros caíram em 3%, quando comparado com semana passada.

Em outubro, vergalhão de aço mais negociados na Bolsa chinesa caíram 1,2% para U$797,16 a tonelada. Bobinas laminadas a quente perderam 1% do valor sobre a tonelada, fechada em U$821,61.

Aço inoxidável na bolsa de Xangai, para entrega em maio, caíram 0,8%, para U$3.200,43 por tonelada.

Desde o início da pandemia, as atividades industriais no mundo inteiro foram interrompidas, o que justifica a queda na demanda da matéria prima. No momento, a China está dedicando esforços para impedir a contaminação da nova cepa de Ômicron no país.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

Elon Musk chines tiktok

Conheça Yilong Ma, o “Elon Musk” chinês que cresce nas redes sociais

Produtos de informática tem imposto zerado

Produtos de informática tem imposto de importação zerado

Produtos Importados da China seguem forte no Brasil

Produtos Importados da China: Ranking 2021