Lição do bambu chinês

Desde sempre ouvi provérbios chineses que nos dizem que temos que ser flexíveis como o bambu para alcançarmos nossas metas e objetivos de vida. Depois que comecei a publicar alguns deles na página do Facebook, acho que frases sobre o bambu, com diferentes versões já foram publicadas várias vezes. E sempre é um sucesso e as pessoas se identificam.

E dentre as tantas versões que já li, uma em especial sempre chamou minha atenção:

proverbios-e-imagens-4-638

Mas você já presenciou o quanto esse provérbio é verdadeiro, real, ao pé da letra, podemos dizer?

Procurei um pouco na net e encontrei essa história sobre o plantio e crescimento do bambu:

‘Depois de plantada a semente do bambu chinês, não se vê nada por aproximadamente 5 anos – exceto um diminuto broto. Todo o crescimento é subterrâneo; uma complexa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra, está sendo construída. Então, ao final do 5º ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros.

Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos. Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5º ano chegará; com ele virão mudanças que você jamais esperava.

Lembre-se que é preciso muita ousadia para chegar às alturas e, ao mesmo tempo, muita profundidade para agarrar-se ao chão.’

Mas porque toda essa reflexão?

Porque quando imagino um bambu, sempre me vem à cabeça a planta verde, alta, que balança com o vento sim, que é flexível, mas sempre altiva. E depois de ler esse texto percebo que é determinada também.

Nesse final de semana, fizemos uma viagem para a Huang Shan (Yellow Mountain ou Montanha Amarela) e sob um frio de -8°C, neve e muito gelo, me deparei com esses bambus…

bambuhuangshan

Na hora, o que me veio na cabeça foi o tal provérbio que citei no início. Mas mais que isso, me veio a sensação de entendimento, de uma coisa que sabemos mas nunca ‘realizamos’ o quanto pode ser profunda, simples e verdadeira ao mesmo tempo. Afinal provérbios são sempre provérbios, não é mesmo?

Os bambus para suportar o inverno, o peso do gelo e as temperaturas baixíssimas, se curvam, como eu nunca tinha visto antes, mas a medida que a neve para, o gelo vai derretendo e o sol começa a brilhar, ele vai se erguendo, dia a dia, minuto a minuto. Sem nunca se quebrar… talvez algumas lascas, uns arranhões por todo o sofrimento e experiência vivida. Mas retorna, sempre.

E a primavera traz o sol e a vitalidade e novamente ele ficará viçoso, verde e se erguerá.

Com certeza, os ventos do outono ou as chuvas do verão irão testar sua resistência também. Mas o gelo e a rigidez do inverno o fazem cada vez mais forte.

Tem um outro artigo aqui que fala dos ‘três amigos do inverno’, e o bambu também é retratado nele.

Um outro artigo interessante que li nessa busca, foi de uma chinesa, Ping Fu, que viveu as dificuldades da Revolução Cultural, mas conseguiu se levantar. E ela usa esses exemplos citados aqui para explicar suas atitudes frente a vida e as dificuldades que passou e mesmo assim conseguiu se reerguer, e que se transformou num livro chamado ‘A Teoria do Bambú’, que vou procurar para ler em breve!

E a vida não é assim?

Quantas vezes já não tivemos que nos dobrar, até onde nunca imaginamos conseguir, para manter a dignidade, nossa vida seguir em frente e aprendermos a levantar? Quantas vezes a flexibilidade e a resiliência nos mostraram os caminhos?

Em alguns dias vou escrever sobre nossa viagem e as belezas todas que vimos nesse local maravilhoso. Mas a imagem do bambu curvado, o mesmo que estava altivo há semanas atrás, com certeza foi o que me marcou.

Sejamos como o bambu na vida, nas relações profissionais, nos relacionamentos com parceiro e amigos, com a família. Mais que fortes, flexíveis…

Muitas vezes é dessa forma que podemos fazer a diferença. A flexibilidade nos mostra outros ângulos, nos dá outras dimensões. A rigidez nos bloqueia a visão, não permite o movimento leve e natural, nos faz desistir muitas vezes…

O que podemos aprender com o bambu?

Pensem nisso…

Fonte: China Na Minha Vida

foto minha  3 x 4 nova

Por Romero Castro – Direto de Pelotas – RS, Brasil.

www.chinalinktrading.com

 Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações

 


Veja Também


Deixe seu comentário