Shanghai: tudo o que você precisa saber

Esse é o terceiro post sobre as dicas para conhecer Shanghai.

Mas na realidade, ele é bem geral, e se aplica à China toda (Mailand China ou China Continental – lembrem-se que Hong Kong não é China e quase todos os itens elencados aqui, são diferentes lá).

Vamos lá?

Clima em Shanghai

O Clima na China varia muito, mas os meses de calor são quentes de verdade e os de frio, chegam a temperaturas de -40°C no norte do país.

Sempre confiram sites de previsão do tempo, que são bem confiáveis. Eu gosto muito desse aqui, e é só você digitar a cidade que quer saber o clima.

Mas, em Shanghai o verão é de deixar qualquer brasileiro nascido na beira da praia boquiaberto. As temperaturas vão de 28° a 40°C, e é úmido, tragam roupas confortáveis, sapatos baixos e se preparem para beber muita água! A tendência do período é de chuva. Se gostam de caminhar, a cidade com chuva é um pouco cinza, mas nada como uma capa de chuva para salvar os ânimos de nossos turistas.

marcia china 053

O inverno é frio, mas não neva (geralmente) as temperaturas ficam em torno de 5° a 12°C. 

Idioma

Mandarim. Mas como escrevi no primeiro post dessa série, aqui é uma cidade onde falamos todas as línguas. Nem estranhem se ouvirem um grupo de brasileiros sentados na mesa ao lado em qualquer restaurante! Na parte mais turística da cidade, nos restaurantes, lojas e hotéis de padrão internacional é relativamente simples se comunicar em inglês. Mas não se iludam. Muitos dos atendentes sabem falar o inglês necessário para te atender, nada mais. Se sair do ‘script básico’ eles não vão entender e, o pior, não vão mostrar que não entenderam. Isto é China, acontece até em locais de negócios.

Se vocês forem passear pelas cidadezinhas nas proximidades de Shanghai ou mesmo nos bairros fora do centro ‘nervoso’ da cidade, será muito difícil encontrar quem fale inglês. Sempre faça opção de um guia para acompanhar vocês. No final será mais barato que se estressarem pela falta de comunicação e ainda estragarem o clima da viagem, por esse tipo de situação.

Fuso horário

Fuso padrão em relação ao Brasil: A diferença oficial é de +11 horas em relação ao horário de São Paulo (+10 horas quando o Brasil está em horário de verão).

Toda Mailand China (China continental) segue o horário de Beijing.

Necessidade de visto

É necessário visto de turista, que pode ser de uma ou múltiplas entradas.

Caso tenha alguma dúvida, ou problema com seu visto, entre no site do Consulado Brasileiro em Shanghai.

E um alerta: Se vocês forem para Hong Kong, Macau e/ou Taiwan no meio da viagem pela China, precisam de visa de múltiplas entradas. Esses países não são ‘Mailand China’, e para ir visitá-los é necessário passar por todo o procedimento alfandegário. Se sua estada neles for antes de entrar na China ou quando sair de vez, não há problemas, com  exceção de Taiwan (brasileiro precisa de visto). Hong Kong e Macau não exigem visto para brasileiros.

Sistema de medida

O Sistema métrico usado na China é o sistema padrão e a unidade de temperatura é em Celcius (C°). Você não precisa se preocupar com a conversão nesse aspecto. Ufa!

Agora, se falarmos de roupas e calçados você terá que fazer conversão sim! Só que além da medida e numeração chinesa, também se encontra a europeia e a americana. Como disse, aqui é a Torre de Babel do século 21.

Quanto a chinesa, não conheço tabela, só que o M deles, é bem menor que o M no Brasil (e no resto do mundo). Então não se desesperem se entrarem numa loja para comprar um qipao (traje feminino típico chinês) e saírem com um XXXL, porque provavelmente será o M ou L do Brasil. Lembrem-se: os chineses são magros, de verdade! rs

Dica: Você pode também usar aplicativos para seu celular para conversão!

