Província de Gansu: As belezas do deserto chinês

A China fica cada vez mais conhecida e famosa em todo o mundo e, em especial no Brasil, essa fama é causada pelos mais diversos fatores: os produtos baratos chineses, as atuais abordagens culturais do país e também pelo turismo que está crescendo muito. Assim, o país asiático tem atraído um enorme número de turistas de todo o mundo com as mais diversas atrações. Mas além dos grandes montes e campos chineses, as regiões desérticas também têm chamado a atenção dos turistas, como é o caso da Província de Gansu.

 

gansu

A beleza da Província de Gansu. Imagem de Portuguese.people.com.

Assim, os olhos dos turistas não estão voltados somente para os tradicionais pontos de visitação da China como as grandes cidades, a Grande Muralha ou seus Campos, templos e montes. Mas também se volta para as regiões desérticas do país, como a Província de Gansu, onde é possível encontrar diversas atrações nas cidades, mas também nas áreas de desertos, que oferecem pontos surpreendentes. Além disso, chama atenção a grande carga cultural e mística que envolve o local. 

 

Província de Gansu e seus detalhes

A Província de Gansu ou Kansu (甘肃 ou 甘肅) é uma província da República Popular da China e tem como capital a cidade Lanzhou. Ela ocupa aproximadamente 454.000 km² e nela vive uma população de aproximadamente 26 milhões. Desses 26 milhões, 91% são da etnia Han e 9% pertencem a outras minorias.

 

gansu

Localização da Província de Gansu. Imagem de Pt.wikipedia.org.

A Província de Gansu pode parecer selvagem e remota em comparação a Pequim, Xangai ou Guilin, mas tem muitos pontos de interesse históricos. Com o aumento de voôs e trens, há mais e mais visitantes atraídos pela beleza espetacular de Gansu. As Grutas Mogao de Dunhuang mantêm a melhor arte budista de esculturas, pinturas, murais, etc. Muitos destaques da antiga Rota da Seda estão reunidos em Gansu, desde o maior Buda adormecido, em Zhangye, até o tesouro budista Bingling Si. Tianshui, um dos locais de nascimento da civilização chinesa, o qual tem outro grande grupo budista – Maijishan. No extremo oeste há a esplêndida passagem de Jiayuguan, que é o fim simbólico da Grande Muralha da China. No sul de Gansu há o fascinante centro budista da região tibetana de Amdo – Mosteiro Labrang.

 

Clima da Província de Gansu

Além do conhecimento sobre a localidade e as atrações a disposição dos turistas, é importante estar ciente sobre o clima local para que a visita possa ocorrer sem grandes surpresas que tornem a viagem desagradável. A temperatura média anual é de cerca de 0º C a 15º C. A temperatura mais baixa ocorre em janeiro e é aproximadamente -14º C a 3º C e a temperatura mais alta é em julho entre 22º C e 25º C. A precipitação média anual é de 30 a 860 milímetros (1,18 a 33,86 polegadas). Com muita chuva, você deverá levar um guarda-chuva junto com você para o passeio. No entanto, apesar do clima inconstante, a sua visita turística de maio a outubro será ininterrupta!

A Província de Gansu é uma enorme região repleta de várias atrações que podem deixar os turistas interessados e entretidos por um longo período. Alguns desses pontos maravilhosos serão destacados neste artigo.  

 

Grutas de Mogao na Província de Gansu

Entre a grande variedade da Província de Gansu, existem as Grutas de Mogao, também chamadas de “Cavernas dos Mil Budas”, são consideradas “a descoberta mais valiosa do século XX”. São conhecidas como o “Louvre do Oriente”, que é excelente por suas pinturas murais requintadas, além de estátuas. Há atualmente 492 grutas, em que cerca de 45.000 metros quadrados de pinturas murais e 2.100 estátuas coloridas foram preservadas muito bem. É o maior conjunto de arte budista do mundo.

