Trem na China: uma aventura incrível

O trem na China é o meio de transporte mais barato do país, tornando-se a melhor opção para a viagem da maioria dos chineses.

trem na china

Existem várias opções para quem deseja aventurar-se de trem pelo gigante país, como as escolhas de trens de velocidade normal, média velocidade até alta velocidade.   Os trens de velocidade normal chegam a levar 30 horas para cruzar o país; já os de média velocidade levam entre 8 a 15 horas, dependendo da distância, enquanto aqueles de alta velocidade levam 5 horas em um trecho entre Xangai e Pequim . Há também opções de conforto: cadeira, sleeper normal e sleeper softNeste link você poderá encontrar maiores detalhes sobre os valores dos tickets

O preço dos tickets irá variar de acordo  com o conforto da categoria selecionada, chegando algumas vezes ao valor de uma passagem aérea, o que não compensa porque o tempo e preço da viagem por avião é mais satisfatório.  Desta forma, a maioria dos chineses opta viajar pelas categorias mais baratas, ou seja, trem de velocidade normal em assento comum, que não é nada confortável.

 

Como é viajar de trem na China?

Os trens são apinhados de gente, onde há pessoas sentadas no chão, dividindo espaço com malas e até mesmo tentando dormir no corredor da pia de lavar as mãos.  Há também aqueles viajantes que revezam as cadeiras com seus outros familiares ou que esperam pela próxima estação para ver se sobra um assento um pouco mais confortável a fim de tornar a viagem menos cansativa.

Não há trem que comporte a população monstruosa da China, apesar de existir muitos partindo e chegando pelas estações chinesas. É muita gente querendo viajar a baixo custo no país, tornando alguns trechos verdadeiras aventuras. No entanto há quem consiga viajar de forma bastante confortável, como o caso de Lud e Leo, um casal de brasileiros que relatou a experiência de viajar no trecho entre Pequim e Xi An.

trem na china

 

De acordo com o casal, o trecho da viagem levou cerca de longas 11 horas, que teria tudo para ser uma aventura desconfortável, mas terminou sendo bastante tranqüila. O casal começou o planejamento da viagem comprando as passagens por uma agência chinesa que vende pela internet – China Highlights – conseguindo adquirir a passagem de forma tranqüila e sem dificuldades. Uma curiosidade é que entregaram as passagens no albergue que eles se hospedaram em Pequim, bem empacotadas dentro de um envelope, ou seja, tudo bem organizado. 

A viagem relatada pelo casal foi segura, pontual na partida e chegada e com um embarque organizado e ordenado.  As áreas de espera para o embarque parecem áreas de aeroporto com cadeiras de espera confortáveis, área boa de alimentação a preços baixos, bebedouros de água fria e quente e banheiros limpos; mas sempre lotados, já que estamos falando da China.

A viagem de trem foi na categoria soft bed que é uma cabine pequena com 2 beliches, dividindo a cabine com mais outras duas pessoas em outro beliche. A cabine é pequena e o espaço entre os beliches é reduzido com uma mesinha e garrafa térmica em cima para quem pretende fazer seu chá ou seu macarrão instantâneo (muito consumido pelos chineses).  Há um bebedouro no trem de água quente e fria para encher a garrafa.
O trem na China possui bons banheiros, mas sem papel higiênico. Além disso, havia telinhas individuais e tomadas para carregar equipamentos.  O compartimento de malas não é grande o suficiente para caber uma mala grande que os turistas geralmente usam nas viagens, mas cabem aquelas que podemos usar a bordo no avião ou ônibus de viagem.

trem na china

O maior problema da viagem do casal foi a cama dura, porém da para dormir o algumas horas e chegar bem no destino.  Certamente a categoria escolhida pelo casal é bem mais tranqüila que uma viagem a pé no trem ou até mesmo em relação a uma viagem de avião em que o passageiro sente-se dentro de uma latinha de sardinha chacoalhante.

Jeitinho chinês de viajar

Durante as viagens de trem na China, há o serviço de bordo que inclui venda de bebidas e comidas por um preço baixo, além da venda de eletrônicos como carregadores de celulares e outras bugigangas usuais no dia a dia.  O tempo de serviço  entre um serviço de bordo e outro leva geralmente 1 hora a 2 horas, porém a maioria dos passageiros trazem suas sacolinhas de “miojo” ou outros tipos de comida e garrafinhas de chá ou água com a intenção de economizar.   Alguns também passam o tempo jogando carta, brincando com os filhos, comendo, dormindo e esperando sua hora de desembarcar.  É o jeito chinês de viajar.

Todo este esforço compensa na hora de visitar amigos ou parentes, da mesma forma que há milhares de brasileiros lotando as estações de ônibus para matar a saudade da família, principalmente no período de dezembro a janeiro.  Muitos atravessam o país para estar ao lado de quem ama, com a diferença que é um ônibus ao invés de um trem.   Na China ou Brasil, atravessar o país é mais do que dinheiro: é uma aventura movida por saudades e bons sentimentos.

Por Romero Castro, diretamente de Pelotas, RS, Brasil

Fontes: Aqui é Assim, Lud&Leo pelo mundo, ChinaHighlights

Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook e em nosso site.


Veja Também


Deixe seu comentário