Sentido de circulação (trânsito):

Não há diferença entre o sistema brasileiro e chinês de circulação. Mas aqui vocês não poderão alugar um carro. A carteira de habilitação internacional não vale na China. Em contrapartida, alugar um carro com motorista é relativamente barato. Táxi também é bem barato aqui e o sistema de metro é perfeito. Podem contar com ele! Falei sobre isso detalhadamente, no post anterior.

Tomadas

Em relação ao novo padrão brasileiro, há necessidade de adaptador para as tomadas chinesas, que são essas:

tomada

Mas geralmente os hotéis te adaptador e nos locais públicos opções de outras entradas internacionais.

Voltagem padrão:

Cuidado ao ligar seus aparelhos na tomada na China: a voltagem padrão é de 220V! (50Hz de frequência)

Moeda

A moeda local é o Yuan.

Na realidade vocês vão ficar um pouco confusos no início, pois há algumas diferentes nominações para a mesma moeda. O Yuan (¥) ou Chinese Yuan (CNY) é a denominação oficial principalmente para negócios e fora da China. Aqui as pessoas usam mais comumente a denominação Renminbi (RMB), que literalmente significa ‘dinheiro do povo’.  No comércio de rua vocês ainda podem ouvir kuài.

No final é tudo a mesma coisa, não se assustem!

celular380s

Câmbio em 12/09/2015: 1 BRL = 1,65 CNY. Só que nas lojas de câmbio e aeroportos você pagará facilmente um valor mais caro que esse.

Uma dica interessante é que o Bank of China, faz o câmbio direto do real para o renminbi. Então se você quer fugir do IOF, traga real em espécie e troque aqui, no banco oficial da China.

Vocês podem usar seu cartão de crédito nos estabelecimentos internacionais, mas no comércio de rua se usa dinheiro em espécie. Aqui as pessoas andam com muito dinheiro na carteira, já que a nota maior é de 100 RMB.

Taxas/Impostos

Os preços na China já incluem os impostos e taxas. Você não vai precisar fazer contas em restaurantes e lojas. Mas não há possibilidade de recuperar impostos como em outros países da Europa e América.

Gorjetas

Culturalmente aqui não se dá gorjetas. Mas após a invasão dos ocidentais em alguns casos as pessoas dão gorjetas diretamente para os atendentes ou depositam na ‘caixinha’ do restaurante. O valor é a critério de quem dá, já que não há o hábito instituído ainda. Claro que todos gostam, mas nas cidades mais afastadas, a gorjeta é uma ofensa, já que eles entendem que já ganham para fazer o serviço que estão fazendo. Sim, é isso mesmo!

Cozinha de um restaurante de Dim Sum

Horários

Fique esperto, você não está em São Paulo!

A grande maioria dos restaurantes oferece almoço até às 14h e retoma o serviço apenas para o jantar. Por isso, não conte com almoços às 15h -16h, se encontrar certamente não será bem atendido. O jantar em restaurantes começam a ser servidos às 17:30 (que é o horário que o chinês come normalmente), portanto as 22:30/23:00 a maioria dos restaurantes fecham as portas. Muitos aceitam o último pedido às 22:00 (e vão querer que vocês peçam da entrada à sobremesa de uma vez. E assim que o ultimo prato for servido, vão te entregar a conta também).

Se forem optar por jantar mais tarde algum dia saibam que só há dois ou três restaurantes em toda Shanghai que trabalham com ‘late menu’ (vou citar em outro post) e essa será a opção. Mesmo nos hotéis, depois das 23:00 só servem sanduíches/serviço de quarto.

Essa regra pode até ser um pouco mais flexível em Shanghai, e nos finais de semana. Mas saiu do perímetro da cidade, esqueça qualquer exceção à regra chinesa.

Já a vida noturna, bares e baladas, vai até raiar o dia. O número de jovens estrangeiros também tem crescido muito aqui e a influência ocidental na cultura chinesa acertou os jovens chineses em cheio!

E aí, mais animados para vir conhecer a China, em especial Shanghai?

Zái Jiàn!

Fonte: China Na Minha Vida

Por Romero Castro – Direto de Pelotas – RS, Brasil.

www.chinalinktrading.com

 Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.

 


Veja Também


Deixe seu comentário