SIAL China: Conheça essa Feira de Alimentos!

Uma das mais tradicionais formas de encontrar fornecedores e consumidores é a visita a feiras de negócios. Com o grande desenvolvimento econômico apresentado pela China nos últimos anos, as feiras de negócios chinesas ganharam a atenção do mundo e se tornaram uma importante oportunidade para conhecer clientes e fornecedores em um curto espaço de tempo. Essas feiras compreendem uma variada gama de produtos e serviços, que vão desde os mais tradicionais, como feiras que tangem as áreas da tecnologia, eletrônica e construção civil, até assuntos menos ortodoxos. Nesse sentido, o setor de alimentação e agricultura também vem acompanhando o crescimento econômico chinês e apresenta um cenário muito auspicioso para o estabelecimento de negócios comerciais. Feiras do ramo, como a SIAL China, se espalharam pelo país em anos recentes e ganharam a atenção de empresários e consumidores .

 

SIAL China

 

SIAL China
A SIAL China acontece anualmente no mês de maio em Shanghai

 

A SIAL China é conhecida como a principal e maior feira de alimentação e agricultura do continente asiático e nasceu em 2000 na cidade de Shanghai como uma inciativa do Salon International de l’alimentation (é inclusive dessa sigla em francês que vem o nome do evento) que organiza a versão europeia da feira a cada 2 anos em Paris, desde 1964. Além das feiras de Paris e Shanghai, outras versões da SIAL acontecem em São Paulo, no Brasil (desde 2012); Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (desde 2010) e Montreal e Toronto, no Canadá (alternando entre ambas as cidades desde 2001).

A edição chinesa da SIAL reúne anualmente em Shanghai expositores agroalimentares chineses e estrangeiros para comidas congeladas, alimentos frescos, pães, doces e massas, produtos dietéticos, alimentos para bebês, bebidas não alcoólicas, vinhos, entre outros produtos do ramo da alimentação e bebidas.

 

SIAL China 2016

 

SIAL China
Ao longo dos três dia de evento, diversos eventos exclusivos são oferecidos

 

A 17ª edição da feira anual aconteceu no Novo Centro Internacional de Exposições de Shanghai, entre os dias 5 e 7 de maio de 2016. A próxima edição do evento está prevista para acontecer entre 17 e 19 de maio de 2017 no mesmo local.

Com uma área de exposição total maior do que 100 mil m², a mais recente edição da SIAL China contou com 2.942 expositores em 129.500 espaços de exibição divididos em 61 pavilhões internacionais de 67 países diferentes, além de 29 pavilhões domésticos e ofereceu, entre suas atrações, operações de empreendimento, exposição de produtos, fóruns de alto nível e divulgação de projetos de intercâmbio e cooperação. Cerca de 80.000 pessoas visitaram o Centro de Exposições ao longo dos 3 dias de evento.

O evento cresce a cada ano: em 2015, por exemplo, a versão chinesa da SIAL contou com mais de 61.000 visitantes e 2.734 expositores de 61 países e 21 regiões da China, que ocuparam uma área total de 115 mil m².

A feira vem desempenhando um importante papel na comercialização, industrialização e internacionalização de produtos alimentícios inovadores, além de promover intercâmbios econômico-tecnológicos e cooperações na área da agricultura entre diferentes países e regiões do globo.

 

Categorias de Exposição

As exposições são divididas nas seguintes categorias e setores principais:

– Alimentos processados e industrializados
– Massas e preparações alimentícias
– Alimentos gourmet, premium e com conceito étnico ou regional
– Produtos orgânicos, saudáveis e dietéticos
– Produtos vegetarianos, pescetarianos e veganos
– Mel e produtos correlatos
– Frutas, legumes vegetais
– Chocolates, doces e snacks
– Molhos e condimentos
– Produtos congelados
– Laticínios
– Carnes
– Bebidas processadas, como suco de frutas
– Café e chá
– Vinho
– Cerveja e outras bebidas alcoólicas

 

Porque participar da SIAL China?

 

SIAL China
Um dos estandes do Brasil na edição 2016 do evento

 

Como mencionado anteriormente, a SIAL China é a principal feira para a cadeia de alimentos e bebidas na Ásia, sendo um dos principais pontos de entrada e acesso para o mercado chinês de alimentos, bebida e hotelaria, além de um importante acesso a compradores chineses e de outros países asiáticos, como o Japão e a Coréia do Sul. Dentre os visitantes chineses, destacam-se representantes de centros comerciais e varejistas, sobretudo dos maiores centros urbanos do país como Shanghai – sede do evento, e Beijing, capital do país.

As importações chinesas do mercado de alimentos cresceram 114% entre 2008 e 2013; se considerarmos apenas produtos brasileiros, o montante subiu de 12.1 bilhões em 2008, para 25.8 bilhões em 2013. Esses dados fazem da China o quinto maior mercado do mundo no setor de produtos alimentares prontos para o consumo. Estima-se que até 2018, as exportações de alimentos industrializados e processados embalados para o mercado chinês cresçam cerca de 48.2% ao ano.

Finalmente, destaca-se que o Brasil é um dos 5 principais expositores do evento, tanto se considerarmos o valor total de venda, quanto o de acordos firmados. Contratos firmados por brasileiros no evento só ficam atrás dos firmados por representantes da Coréia do Sul, Estados Unidos e França.

 

SIAL Group Network

O SIAL Group Network possui uma equipe organizacional voltada para o auxílio fornecedores de alimentos, com o intuito de ajudá-los a se inserir nas diferentes versões das exposições SIAL. Para mais informações, bem como para entrar em contato com a equipe de especialistas do evento, você pode acessar o endereço do SIAL Group Network.

 

Por Ariel Oliveira, diretamente de Garça, SP, Brasil

Fontes: SIAL China, Imex Management e FIESP

Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook, em nosso blog e em nosso site


Veja Também


Deixe seu comentário