 

gansu

Grutas de Mogao na Província de Gansu. Imagem de Pixabay.com

A história das Grutas de Mogao pode remeter ao período dos “cinco hú”, que durou do ano 304 até o 439. As Grutas de Mogao foram construídas pela dinastia Qin (que foi estabelecida e encerrada antes de Cristo), e as dinastias subsequentes reconstruíram e ampliaram o escopo ano a ano. Nas esplêndidas cavernas, você aprenderá muito sobre a evolução da história da China.

Nos tempos modernos, a Caverna das Escrituras Budistas foi acidentalmente descoberta e as Grutas de Mogao atraem a atenção de todo o mundo. Consideradas pelos peritos como uma “Enciclopédia da Idade Média” (séculos IV a IX), foram incluídas na lista de Patrimônios Mundiais pela Unesco em 1987.

 

Mosteiro Labrang na Província de Gansu

Construído em 1709, o mosteiro Labrang da Província de Gansu é de longe o maior e mais influente mosteiro da região tibetana de Amdo, também classificado como um dos “Seis Maiores Mosteiros da Escola Gelug”. Está localizado na cidade ocidental de Labuleng.

Labrang é chamado de Universidade Tibetana Mundial, porque estabeleceu um sistema completo de estudo do budismo. Há seis academias ensinando diferentes teorias do Budismo Esotérico e Budismo Exotérico, também medicina, astronomia, etc. Demora cerca de quinze anos para completar alguns dos estudos. O Mosteiro Labrang tem agora o maior número de monges fora da Região Autônoma do Tibet. Você tem a chance de observar sua vida diária e estudar.

 

gansu

Mosteiro Labrang na Província de Gansu. Imagem de Portuguese.xinhuanet.com.

Passeio no deserto de Taklamakan

Quem vai a Dunhuang, muito provavelmente vai querer dormir no deserto. É bem fácil fazer esse passeio, você pode contratar um pacote lá mesmo de ir em dia, passar a noite e voltar no outro.

Para isso eles vão te fornecer barracas para dormir, esse passeio costuma incluir um jantar também, no meio do deserto. Com muito churrasco, feito na hora. É uma delícia, além do churrasco também tem cerveja, o que pode parecer quase uma festa brasileira no deserto.

 


Deserto de Taklamakan.Imagem de Dicasecuriosidades.net.

Durante o passeio é sensacional ver como a paisagem muda do dia pra noite. O pôr do sol é lindo, a noite vai chegando, a temperatura vai caindo e as estrelas vão aparecendo, tornando a noite o mais momento mais especial do passeio. A noite no meio do deserto é única, a ausência de luz faz com que a gente veja muito mais do céu do que vemos quando estamos no meio da cidade.

 

Lago da Lua Crescente – Oásis chinês na Província de Gansu

Esse lugar é conhecido como o oásis da China. Um templo construído no meio do deserto, com um lago. O nome se dá porque o lago tem o formato de uma meia lua. Vale a pena conhecer, o cenário é bem bonito. Depois de conhecer o lago e a construção você pode subir numa duna bem alta e ver tudo de cima. Cansa um pouquinho, principalmente por causa do calor mas vale o esforço. A vista é incrível. O melhor horário pra se visitar é no fim da tarde, daí o dia já não está tão quente você pode curtir o pôr-do-sol lá de cima e ainda pegar um pedacinho da noite. O oásis é iluminado durante a noite, deixando tudo ainda mais lindo.


Lago da Lua Crescente – Oásis chinês na Província de Gansu. Imagem de Postabeiramar.blogspot.

A Província de Gansu pode, à primeira vista, parecer desinteressante por ser menor e possuir áreas desérticas. Contudo, tal região é extremamente rica nos mais diversos fatores, entre eles as atrações turísticas arquitetônicas e naturais, além dos fatores religiosos e culturais e, é um ponto de visitação inesquecível.

Deu vontade de ir pra China? No nosso novo vídeo do canal falamos sobre notícias fresquinhas pra você. Confira nosso TOP 3!

Se inscreva no nosso canal para mais vídeos como esse.

Por Pedro Mochiatti Guijo, diretamente de Marília, SP – Brasil   

Fontes: Chinavistos.com, Obaudoviajante.com

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário