Registrar minha marca é importante?

Você fez sua empresa, criou sua marca, mas não a registrou de forma legal? Isso pode graves consequências para você a médio e a longo prazo.

No artigo de hoje vamos entender a importância de registrar sua marca para evitar golpes e transtornos.

Como registrar minha marca no Brasil? É preciso registrar minha marca antes de começar a importar?

Essas e outras questões responderemos agora no texto a seguir.

O registro de marcas

A cada dia, mais pessoas resolvem abrir o seu próprio negócio como alternativa à várias questões como o desemprego.

Muitas delas que começaram com trabalho informal decidiram abrir sua empresa para oficializar a nova jornada de emprego em suas vidas.

Depois do processo de abertura de empresa, é comum que as pessoas busquem criar uma marca para posicionar sua nova marca no mercado.

Uns optam em criar uma página no Instagram ou no Facebook para conseguir vender mais os seus produtos, outros a divulgam com cartões, mas, de qualquer forma, o objetivo é fazer as pessoas conhecerem seu novo empreendimento,

Acontece que a grande parte das pessoas que começam a empreender não se atentam à importância de registrar sua marca, ou até sabem mas acreditam não ser tão relevante dar este passo.

Registrar sua marca é importante para evitar plágios e golpes

Mas afinal, qual o problema em deixar de registrar sua marca?

É normal não registrar a marca tão logo a abertura da empresa, mas é importante que o procedimento seja feito o mais rápido possível.

Tanto no Brasil quanto em qualquer lugar do mundo, o registro de marcas é fundamental para evitar golpes e até o risco de perder o seu nome jurídico.

O que acontece é que muitas pessoas má intencionadas podem “roubar” a sua marca e registrá-la antes de você.

Isso traz muitos prejuízos e pode fazer com que você perca seu empreendimento.

No nosso canal no Youtube, explicamos um pouco das consequência de não registrar sua marca lá na China. Veja o vídeo abaixo.

Na China, quando alguém registra sua marca antes de você, a pessoa pode cobrar uma comissão abusiva para você ter seu nome jurídico de volta.

Além disso, quando outra fábrica registra sua marca na China, isso  impede você de produzir porque é tido como réplica. A prática é considerada crime no país.

Mas e no Brasil, como isso ocorre?

Aqui no Brasil, para registrar sua marca, você precisa entrar no site de um órgão chamado INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

Por meio dele, você pode ingressar no seu cadastramento e evitar golpes e dores de cabeça. 

Os valores variam de R$142,00 a R$412,00. Os preços são bem baratos comparados aos benefícios que sua empresa terá e ao quanto de problema você irá evitar.

Caso você mesmo não consiga, não saiba ou simplesmente não goste de mexer com parte burocrática, é possível contratar empresas que fazem esses serviços por você.

Caso você tenha dúvidas a respeito da disponibilidade daquele nome para sua marca, existem vários sites que te permitem pesquisar a nomenclatura desejada e verificar se é possível usá-la.

Gostou da dica de hoje? Então acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube para mais conteúdos.

Até a próxima!

Texto de Paulo Santos, diretamente de São Vicente/SP


Veja Também


Deixe seu comentário