Importar moto elétrica da China

A moto elétrica é um completo sucesso nas cidades chinesas. Também fazem parte da lista de produtos que os empresários brasileiros mais querem importar da China. Afinal, a moto elétrica oferece muitas vantagens econômicas. A inovação da moto elétrica tem tudo para ganhar espaço no mercado consumidor brasileiro. Neste artigo serão expostos pontos que ajudarão o empresário a decidir se vale a pena importar moto elétrica da China.

Na China, as motos elétricas são protagonistas no trânsito das grandes cidades chinesas. Motos a gasolina são proibidas por conta da poluição e grande tráfego de automóveis.

Importar moto elétrica da China: vale a pena?

Não são todos os produtos que têm um processo de importação da China viável. Às vezes, medidas restritivas governamentais como antidumping ou outras taxações encarecem o produto. No caso da importação de calçados da China, existem macetes para driblar a taxação. Para saber se vale a pena ou não importar um produto da China, todo tipo de análise e simulação é bem vindo.

Mas será que vale a pena fazer uma importação de moto elétrica para o Brasil? Neste artigo vamos expor as vantagens e as desvantagens da importação da moto elétrica (ou scooter) em si. Além disso, serão expostos os detalhes mais importantes ao importar este produto da China.

 

Moto elétrica (ou scooter) da China

Uma scooter (ou moto elétrica) é um produto que se tornou destaque no mercado em 2016. A febre por estas motos começou principalmente na China, no trânsito agitado das ruas de Pequim. O preço de uma moto elétrica no país varia entre 1.500 yuans (cerca de 678 reais) para os modelos mais básicos, com uma estética semelhante a de uma bicicleta. As melhores (do tipo scooter) podem chegar a até 4.300 yuans (cerca de 1940 reais).

 

importar moto elétrica china


 

A moto elétrica não precisa de gasolina, estas possuem baterias removíveis que podem ser recarregadas durante a noite. Desta forma, o usuário acaba economizando em combustível, cujo preço é mais volátil do que o da energia elétrica. Sua autonomia varia entre 60 e 150 quilômetros e a velocidade máxima está entre 35 e 60 km/h, embora algumas cheguem aos 90.

A moto elétrica não precisa ser registrada nem ter seguro, e não é preciso ter licença para dirigi-la. Você vai até a loja, compra e pode sair usando. Não é estranho que tenha triunfado entre os trabalhadores vindos de outras partes do país. Estes geralmente vivem nos subúrbios das grandes cidades e trabalham no centro. Normalmente estas pessoas precisam utilizar o transporte público, precisando acordar mais cedo. Sendo assim, a moto elétrica (ou scooter) se tornou uma opção bastante viável economicamente.

 

Vantagens em importar moto elétrica da China

As motos elétricas não emitem gases poluentes, o que é muito bom para o meio ambiente. Esta não emite gases tóxicos à nossa atmosfera, o gás carbônico. Portanto, se você valoriza a sustentabilidade, a moto elétrica pode ser um meio de transporte ideal. Ao mesmo tempo, estas motos também não precisam de muita manutenção, diferentemente das motos que funcionam a gasolina. No caso da moto elétrica, basta ligá-la na tomada.

Eventualmente quando pensamos em produtos elétricos, pensamos em produtos que fazem barulho. Contudo, este não é o caso das motos elétricas. Além de não serem barulhentas em geral, as motos elétricas são mais silenciosas que as comuns. Se por um lado isso ajuda o motociclista a não perder a atenção no ambiente e a reduzir a poluição sonora, por outro, alguns motociclistas podem achar que não será tão emocionalmente pilotá-la.

 

importar moto elétrica china

 

E quando pensamos que não poderia ter mais vantagens: as motos elétricas também não gastam muito! Ela é mais econômica se comparada com a moto a gasolina ou a um carro. Isso acontece porque o gasto de energia é menor. Outra vantagem é que você não precisa ir a um posto de gasolina para abastecer. Você pode carregar sua moto elétrica em qualquer lugar, precisando apenas do material (já incluído) para recarregar a bateria da moto.

 

Desvantagens em importar moto elétrica da China

Algumas motos elétricas costumam ser mais caras que as convencionais. Este preço pode variar muito dependendo da maneira como você quer usar a moto elétrica. Se precisa que ela seja mais rápida, os modelos de moto elétrica vão sair mais caros que as motos convencionais e os automóveis elétricos. Se o seu objetivo é ter uma moto rápida e economizar, esse talvez não será o produto ideal para você.

