Viajando e negociando na China

Em cada país, é possível identificar diversos aspectos culturais que fazem a diferença diariamente. Além do dia a dia, esses aspectos se tornam mais evidentes no ambiente de trabalho, ou em um momento relacionado a negócios, onde saber como agir, o que falar e o que esperar, podem ser a chave para dar um passo de sucesso ou regredir, sem nenhum avanço. A China Link Trading preparou um texto desvendando algumas curiosidades sobre negociar com chineses, incluindo dicas para sua próxima viagem a China. Ficou curioso? Continue lendo!

 

Centro comercial em Beijing, na China. Prédios brancos unidos por corredores fechados entre cada prédio, formando uma única construção.
Beijing, China – Viagem a negócios para a China

A China é um dos países que, devido a demanda de exportação de produtos, consegue gerar um capital alto para si mesmo e para aqueles que buscam fornecedores com preços baixos e velocidade alta. Contudo, encontrar o fornecedor chinês perfeito não ocorre de repente. Fazer negócios com a China é uma questão de aprendizado, experiência e paciência. A capacidade de negociação de mercado deve estar em primeiro lugar para os que desejam fazer negócios, afinal, os chineses levam seus negócios muito a sério. Ao viajar para a China e encontrar seus possíveis parceiros, fique atento as entrelinhas de cada palavra e expressão e, antes de ir, confira outras dicas no nosso texto Fazer negócios na China: 6 dicas sobre negociação além do preço”.

 

O que se espera de fornecedores chineses?

Como esperado, a cultura chinesa se difere bastante da brasileira, portanto, cada detalhe no momento da conversa “olho no olho” é importante. Um dos pontos principais na negociação é o relacionamento que você irá construir com aquele fornecedor. É esperado pelos chineses que um relacionamento se inicie junto a negociação, assim eles entendem que é possível confiar, ter credibilidade e negócios duradouros. Sendo assim, a vida pessoal e encontros informais são pontos chave na viagem de negócios.

Enquanto os negócios estão sendo discutidos, seja paciente. Por mais que a produtividade deles seja a todo vapor, a cultura organizacional da China desacelera o passo quando se trata de decisões. Os chineses são metódicos para planejar, executar e decidir o próximo passo. Portanto, não espere fazer uma viagem para a China de apenas três ou quatro dias. Dependendo do tamanho do seu negócio, será necessário uma dúzia de dias para fechar negócio. Além da paciência, prepare um pouco do idioma em sua mente. Por mais que os chineses não esperem que compradores ocidentais dominem o mandarim, será super bem visto pelo fornecedor ao ouvir algumas palavras chave e saber que o comprador dá importância a língua do país.

 

Ponte de Hong Kong

O que os fornecedores esperam dos compradores nas viagens de negócios?

Os representantes e fornecedores chineses apreciarão, sem duvida alguma, o comprador que demonstre entendimento sobre negócios com a China, um pouco da cultura e nunca confunda a historia da China com a do Japão.

Para demonstrar confiança, mostre dados aos chineses. Em uma viagem para negociar com fornecedores, a confiança aumentará drasticamente quando o comprador mostra que entende sobre o assunto e trabalhou em previsões financeiras, políticas, econômicas, sociais e culturais que favorecerão o negócio de ambos. E novamente, tenha paciência, pois eles verificarão todos os dados para estarem seguros sobre o que estão negociando.

 

Como se comportar em reuniões na China?

A seguir, algumas dicas de postura e etiqueta para fazer, ou não fazer, durante reuniões de sua viagem a China.

  • Ao receber um cartão de visita, de qualquer pessoa ou empresa, receba o cartão com as duas mãos, leia o que está escrito e acene com a cabeça. Isso demonstra respeito e interesse, não apenas com o fornecedor que está entregando o cartão de visita, mas sim com toda a reunião e viagem em si.
  • Ao chegar em um jantar, aguarde para se sentar. O anfitrião da reunião escolherá o lugar de cada convidado.
  • Também existe o costume de oferecer a cabeça do peixe em sinal de gratidão. Sendo assim, se você receber a cabeça de um peixe, não é necessário comê-la, porém, demonstre que entende o gesto agradecendo o reconhecimento.

 

Chinatown – NY – comida chinesa

Bom, viajar para a China e negociar com os fornecedores corretos não é tarefa fácil. A China não é apenas líder no mercado internacional, mas também, no nacional. O mercado consumidor da China envolve milhões de pessoas e milhares de empresas que também negociam dentro e fora do país. Sendo assim, mesmo sabendo que a China promete vantagens promissoras, uma pesquisa bem feita é de extrema importância, bem como, o planejamento de uma viagem para lá. Ainda não sabe como encontrar fornecedores? Veja nosso vídeo Top 3 maneiras de encontrar fornecedores na China.

Se você deseja viajar a China para realizar negócios, lembre-se de contratar uma consultoria, como a China Link Trading, para te auxiliar no processo e orientar passo a passo de como uma compra pode ser feita. Um planejamento estratégico deve ser feito com pessoas de confiança.

Aproveita que você já está aqui e dê uma olhada no nosso novo vídeo da série “A China é assim”. Hoje mostramos o maravilhoso Palácio de Verão em Pequim.

E você, leitor? Compartilhe conosco sua experiência. Se gostou desse vídeo, confira nosso canal.

 

Por Carolina Ranzoni, diretamente da Australia

Fontes: Novo Negocio, China Link Trading

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário