Venezuela quer ampliar exportação de petróleo à China

petroleo_326

Recentemente, o ministro dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China, Wang Yi, declarou, em uma Missão pela América Latina, o firmamento com o Governo de Nicolás Maduro, 57º presidente da Venezuela, de aumentar os investimentos no setor de petróleo. A intenção de Maduro é vender à China mais de 1 milhão de barris por dia.

Atrás dos EUA, os chineses importaram de 626 mil barris de petróleo por dia no ano de 2013, porém isto está prestes a mudar. Em setembro de 2013, após uma visita de Maduro à Pequim, o governo chinês garantiu o investimento de mais de US$ 20 bilhões em petróleo e em cooperação social, afinal, o governo venezuelano considera a China como um forte parceiro.

Após o encontro com Wang Yi, Maduro disse “Vamos juntos numa grande aliança estratégica, civilizacional, humana e, além disso, procuramos dois objetivos: a multipolaridade e a integração econômica”. Segundo ele, o modelo de cooperação entre os dois países foi um sucesso e demonstrou um novo tipo de relação não se baseie no saque econômico dos países e na subordinação a condições leoninas.

Esta missão Latino Americana feita pela China começou em Cuba e aos poucos foi se estendendo para o sul da américa latina, passado pela Argentina e finalmente está no Brasil, com a 1º sessão do Diálogo Estratégico Global em Brasília.

Fonte: Agência Brasil

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

 

carol

Este artigo foi escrito pela graduanda de Relações Internacionais, Carolina Ranzoni, Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo – SP. 


Veja Também


Deixe seu comentário