 

importar moto elétrica china


 

Como muitas vezes vimos, as vezes uma vantagem pode também ser uma desvantagem, porque tudo depende de quem está comprando e qual vai ser a utilização. As motos elétricas são extremamente silenciosas. Isso é uma vantagem, mas também pode ser um perigo justamente por que ela não faz tanto barulho. Com isso, pode acabar sendo arriscado para pedestres que não percebem a moto se aproximar.

E por último, a velocidade de uma moto elétrica é muito baixa e não é ideal para quem gosta de altas velocidades. A moto elétrica não chega nem a se comparar com uma moto a gasolina convencional nesse quesito. Isso impediria o tráfego algumas avenidas extremamente movimentadas e rodovias também.

 

Importação de moto elétrica da China

A importação de moto elétrica tem sido bastante comum ultimamente por ser um produto tendência em 2019. Como vimos, o produto em si tem grandes vantagens e pode trazer um bom retorno financeiro ao importador.

Devido à seu tamanho, a modalidade de frete marítimo é a ideal para este produto. A modalidade aérea não deixa de ser uma opção, embora a mesma seja muito custosa porque o preço do frete é calculado em cima da quantidade de volume que a mercadoria esta ocupando.

Se você quiser saber mais sobre as modalidades de transporte internacional, entre nesse link. Um container de 20’ pode trazer até 42 unidades de motos elétricas, dependendo do modelo. Não é necessário trazer todas essas unidades, a quantidade pode ser negociada com o fornecedor. Se você quiser saber mais a respeito do processo de importação, pode encontrar mais informações neste artigo sobre os primeiros passos ao importar da China. Também não é necessário importar um container cheio. Saiba mais sobre a consolidação de cargas aqui.

 

importar moto elétrica china


 

Os impostos desse produto são: 20% de imposto de importação (II), 35% de imposto sobre produtos industrializados (IPI), 2,1% de PIS e 9,65% de COFINS. Além disso, também existe o ICMS, que é o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços que varia de estado para estado no Brasil. Por exemplo, em São Paulo o ICMS é de 18%.

 

Cuidados ao importar moto elétrica da China

As baterias fazem parte das motos elétricas mas este é um aspecto do produto que sempre é parado e revistado na alfândega. Isto acaba se tornando um empecilho na hora de importar da China. Isso porque algumas baterias têm risco de explosão, o que pode ocorrer durante o trajeto da viagem. A revista alfandegária tem o objetivo de comprovar que nada disso vai ocorrer.

 

importar moto elétrica china
Modelos de motos elétricas, muito usadas na China.

 

Alguns armadores de navios podem exigir um documento afirmando que o produto não trará nenhum tipo de problema, principalmente os fornecedores menores. Nem todos os fornecedores chineses disponibilizam tal documento. Isso acarretaria uma dificuldade no embarque pois as baterias são sempre checadas pela alfandega chinesa e brasileira.

Se preferir, você pode assistir a este vídeo que explica tudo sobre a ponderação dos prós e contras de importar moto elétrica da China. Este vídeo foi feito especialmente para ajudar o empresário brasileiro a decidir se vale a pena ou não importar moto elétrica da China.

Para outros vídeos como este tratando de produtos tendência como smartwatches e fechaduras digitais, conheça nosso canal. 

 

Conclusão

O fato é que existe uma demanda latente para esse produto, por ele trazer um bom retorno financeiro. A possibilidade de não ser necessário documentos para nacionalizar, comercializar e usar o produto é uma grande vantagem. A moto elétrica é muito prática para quem está começando em lugar novo ou começando a trabalhar em um local mais longe, por exemplo.

 

importar moto elétrica china
Uma bicicleta e patinete elétrico.

 

Importar moto elétrica da China pode ser um ótimo negócio. Mas, é preciso alinhar expectativas sobre o que deseja receber e todas condições de revenda no Brasil. Esta é uma dica não só para as motos elétricas mas para todo produto que você deseja importar. Existem prós que podem ser contras para alguns importadores e vice-versa. Decidir se um produto vale a pena importar ou não é uma questão muito relativa.

Para não ter nenhuma preocupação durante o processo de importar moto elétrica da China, assegure-se de ter um bom contrato de compra com seu fornecedor. O objetivo é prevenção de possíveis problemas com a mercadoria. É possível também realizar o seguro internacional da sua moto elétrica, ou qualquer outro produto importado da China. Para saber mais sobre as opções da sua empresa para importar da China, fale conosco!

 

Por Barbara Pompei Corcioli, diretamente de Marília, SP – Brasil

Fonte: El Pais e Portal do Seu Veículo

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário