Wuhan: uma belíssima opção para colocar em seu itinerário

Este artigo é a primeira parte do tema Viajando para a China do mês de Janeiro, no qual falaremos a fundo sobre uma das mais belas cidades da China! Wuhan é, com certeza, uma das mais belas opções para você colocar em seu itinerário em uma viagem para a China.

 

wuhan 1
Wuhan é a capital da província de Hubei.

 

A cidade – capital da província de Hubei e situada no centro do país – esbanja, para seus mais de 10 milhões de habitantes, uma beleza que combina a modernidade chinesa e a história milenar do país; por isso, Hubei é um grande ponto turístico para milhares de visitantes todos os anos.

Sua longa trajetória e seu próspero presente contam mais de três mil e quinhentos anos de história chinesa, desde antes do período da Dinastia Qin, nas margens do belíssimo, e proporcionalmente grande quando comparado a sua beleza, rio Yangtze. Também durante a Dinastia Qin, a cidade tornou-se uma das quatro cidades mais conhecidas do país, título que se perpetua durantes séculos, propriamente pela importância de Wuhan como centro de comércio e transporte na China central; atualmente, a cidade é ponto de diversos cruzeiros que chegam trazendo todos os dias turistas e empresários interessados.

 

Como chegar em Wuhan

Existem várias maneiras para se chegar a Wuhan, pois a cidade possui um complexo suporte de vias, característica constante nas cidades chinesas, principalmente quando nos referimos a cidades com grande valor turístico e empresarial. O modo mais comum é chegar através dos aeroportos que operam vôos para 72 cidades chinesas, excluindo as outras 47 regiões ou cidades internacionais que abrangem cidades como Beijing, Shanghai, Hong Kong, Macau, Seoul, Los Angeles, São Francisco e Cingapura. Na saída do aeroporto será possível encontrar diversos táxis e ônibus com destino ao centro da cidade: os ônibus podem custar entre 32 yuans, ou quase 5 dólares estadunidenses, e os táxis saem entre 80 e 120 yuans, ou entre 12 e 18,50 dólares estadunidenses.

 

wuhan 2
Wuhan é também conhecida por ser cidade irmã da cidade brasileira de São Luís, no Maranhão, desde 2015.

 

Se no seu caso você já está na China, a via terrestre é igualmente confortável, sendo possível viajar pelos famosos trens-bala de qualquer região da China. Você precisará separar apenas 4 horas de seu dia para a viagem, o que não é nada se compararmos a extensão territorial chinesa! Ir de ônibus também é uma opção, uma vez que, nos últimos anos, mais de 30 mil quilômetros de estradas entre as províncias que cercam a cidade de Wuhan foram construídos. Por fim, a capital de Hubei também abre seus braços aos visitantes através do rio Yangtze, recebendo diariamente, em seus portos, centenas de navios, cruzeiros e grandes embarcações!

 

Principais pontos de passeio em Wuhan

Mais do que um grande centro de comércio e transporte na região central chinesa, a capital de Hubei traz consigo inúmeros pontos de interesse para passeio, como forma de cartão de visita aos turistas e empresários que todos os dias chegam à cidade. Vamos conhecer a fundo alguns destes pontos!

 

Hubu Alley

Um dos principais pontos na cidade de Wuhan, quando falamos em reconhecimento, é a Hubu Alley, um paraíso para os amantes de comida, em especial das comidas chinesas, desde que tomou forma, há mais de 400 anos, ainda na Dinastia Ming.

 

wuhan 3
Hubu Alley é um dos mais conhecidos pontos de Wuhan.

 

Localizada na Minzhu Road, perto do terminal ferroviário do rio Yangtze, o pequeno calçadão, cujo espaço é de 147 metros de comprimento, é recheado de barracas das mais variadas e deliciosas comidas chinesas, como, por exemplo, o reganmian – um macarrão sem molho, com um tempero único, que faz parte há mais de 80 anos da peculiar culinária dos habitantes de Wuhan.

