Importação Formal e Pessoa Física

Você sabe a diferença de importação formal e de pessoa física? Não? Então hoje você aprenderá com a gente. Como? Continue a leitura deste artigo!

O que é Pessoa Física e Jurídica?

Antes de entrarmos no quesito da importação, será importante uma pequena introdução sobre o que é considerado pessoa física e jurídica.

No frigir dos ovos, a diferença entre pessoa física e jurídica, consiste em que a primeira é um indivíduo concreto, enquanto que a segunda é mais abstrato. 

Todo ser humano é uma pessoa física, desde o seu nascimento, mesmo sem ter o CPF (Cadastro de Pessoa Física).

As pessoas jurídicas, contudo, são um conjunto de pessoas ou bens criados para uma determinada finalidade (administração, prestação de serviços, produção e comercialização de serviços).

Podem ser uma pessoa jurídica um país, estados e municípios, empresas, associações, igrejas e partidos políticos.

Esses entes têm direitos e obrigações específicas e, com isso,têm uma “personalidade jurídica” independente em relação aos membros.

Importação Formal x Importação Pessoa Física

Quando falamos em importação, temos uma visão muito abrangente e, muitas vezes, distorcida da realidade por não entendermos do que ela se trata.

Importação Pessoa Física

Quando uma pessoa decide começar a importar com fins lucrativos, ela precisa galgar alguns passos antes de atingir um grande patamar na sua jornada.

Como tudo na vida, começamos sempre com as pequenas coisas. E é assim também na importação.

Nesse caso, o degrau inicial é importar como pessoa física. O que é importar como pessoa física? É trazer um produto da China cadastrado por um CPF.

Com o número do seu Cadastro de Pessoa Física, você tem a possibilidade de importar aos poucos. 

Para fazer isso, basta acessar sites como Aliexpress ou Shopee. Além disso, existe a possibilidade de trazer seu produto pelo Importa Fácil.

Mas o que é o Importa Fácil e como isso pode me ajudar a importar da China como pessoa física?

Importação possui vários processos importantes que vale a pena conhecer

Resumidamente, o Importa Fácil é um serviço de importação prestado pelos Correios. 

Atende tanto pessoas físicas, quanto jurídicas interessadas em importar produtos do exterior, oriundos de qualquer lugar do mundo. 

Mais especificamente, estas importações são caracterizadas por serem de pequeno a médio porte, com limite de até 3 mil dólares.

Importação Formal

Depois de você começar lá debaixo, como pessoa física, você identifica algumas necessidades que não podem mais ser supridas com esse modelo.

Falta produto, você passa a ter de comprar produto nacional para não deixar cliente na mão, e se vê estagnado.

Então decide alçar voos maiores a fim de conseguir atender uma maior quantidade de pessoas.

Aqui entra a Importação Formal. 

Basicamente, essa modalidade de importação é feita por pessoa jurídicas, ou seja, empresas habilitadas no RADAR Siscomex e através de um despachante aduaneiro.

Para fazer isso, você precisa ter uma quantia maior reservada e provavelmente precisará de um investidor com você.

Você também tem a possibilidade de solicitar um empréstimo e, se houver um plano de negócios claro e consolidado, seu negócio tem tudo para dar certo.

Nessa modalidade você terá de solicitar o frete da carga. Pode ser aéreo ou marítimo

O aéreo é para produtos leves e caros. Uma tela de celular, por exemplo.

Já as cargas mais pesadas devem ser trazidas a navio. Mas sua empresa não precisa alugar um container todo. É possível alugar apenas uma parte do armazenamento.

Existem alguns impostos incluídos, também.

II – Imposto de Importação,

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados,

PIS – Programa de Integração Social,

COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social e

ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

Estes impostos e contribuições podem variar de acordo com a espécie e o tipo de produto importado. O caso do ICMS é mais complexo, ele é diferente em cada estado e também varia para cada tipo de produto.

Agora que você já sabe a diferença, comente aqui embaixo em que estágio da sua jornada da importação você está.

Está importando aos pouquinhos como uma renda extra ou já está às portas de ser um grande importador? Fale para nós!

Gostou das dicas? Acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Lá você pode acompanhar O Plano Importação, uma série de lives para quem não vê a hora de começar a importar da China.

Até a próxima!

Texto de Paulo Santos, de São Vicente/SP


Veja Também


Deixe seu comentário