Relações entre China e América Latina

Desde o primeiro passo para a abertura econômica chinesa dado por Deng Xiaoping em 1978, a China tem sido um ator marcante no comércio internacional, apresentando um crescimento econômico surpreendente. O país possui, desde então, uma economia baseada em investimentos em ativos fixos, exportações e consumo interno. Neste artigo iremos explorar um pouco as relações entre China e América Latina.

relacoes entre china e america latina

A China é considerada, por todo o mundo, como um dos países que mais investe em relações econômicas com outros países, diversificando cada vez mais os seus parceiros. Essa diversificação está relacionada com a busca pela redução da dependência de um grupo restrito de fornecedores e consumidores. Nessa busca por novos mercados, o país tem investido cada vez mais no comércio com a América Latina, transformando-a em um dos seus parceiros mais estratégicos. Os latinos têm visto este interesse por parte com muito bons olhos, pois veem na parceria com a China uma grande oportunidade de obtenção de benefícios. Os países latino-americanos que possuem uma maior relação com a China são: Brasil, Peru, Colômbia, Chile, Argentina, Cuba e Venezuela.

Qual um dos maiores parceiros das relações entre China e América Latina?

Um dos maiores parceiros do gigante asiático nas Américas é o Brasil, sendo que a China é o segundo maior sócio comercial nas importações, e o primeiro em exportação de produtos brasileiros. Há essa especialidade em tratar das relações comerciais entre Brasil e China, poism para os chineses, o Brasil é visto como uma porta de entrada para toda a América Latina, por conta da sua grande influência na região. Além disso, o Brasil possui uma política externa onde se relaciona tanto com a China como com os Estados Unidos, tendo um interesse grande em ambos de modo a conseguir o tão almejado lugar no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Relações entre China e América Latina – Peru: Diferentemente dessa relação com o Brasil, os países andinos possuem outras motivações para se relacionar com os chineses. O Peru é conhecido por ter intensas relações com os asiáticos, sendo que com a China possuem a porcentagem de 15% para a exportação e importação.

Relações entre China e América Latina – Colômbia: A China possui um obstáculo nas suas relações econômicas com a Colômbia, pois os colombianos são os principais aliados político, econômico e militar dos Estados Unidos. Apesar dessa estreita relação com os norte-americanos, por conta da diversificação dos mercados no mundo inteiro, os chineses vêm encontrando uma brecha para entrar neste país, sendo hoje o terceiro destino para os produtos colombianos, e segundo na área de importação. As relações colombianas com a China podem mudar bastante com a possível ratificação pelos norte-americanos de um Tratado de Livre Comércio com a Colômbia. Contudo, a China está disposta a investir pesado no país na área de comunicação e transporte, e também em incentivar a construção de um novo canal do Panamá, porém, barateando na Colômbia os produtos advindos de toda a América Latina para a China.

Relações entre China e América Latina – Chile: O Chile é um grande parceiro do gigante asiático, sendo este o principal destino dos produtos chilenos e o terceiro maior negociador na área de importações. Esta maior relação do Chile com a China existe já que o Chile é um país exportador de commodities, sendo que é rico em um minério de extrema importância para os chineses, que é o cobre.

Relações entre China e América Latina – Argentina: A China é o quarto maior parceiro comercial para a Argentina na questão das importações. Neste caso, há um convênio de facilidades recíprocas entre os dois países, porém há indícios de que tal convênio não foi utilizado ainda.

Relações entre China e América Latina – Venezuela: A relação da China com a Venezuela está relacionada com a questão energética, tendo os chineses grande influência na estatal petroleira CNPch, em Maracaíbo e na Faixa Petrolífera do Orenoco. A maioria dos acordos comerciais entre os dois países está relacionado com as questões energéticas, porém há algumas influências chinesas na indústria e infraestrutura ferroviária e nas telecomunicações.

Relações entre China e América Latina – Cuba: As relações  da China com Cuba não foram muito diferentes, se intensificaram da mesma forma que os outros países da região. A China é o segundo parceiro internacional para os cubanos. Existem algumas parcerias entre os dois países em relação a outorga de créditos por prazos pré-estabelecidos, desenvolvimento de programas econômicos e sociais através de empresas conjuntas, cooperação científico-técnológica, projetos agropecuários e culturais.

Não se pode deixar de lado, ao tratar das relações entre China e América Latina, a forte presença e influência dos Estados Unidos na região. Os russos veem essa ligação entre a América Latina e a China como essencial para barrar o grande poder dos Estados Unidos e aumentar a cooperação entre países do Terceiro Mundo.

Pode-se concluir  neste tópico sobre as relações entre China e América Latina que a grande demanda da China por matérias-primas e a procura por novos mercados para colocar as suas mercadorias representam motivos que explicam o porquê do grande interesse chinês na região latino-americana. A presença de um grande número de governos de tendência esquerdista na América Latina também pode ser um dos impulsionadores dessa relação, pois os países latinos acabam se caracterizando com a política chinesa que vai contra a norte-americana. O comércio entre a América Latina e a China só tende a aumentar cada vez mais, tendo em vista que os latino-americanos estão tendo cada vez mais voz no âmbito internacional.

 

Você pode sempre ler mais notícias no nosso Blog de Importação e acompanhar a nossa página no Facebook da China Link. Conte conosco para importações da China e encontrar os melhores fornecedores chineses para sua empresa.

 

Esse artigo foi escrito pelas consultoras Gabriela Tenório e Fernanda Godoy, da Empresa Junior de Relações Internacionais de Marília – SAGE.

 

 


Veja Também


Deixe seu comentário