Logo Branca China Link

Importação de cigarro eletrônico tem proibição mantida pela Anvisa

cigarro eletrônico

A permissão para importação e comercialização de dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs) se mantem com status negado. Ontem (6), através de uma reunião da Anvisa, a proibição dos cigarros elétricos, também conhecido como vape, foi mantida por unanimidade.

O reforço da proibição foi dado pela apresentação de um novo estudo referente ao consumo dos DEFs. A proibição desse tipo de produto está vigor desde 2009. Nos últimos anos, surgiu uma febre pelo consumo desse produto, apesar da comercialização proibida.

Além da decisão, haverá a revisão de uma norma que tem como início estudar as especificações de cada tipo de cigarro eletrônico. Então, o relatório tem como objetivo quantificar os possíveis impactos do DEFs na saúde.

De acordo com a Anvisa, o Ministério da Saúde deve reforçar campanhas educativas sobre o uso do cigarro eletrônico. E essas ações devem ser direcionadas para jovens. Em paralelo a isso, também deve haver uma intensificação no combate de contrabando e venda desse produto.

O resultado da avaliação técnica da Anvisa apontou que nenhum eletrônico auxilia para fumantes a deixarem o fumo. Pelo contrário, cigarros eletrônicos causam dependência, dentre outros riscos à saúde. Relatório também constatou que a quantidade inferior de substâncias nos vape não significa que os danos à saúde são menores.

Compartilhe:

#MAIS ARTIGOS

Importação Ilegal

Importação ilegal de celulares gera mais de 56 mandados de busca e apreensão pela PF

erros de importação

O que não fazer em uma importação da China

Auditória de Fábrica

Auditória de fábrica em fornecedores na China: Porque fazer?