Os habitantes de Wuhan, aliás, valorizam o café da manhã como principal refeição do dia, e, por isso, já comem logo cedo o que no Brasil consideraríamos um belo almoço. Outras das delícias que podemos encontrar em Hubu Alley são o arroz frito, o mianwo e o bolinho de arroz. É possível chegar ao beco através dos ônibus com número 14, 15, 16, 18, 515, 521, 530, 529, 539, 717, 576, 542, 539, 11, 514, 554, 607 e 804, prestando atenção para descer do ônibus na Simenkou Station.

 

Yellow Crane Tower

Outro dos pontos que carrega o título digno de cartão postal de Wuhan é a histórica Yellow Crane Tower, ou Huánghè Lóu (黄), que, entre reformas, reestruturações e até mesmo realocações (por incrível que pareça), mantém-se de pé desde 223 A.C. A torre carrega, não somente a história da capital, mas também é símbolo de diversas lendas e páginas da literatura chinesa, tais como as escritas nos poemas de Cui Hao e Li Bai, que a retratam como uma marca de saudade e de partidas ,através de seu brilho amarelo durante as noites.

 

wuhan 4
A Yellow Crane Tower, ou Huánghè Lóu ( 黄鹤楼), é um grande referencial de beleza para diversos artistas.

 

A Huánghè Lóu é igualmente tida como ponto de referência em duas lendas populares da região. Na primeira delas, um imortal, também conhecido como Wang Zi’an (王子安), criou um gigantesco guindaste amarelo que, posteriormente, seria local da construção da torre, como forma de comemoração da inauguração da cidade de Wuhan. Na segunda lenda, Fei Wenyi ( ) torna-se imortal e monta um guindaste amarelo, muitas vezes parando na outra torre, Snake Hill, para descansar.

 

Chu River Han Street

Pode-se dizer que o centro cultural de Wuhan se concentra na iluminada Chu River Han Street, ou Chŭhé Hànjiē (楚河). A rua, com um pouco mais de mil e quinhentos metros de distância, foi desenvolvida como um projeto da primeira fase da Zona Cultural Central de Wuhan, comemorando, juntamente ao projeto, o lançamento da rede ecológica de água de Dadong e o centenário da Revolução de Xihai, que foi concretizada no dia 30 de Setembro de 1911.

 

wuhan 5
A Chu River Han Street foi desenvolvida como um projeto da primeira fase da Zona Cultural Central de Wuhan.

 

A Rua Han se estende ao longo da margem sul do rio Chu, abrigando também centros comerciais e restaurantes, mas o seu diferencial são os locais culturais e recreativos. Igualmente de fácil acesso, a Chu River Han Street é ligada pela linha 4 do Metrô de Wuhan, tendo uma estação próxima com o mesmo nome em chinês, a Chuhe Hanjie Station.

Há muito que se fazer nesta rua e uma das opções é o teatro Han Show Theater, cuja construção recebeu investimentos que chegaram aos 2,5 bilhões de yuans. O teatro já recebeu obras e apresentações renomadas mundialmente, como La Nouba, The Dream, e House of Dancing Water.

Outro ponto que se destaca na rua é o Movie Culture Park, que foi construído a partir de 3,5 bilhões de yuans e 60 mil metros quadrados! É possível aproveitar o espaço através de sete divertidos programas que combinam filmes e tecnologias, incluindo teatro de cinema 4D, teatro de cinema 5D, cinema de cinema voador, cinema de cinema interativo, teatro de cinema experimental, cinema espacial e até mesmo um restaurante mágico!

 

A segunda parte do texto

A segunda parte do texto do tema Viajando para a China do mês de Janeiro será publicado daqui a algumas semanas e se aprofundará ainda mais nos majestosos museus que existem e expressam a história da cidade de Wuhan, além de demonstrarem o equilíbrio entre a beleza natural dos rios da capital de Hubei e os templos que carregam consigo as marcantes religiões na China! Não perca!

Já fez as malas?  Wuhan está a sua espera!

 

Por Lucas Fortes Mulati, diretamente de Rio Verde, GO, Brasil

Fontes: TravelChinaGuide, Wikipédia, China Tour

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +


Veja Também


Deixe seu comentário