BLOG

Governo chinês toma controle de informações sob aplicativos

Governo chinês centraliza dados de aplicativos

A governo da China demostrou mais um sinal de autoridade. Nessa semana, o país anunciou uma medida um tanto duvidosa. De acordo com a autoridade chinesa, em breve serão adotadas novas medidas para “controlar” o tráfego de informações que circulam em aplicativos.

Ou seja, os aplicativos utilizados pela população chinesa, passará por um filtro governamental, assim o comportamento de usuários serão avaliados pela China. De acordo com a Administração de Ciberespaço (CAC), estatal da China, os provedores deverão adotar medidas que restrinjam ações que possam colocar a “segurança nacional em risco”.

Além disso, o CAC apresentou outra medida em “prol da segurança do país”.  Os aplicativos que possuem poder para “influenciar a opinião pública” irão passar por uma revisão de segurança. Até o momento, não foi divulgada nenhum detalhe de quais serão esses aspectos. No entanto, tudo passa a vigorar a partir de agosto deste ano.

O Grande Irmão Está Assistindo Você

Assim como no livro 1984, de George Orwell, a China está monitorando o que o comportamento da população através das agências inteligências do governo. O CAC é um orgão de regulamentação que tem como objetivo centralizar toda a internet da China. Em julho do ano passado, a agência anunciou um pacote de medidas de segurança digital. Aliada com outras alas governamentais, as medidas também inclui a obrigação de plataformas estarem submetidas à revisão de segurança. A medida visa centralizar informações privadas dos usuários de aplicativos que possuam mais de 1 milhão de usuários.

As regras dão aval para os braços do governo possuírem maior controle sobre ações que nascem no meio digital, que possam geral certo impacto na China, principalmente no mercado. Assim como o mundo inteiro, grande parte do mercado está concentrado na internet, e por isso a China tem adotado táticas para centralizar tudo para o controle do governo.

A China é dos únicos países a possuirem “superapps”; aplicativos que englobam uma cadeia de funcionalidades, como o WeChat, que une serviços, compras, transporte e delivery, e muito mais. Além disso, o aplicativo também é frequentemente utilizado por negócios internacionais, como por exemplo o contato de importadores brasileiros com o fornecedor na China.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

cigarro eletrônico

Importação de cigarro eletrônico tem proibição mantida pela Anvisa

Importação empresarial a solução para o seu preço

Importação Empresarial: Como tornar meu negócio importador?

China investe em logística para destravar negócios pendentes