Os níveis alarmantes da poluição na China e as medidas governamentais – China Link Trading

os-niveis-de-poluicao-na-china

É indiscutível que a China é um dos melhores e mais exóticos locais para se viajar, contudo os níveis de poluição na China tem feito os viajantes escolher a dedo os locais pelos quais passarão em sua viagem ao país. 

Por conta das atividades industriais no país, quase 15% do território chinês está coberto por uma massa cinza de ar poluído, afetando em média 150 milhões de pessoas, principalmente as que moram no Norte do país.

A massa cinza é formada basicamente por partículas de poeira resultantes da queima do carvão e combustíveis fosseis utilizados pelas usinas, indústrias e veículos. Estas partículas são finas e prejudiciais à saúde, pois ao inalar, estas penetram nos bronquíolos e alvéolos causando danos ao trato respiratório e à saúde do indivíduo.

A poluição na China tem inclusive comprometido a visibilidade nestas regiões. Os níveis de poluição são os piores possíveis, no que tange os níveis estipulados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), onde a concentração de partículas nocivas superiores a 25µg/m³ são consideradas muito prejudiciais, e que na China, em cidades como Pequim, supera a concentração de 445µg/m³.

O governo Chinês já tem algumas medidas para monitorar os níveis de poluição. Inclusive o governo fez parceria com a IBM, em 2013, para a concessão de tecnologia para aperfeiçoar a previsão do tempo e auxiliar neste monitoramento.

Além disso, algumas medidas governamentais contra a poluição tem sido ampliadas, como a retirada de carros antigos das ruas, fomentar a redução das atividades industriais e a desativação de algumas indústrias e usinas.

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

 
artigo
 
Este artigo foi escrito pela graduanda de Relações Internacionais, Nayara Chrisnam das C. Melo, Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo – SP. 


Veja Também


Deixe seu comentário