Quer importar amostras da China?

Muitos empreendedores, novos ou não no ramo do COMEX, pesquisam bastante antes de importar o produto que pretendem vender no mercado, seja este mercado brasileiro ou internacional. A grande questão envolvida é o resultado final: a qualidade do material, as especificações do produto, dimensões, design e resistência.

Para dar mais segurança e, de fato, produzir uma propaganda real para vender o seu produto, uma excelente ideia para os empresários é importar amostras da China. Neste texto falaremos sobre como a importação de amostras da China ocorre, em que situações é indicada e como ela pode ser uma mão na roda pra sua empresa.

Se você está planejando iniciar o seu próprio comércio importando produtos da China, é de extrema importância que você saiba o que está comprando e todas suas especificações. Fechar um contêiner com produtos que você apenas viu por fotos na internet, não é uma ideia muito boa. Não se pode confiar em tudo que se vê na internet, pois as fotos podem ser alteradas facilmente com photoshop.

Veja nosso vídeo tirando dúvidas sobre amostra de produtos! Para mais conteúdo como esse e outras dicas de importação da China, conheça o nosso canal.

 

A importância das amostras

É na hora de verificar o resultado final que o papel das amostras de produtos se mostram tão importante. A menos que você já tenha conhecido o produto pessoalmente por outros meios e irá importar  da China com o exato fornecedor daquele objeto, é fundamental que você importe uma amostra antes de fechar negócio.

Nos casos de empresários brasileiros que importam produtos com seu logo e criam uma marca própria, as amostras são essenciais devido à tamanha personalização do produto.

O papel das amostras é, justamente, possibilitar o comprador a avaliar e conhecer melhor os itens que serão adquiridos. Muitas vezes, ao se mostrar interessado pela compra em atacado de um determinado produto, as amostras são enviadas gratuitamente pelo fornecedor, afinal, é de interesse dele que você se torne um comprador regular da fábrica dele. Em outros casos, elas são pagas a parte e costumam ser mais caras do que o valor unitário de pedidos com lotes maiores.

 

O tipo de frete mais comum das mercadorias da China é o marítimo.

 

Normalmente, as amostras chegam em quantidades mínimas, apenas criando a possibilidade do possível comprador avaliar e analisar o(s) produtos. Uma outra maneira de garantir que o seu produto importado da China vai ser como o esperado, você pode contar com o Controle de Qualidade. Leia também nosso texto sobre Controle de Qualidade antes de importar da China.

 

Consigo importar amostras da China?

Sim! Você consegue importar amostras da China, contudo, será preciso muita atenção em alguns detalhes de envio, afinal, tudo que chega por correio internacional é avaliado pela Receita Federal no Brasil. Sendo assim, a China Link dividiu algumas situações em categorias para facilitar o entendimento e o planejamento da importação das amostras. Lembre-se: uma boa preparação é ponto chave para que seu negócio com a China seja um sucesso.

 

1. Produtos que possuem valor de mercado abaixo de US$50

Se enviadas de uma pessoa física para outra pessoa física, são isentos de impostos taxados pela Receita Federal. Sendo assim, uma dica para evitar mais gastos no processo de abrir o seu negócio, é solicitar que seu fornecedor te mande o produto de amostra e descrimine as informações pessoais, tanto do remetente, quanto do destinatário.

 

2. Produtos que possuem valor de mercado acima de US$50

Quando o valor é acima de US$50, não é possível escapar de impostos. Este envio entra em uma categoria chamada “Importa Fácil” Confira nosso texto explicando sobre a ferramenta dos Correios, Importa Fácil. Os valores extras são: +60% do valor do produto sobre valor aduaneiro, + frete + produto + ICMS do Estado + taxas aduaneiras da empresa courier que está trazendo este produto para você.

 

Consigo importar várias amostras da China em um único courier?

A resposta desta pergunta vai depender da boa vontade do seu possível fornecedor da China. O que acontece é o seguinte. Se as diversas amostras forem do mesmo fornecedor, basta negociar com ele quais modelos e quantidade ele está disposto a enviar, seja gratuitamente, ou, quantas amostras você, como comprador, está disposto a comprar (e agora que você já sabe dos impostos, gerencie seus pacotes). Quer importar mas ainda não sabe o que? Confira nosso texto sobre em quais situações a importação da China NÃO é indicada.

 

importar da china

 

Se as amostras não são do mesmo fornecedor, você terá que ser sincero com seus fornecedores, pedir para o fornecedor A, mandar o produto para o fornecedor B, e pedir para o fornecedor B receba o pacote e junte as duas amostras, tanto a do fornecedor A quanto a do B e mande tudo junto em um único courier para você. Na teoria, parece simples e viável, contudo, se um dos fornecedores disser “não”, essa possibilidade vai por água a baixo e você terá que importar individualmente com cada fornecedor.

Ademais, existe uma outra questão em jogo. É preciso prestar muita atenção quanto à finalidade deste material antes do envio. Se você está comprando este produto como pessoa física e o remetente está te enviando para finalidade comercial, a chance de perder esta mercadoria é alta, pois a Receita Federal tem autonomia para confiscar esta mercadoria que está entrando no país.

Sendo assim, o mais seguro e a ação correta a ser feita, é a mais cara. Arcar com os custos dos impostos aduaneiros e o courier individual. 

 

Consolidação de cargas é a melhor opção?

Talvez sim! Tudo vai depender da quantidade de material a ser importado e de quantos fornecedores este material será enviado. Materiais pequenos como capinha de celular, chaveiro, armação de óculos, entre outros, são produtos pequenos e de fácil transporte. Agora, se sua amostra é grande, pesada e de alto valor agregado, pense na consolidação de cargas.

Veja nosso vídeo explicativo:

Resumidamente, a vantagem de comprar produtos diferentes e de fornecedores distintos é que a consolidação de carga, o aluguel de um espaço dentro de um contêiner, pode ser unificado. Sendo assim, você receberá todos os produtos de uma vez só e as despesas financeiras, que seriam individuais para cada fornecedor (incluindo todos os processos relacionados a essa compra), são singulares, serão consolidados por uma empresa especializada na China, alguma empresa de trading contratada por você. Essa opção depende dos fornecedores chineses e se eles concordam com esse processo.

A consolidação de carga irá, simplesmente, juntar todos os produtos e processos em uma única documentação entre você e essa empresa de trading contratada. Posteriormente, essa empresa fará a divisão de valores e de processos contratuais e de impostos individualmente com as empresas que você comprou cada produto. Esta opção facilita muito a vida de quem importa da China. Quer saber mais? Leia nosso texto explicativo sobre consolidação de cargas!

 

O que fazer quando as amostras chegarem?

Quando todo o processo burocrático passar, a chegada das amostras trará motivação e animação para toda essa expectativa de fechar negócio com a China. Fique de olho nos seguintes pontos:

  • Observe e analise o produto: Você provavelmente terá uma lista com especificações físicas do produto. Sendo assim, analise se o que foi encomendado é o material que você quer vender. Lembre-se que, ao importar a mercadoria oficial de venda, você terá que comprar em atacado, e todas virão iguais a amostra que você tem em mãos. Sendo assim, se houver algum detalhe que te deixe inseguro quanto ao produto, procure outro fornecedor e encomende novas amostras.
  • Durabilidade e testes: Existem dois tipos de importadores da China, o comerciante brasileiro que importará o produto final para revenda e o comerciante que importará peças das China para montar o produto final no Brasil em sua fábrica de produção.

Se o seu caso for de revenda do produto final, reiteramos a dica acima e sugerimos que você realize testes como se você fosse o cliente. O produto final deve ser usado, instalado, testado e avaliado como consumidor antes de ser comercializado pela sua empresa.

Se o seu caso for de um empresário que irá utilizar parte do produto importado da China em sua linha de produção, é importante fazer algumas amostras do seu produto final, utilizando as amostras importadas da China e realizar os testes rotineiros com o produto antigo e o produto novo. Fazendo uma comparação da qualidade que este produto irá agregar em sua linha de produção. Estes testes podem ser de qualidade, durabilidade, execução, entre outros. Um bom contrato com seu fornecedor pode garantir uma melhor resolução de possíveis avarias no resultado.

E então leitor, gostou do assunto deste texto? Está pensando em importar amostras ou já importou? Conte sua expeciencia para a equipa da China Link, queremos saber sua opinião!

 

Por Carolina Ranzoni, diretamente de São Paulo, SP – Brasil

Fonte: YouTube, China Link, Grupo IBRACE, Asalit

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter




Veja Também


Deixe seu comentário