Lanternas na China: A beleza de uma tradição que dura séculos

Quando ouvimos falar sobre lanternas, normalmente não damos muita importância. Porém, quando vemos as tradicionais lanternas na China, com elaboração, estética e cores que as tornam únicas, nós, no mínimo, pensamos no assunto com mais atenção e apreciamos a bela e antiga tradição do gigante asiático, que está presente nas celebrações dos chineses e em seu cotidiano. Porém, como é, de fato, tal tradição? Como as lanternas surgiram? Confira abaixo!

 

Lanternas na China
A tradição das belas lanternas na China

 

Ao assistir filmes e reportagens ou ver imagens das cidades chinesas, é possível observar a presença de lanternas na China, que proporcionam um charme especial para a paisagem e mostram a beleza da cultura do país; lanternas confeccionadas com papeis e outros materiais específicos. Contudo, tais lanternas, que estão presentes no cotidiano de vários lugares da China, e representam um papel importante em diversas celebrações do país, ganharam diferentes significados ao longo do tempo, tornando-se uma tradição chinesa.

 

Como se desenvolveu a tradição das lanternas na China?

O uso das lanternas na China começou instigado por motivos mais simples do que os atuais, mas também de grande importância na época. Pois, diferentemente dos objetivos atuais – para decorar ou atrair prosperidade nas celebrações no país -, antigamente a utilização das lanternas expressava uma preocupação real e prática com a iluminação, uma vez que as mesmas oferecem uma forma mais difusa de luz, além de ajudarem a manter o fogo utilizado para iluminar, protegendo-o do vento.

 

lanternas na China

 

Entretanto, as pessoas passaram a se interessar pelas lanternas e pela luz emitida por meio delas e começaram a enfeitar os ambientes com as mesmas, fator que deu início, até mesmo, a um tipo de competição. Ademais, o interesse no assunto e a competitividade que tiveram início tornaram-se realmente sérios e os melhores projetos de lanterna se tornavam propriedade pública, com exceção dos que eram reservados para o Palácio Imperial. Os que eram escolhidos para pertencer ao imperador representavam uma imensa honra.

As lanternas na China, que tinham como principais materiais o papel e a seda, tiveram origem na Dinastia Han Oriental (25-220) e eram usadas principalmente como lâmpadas. Contudo, os monges, originalmente, usavam as lanternas no décimo segundo dia do primeiro mês lunar em sua adoração ao Buda.

Além disso, devido ao fato do imperador Liu Zhuang ter seguido e defendido o budismo, ordenou, durante a Dinastia Han Oriental, que os habitantes do palácio imperial e os cidadãos fizessem como os monges e iluminassem as suas lanternas para adorar ao Buda. Porém, mais tarde essa obrigação foi, gradualmente, tornando-se um costume nacional chinês, estando presente em diversas comemorações e festivais.

Já durante a Dinastia Tang (618-907), as pessoas faziam lanternas para celebrar suas vidas pacíficas e a iluminação representava e celebrava o país próspero, forte e poderoso. Assim, ao longo do tempo, as lanternas na China se tornaram populares.

 

Composição das lanternas chinesas

As lanternas mais comuns são as vermelhas e ovais, decoradas com amarelo ou dourado, representando boa sorte e prosperidade. Já para fazer as tradicionais lanternas na China, podem ser utilizados diversos materiais, como bambu, madeira, vime ou fio de aço para a estrutura.

 

lanternas na china

 

Além dos materiais supracitados, pode-se utilizar papel de seda ou de arroz para o revestimento e franjas de seda, fitas, ou também outros enfeites e recursos para deixar as lanternas mais bonitas e ao gosto de quem está realizando o trabalho, podendo variar os recursos conforme a criatividade.

 

Diferentes tipos antigos de lanternas na China

Além dos modelos de lanternas que mais comumente vemos nas cidades chinesas, também há outros tipos que começaram a ser usados antigamente na China. Logo, um dos exemplos é a lanterna do palácio, que, ao ser revestida com delicado artesanato, imagens graciosas e características especiais, era usada, principalmente, nos palácios da época antiga; daí o nome.

 

lanternas na China

 

A fabricação de tais lanternas na China era realizada com madeira fina para a estrutura e o revestimento podia ser de seda ou vidro. Em relação aos modelos, os mesmos tinham uma grande diversidade e podiam ter várias formas, como octogonal, hexagonal ou até mesmo diametral, e os desenhos das capas também variavam, podendo ser de dragão ou fênix. Assim, tais lanternas não eram obtidas somente por sua utilidade prática de iluminar, mas também para decorar os palácios.

Já ao pensar no entretenimento, surgiram, na China, há mil anos atrás, as lanternas com imagens de sombra, que tinham a forma muito parecida com as lanternas do palácio, mas possuíam duas camadas de capas. As lanternas supracitadas tinham um mecanismo especial de funcionamento, em que, na camada interna eram desenhadas as imagens desejadas ou colocados papéis cortados em tais formatos. Portanto, ao acender a lanterna, o calor faz com que uma roda de papel na camada de dentro da lanterna rode e as imagens em movimento apareçam na capa externa.

Ademais, havia outros tipos de lanternas na China, as quais tinham caracteres chineses ou palavras auspiciosas. Aquelas que carregavam caracteres eram sempre usadas em casas de autoridades, pois os caracteres representavam, frequentemente, o sobrenome da família dos oficiais. Já as lanternas da sorte continham o nome ou a imagem de uma divindade.

 

As lanternas na China atualmente

Atualmente, além dos tipos tradicionais, existem outros modelos de lanternas, os quais fazem parte dos festivais no país. Logo, o uso de maior tecnologia na fabricação possibilita a existência de lanternas diferenciadas, como as que tocam música ou as que têm lâmpadas coloridas dentro.

Além dos novos aparatos tecnológicos, as formas das lanternas também mudaram muito, pois elas podem ter a forma de personagens de desenho, de animais chineses do zodíaco e os fabricantes podem até envolver jogos de computador, fatores que dão aos visitantes uma diferente e nova visão.

Sendo assim, apesar das lanternas na China não possuírem mais a necessidade prática de manter a iluminação, continuam a ser utilizadas e apreciadas pelos chineses, sendo parte da tradição do país e também um meio de expressão artística, além de uma ótima decoração.

 

lanternas na China
A decoração das ruas com lanternas chinesas

 

No que diz respeito a decoração, é possível observar as lanternas penduradas nos templos e nas casas, e, no exemplo das cidades das águas, conhecidas como Veneza chinesa, as lanternas são parte da paisagem.

Por outro lado, as lanternas também são parte integrante das grandes celebrações chinesas; a mais popular delas é o “Festival das Lanternas”, que acontece no último dia de celebração do Ano Novo Chinês. Portanto, a tradição das lanternas na China continua presente no país e promete permanecer acesa na história dos chineses.

Quer ficar por dentro de tudo sobre a China? Então fique ligado no blog! Não se esqueça de compartilhar conosco sua opinião nos comentários.

 

Por Pedro Mochiatti Guijo, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: Travel China Guide; China Na Minha Vida; Pixabay

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +

 
 


Veja Também


Deixe seu comentário