A influência da economia chinesa no mercado do petróleo

ChinaPetroleo

O Diretor de Futuros do iitrader.com, Oliver Sloup, disse na semana passada, que o crescimento da China está desacelerando e este fato influenciará no valor do petróleo.

Nesta segunda feira (22), o contrato dos EUA com a China, venceu, fazendo com que o preço – que já estava baixo US$ 0,89, barril a US$ 91,52 – caísse em outubro e em novembro mais ainda, para US$ 0,78, barril US$ 90,87.

Existe uma leve preocupação na Europa que foi destacada em uma reunião do G20, que aconteceu na Austrália no último domingo (21). Considera-se a “contaminação” de outras economias, e um possível efeito em dominó, afinal, o Ministro de Finanças da China, Lou Jiwei, declarou que o país não tem pretensões de alterar sua política econômica em função de apenas um indicador.

Este comentário feito pelo Ministro veio como uma réplica após as estimativas de crescimento reduzidas feita por economistas, que reforçaram o fato de que a produção industrial teve o menor crescimento em agosto dos últimos seis meses.

Houve cortes por parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os investidores buscarão novos meios de descobrir a demanda da China em petróleo para o próximo semestre, se baseando no Índice de Gerente de Compras (PMI, sigla em inglês).

Os analistas estão esperando a redução de produção vinda por parte da OPEP, pois fazendo isso, haverá uma queda das cotações da commodity, porém, ainda não sabem o impacto que haverá no país perante o excesso de oferta e estoques altos.

Sloup acrescenta “A oferta ampla continua sendo um fator importante. Mesmo se a Opep cortar sua produção, não terá um efeito grande”.

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

 

carol

 

Este artigo foi escrito pela graduanda de Relações Internacionais, Carolina Ranzoni, Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo – SP. 

 


Veja Também


Deixe seu comentário