Onde Estudar Mandarim?

No mês passado falei um pouco de como aprender mandarim pode ser difícil e, na realidade, as minhas limitações para aprender a língua. Agora, vamos combinar que eu não vim para China com o objetivo de aprender o mandarim e nem imaginava que ia ficar aqui por tanto tempo! Então, talvez isso tenha pesado na minha falta de empenho e dedicação para esse aprendizado.

Mas a situação do mundo hoje é outra, certo? Da mesma forma que na década de 1980 todos tinham o dever de aprender inglês e isso era colocado como condição para se ‘dar bem’ na vida profissional, hoje estamos quase chegando ao ponto do mandarim ocupar essa posição no ranking. O fato é que ela já é a língua mais cobiçada por estudantes mundo afora. E é fato que quem domina o idioma chinês tem um PLUS imenso no seu currículo.

Por isso a corrida de jovens em busca desse aprendizado aumenta a cada dia. Mas por onde começar? Onde é melhor estudar? Como são os cursos na China?

Para começar tem que se definir a situação de VISA do interessado.

Se a pessoa está aqui acompanhando o parceiro (a) ou trabalhando, ela já possui um VISA de residente. Nesse caso poderá escolher escolas de idiomas ou professores particulares que proporcionam cursos adaptados à sua realidade e necessidade. Mas elas não possuem certificação para emitir VISA de estudante.

Agora, se o objetivo é vir para China exclusivamente para aprender o mandarim, então o único caminho serão as universidades com cursos de mandarim para estrangeiros e são reconhecidas pelo governo. Essas instituições providenciam a documentação para o VISA de estudante e ele terá a duração do período do curso.

E qual a diferença entre as duas opções, além do VISA? Basicamente duas: método e preço.

Método

Como já escrevi acima, as escolas de idiomas são mais flexíveis, pode-se escolher quantas vezes por semana, horário, se vai fazer em turma ou individual, o conteúdo também pode ser adaptado em alguns casos para o objetivo do aluno.

Professores particulares também é uma opção em que o progresso vai de acordo com a dedicação do estudante, além das possibilidades que todo ensino com tutor pode oferecer.

Nas universidades isso não tem a menor possibilidade de acontecer. O programa é fechado dentro do calendário, as aulas são diárias por meio período (acontecem algumas atividades extras no contra período, de participação opcional), e o aluno que tem que ‘correr atrás da bola’, literalmente. Depois da terceira semana de aula, praticamente não se fala mais inglês e depois do segundo mês, o pinyin também é quase abolido. Então se pode dizer que o método é intensivo e acelerado. Os alunos que sentem muita dificuldade podem solicitar um tutor extraclasse, que é um aluno chinês da própria universidade e faz esse tipo de trabalho voluntário.

A vantagem é que não conheço ninguém que tenha feito mandarim em uma das universidades locais e não fale bem o idioma. Alguns, mais dedicados escrevem perfeitamente os caracteres.

Já nas escolas de idiomas e/ou com professores particulares o ritmo é mais ‘slow down’. Claro que se aprende, mas depende muito da dedicação do aluno, das metas traçadas e da necessidade de uso do idioma.

Preço

(R$ 1,00 = RMB 2,64 ou US$ 1,00 = RMB 6,13)

O valor dos ‘pacotes’ nas escolas de idiomas varia muito, dependendo da localização, do método e material didático que oferecem. Algumas fazem o preço baseado nos níveis que oferecem. Cada nível tem 30 horas de aula, por exemplo, e o preço é x. Outras cobram por hora-aula, que no final dá quase no mesmo. Cada ‘nivel’ do curso de mandarim (cerca de 30 a 45 horas/aula) em algumas dessas escolas pode variar de RMB 3000,00 a RMB 7500,00 para aulas em grupos. Ou para aulas privadas até RMB 12000,00. Esses valores e quantidade de aulas inclusas são aproximados e baseados em escolas que conheço a oferta, mas o intuito é dar uma ideia para situar o leitor.

As aulas com professores particulares vão de RMB 150,00 a RMB 300,00 a hora, e geralmente eles vão à sua casa ou local de trabalho.

Já as universidades cobram em média RMB 10000,00 (fora as despesas com VISA, alimentação e acomodação) por um semestre (que na realidade são três meses e meio) de aulas diárias das 8:00 às 12:00.

Também existem os cursos com aulas 3 vezes por semana, e custam em média RMB 5000,00 o semestre, mas para esse tipo de curso a universidade não fornece o VISA.

Pensando exclusivamente no valor, custo benefício, claro que as universidades ganham em disparada. Mas a realidade é que quando o objetivo principal da estada na China não é o estudo, a universidade é impossível, tal a demanda de dedicação que exige.

Para quem trabalha, ou as esposas que vem acompanhando os maridos e com filhos pequenos, acabam optando pelas escolas de idiomas ou os professores particulares.

No final, tudo vai depender do seu objetivo, do que você pode dispender de tempo e dinheiro e o quanto se quer falar o mandarim.

Graduação

Existe ainda uma terceira possibilidade: fazer a graduação nos cursos oferecidos em inglês e aprender o mandarim. Algumas universidades que oferecem graduação para estrangeiros colocam o mandarim como matéria obrigatória. Nesse caso, consegue o domínio do idioma e o diploma universitário ao mesmo tempo.

Um dos meus filhos fez essa opção. Ele cursa ‘Business & Management’ na Donghua University e está aprendendo o mandarim. Nesse caso, o valor da semestralidade é de acordo com a carreira escolhida.

Links

Todas as escolas e universidades citadas aqui foram colocadas como referência para o leitor. Não há nenhum tipo de ligação comercial ou avaliação das mesmas. E todas são de Shanghai, cidade onde vivo. Ressalto que há excelentes universidades espalhadas pela China, bem como um leque imenso de opções de escolas de idiomas além das que coloco aqui.

Escolas de Mandarim

Berlitz

Centro Cultural China Brasil Yuan Aiping

Easy Mandarin

Hutong School

Mandarin Garden

Mandarin House

Universidades

Donghua University

Shanghai Jiao Tong University

Tongji University

Fudan University

Até a próxima!

Fonte: Uma China na Minha vida

10847816_881694195220533_5990763717309773799_n

Por Wlly Camara – Direto de São Paulo – SP, Brasil.

www.chinalinktrading.com

 Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.


Veja Também


Deixe seu comentário