Importação para e-commerce: Loja online pode importar da China?

Em mais um vídeo da série “Importação em 5 minutos”, que você pode acessar no nosso canal do Youtube ou logo abaixo, respondemos as suas dúvidas sobre o processo de importação da China. Hoje, vamos falar sobre importação para e-commerce. Você tem uma loja online, ou pretende abrir uma, e está pensando em importar os produtos da China. Mas será que vale a pena? Quando é melhor investir numa importação em massa de um fornecedor chinês? E quando você realmente não deve investir seu dinheiro nesse tipo de compra? Vamos tirar todas essas dúvidas agora mesmo!

 

 

Importação para e-commerce: loja online pode importar da China?

 

importação para e-commerce

 

Com o rápido crescimento do mercado digital nos últimos anos, a tendência é que nós todos façamos cada vez mais compras online e menos em lojas de varejo. Na China, isso já é uma realidade: é possível comprar quase todos os produtos que necessitamos no dia-a-dia online e, na maioria dos casos, recebê-los no dia seguinte. A logística desse mercado é extremamente eficiente na China e representa uma tendência para o mundo todo.

Abrir uma loja online, hoje em dia, é muito mais simples do que abrir uma loja física, já que dispensa os gastos com a locação ou compra de um imóvel, a sua reforma e a mobília, por exemplo; enquanto para abrir um e-commerce você só precisa, inicialmente, pensar num bom nome para o seu site! O investimento numa loja online é muito menor e por isso mesmo a tendência é que esse tipo de empresa se expanda com muito mais velocidade do que as lojas físicas tradicionais. Mas afinal, vale a pena investir numa importação para e-commerce? Vamos descobrir!

 

Quando vale a pena importar da China?

importação para e-commercePara entender sobre a questão da importação para e-commerce, vamos dar dois exemplos radicais para ilustrar duas diferentes situações.

Imaginemos que você tenha uma empresa que venda apenas um tipo de produto – usaremos o exemplo de um martelo. Se você vende apenas um item, martelos, e tem uma quantidade grande de vendas, você terá, obviamente, um número grande de vendas desse único item. Por outro lado, imagine que você tenha uma loja de ferramentas, onde você vende os mais diversos tipos de ferramentas. Nesse caso, você precisaria de muita variedade de produtos e pouca quantidade destes, certo?

Independentemente de você vender apenas uma linha de produtos ou não, o importante é a quantidade de giro e venda de um único produto. Como já falamos no vídeo e no artigo “Qual o valor mínimo para importar da China?”, muitos fornecedores tem uma quantidade mínima de venda, porque a maioria das fábricas na China não tem um estoque, como as brasileiras, mas trabalham com o capital de terceiros (é por isso, inclusive, que você precisa sempre pagar a vista para o seu fornecedor).

Em suma, se você tem uma loja online e está pensando em importar da China, teoricamente é possível. Desde que você tenha um grande volume de vendas de um mesmo produto, ou de uma linha de produtos muito parecidos. Se a sua loja possui essa quantidade de giro, você pode importar da China.

Porém, se você ainda não possui seu e-commerce, ainda está planejando seu negócio e já quer comprar da China, não é recomendado começar agora! Isso porque você teria que comprar uma série de produtos iguais e mantê-los em estoque, além de não ser uma boa ideia investir tanto capital no estoque logo no primeiro mês. No início do negócio, é importante que você invista seus recursos nas áreas certas para crescer mais rápido e conseguir vender os produtos dos quais você já dispõe.

É por esse motivo, também, que algumas lojas online possuem um prazo maior de entrega dos produtos: muitas vezes, quando você faz o pedido, a loja precisa fazer o pedido para outra loja, como o AliExpress, e esperar o envio dessa mercadoria para depois encaminhá-la a você.

Quer saber mais sobre os fatores mais importantes para se iniciar uma importação segura e bem-sucedida? Continue acompanhando nossa série de vídeos no Youtube e alavanque seus negócios!

 

Por Laís Barbosa, diretamente de Andirá, PR, Brasil

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +


Veja Também


Deixe seu comentário