Importação de calçados da China

A lista de possibilidades do que importar da China é muito grande. Há décadas, as fabricas da chinesas mostraram ao mundo que qualquer que seja o produto, a China tem. E os calçados? Sandálias, sapatos, tênis, chinelos da China, devo importar para revenda no Brasil? Continue lendo o texto que a China Link Trading preparou para você, pois explicamos sobre os impostos e possibilidades no momento da compra.

 

importação de calçados da china
Calçados Converse

 

Breve história dos calçados

Antigamente, há 10 mil anos A.C.,os calçados eram considerados itens de luxo e, no Egito, apenas os nobres poderiam usar este artefato. Eles eram feitos com couro de vaca, palha trançada, folhas de papiro e madeira. Na Mesopotâmia, (região onde hoje é o Iraque) os sapatos “comuns” eram de couro cru, amarrados aos pés por tiras do mesmo material. Os sapatos como conhecemos hoje, começaram a ser fabricados no século XVIII, e, após a revolução industrial, o ramo de calçados se expandiu de tal maneira que o investimento neste setor se tornou imprescindível e incrivelmente bem sucedido. Atualmente, o item é indispensável no dia a dia e faz parte da moda, tendo constante mudanças em seu design, material de fabricação e preços.

 

importação de calçados da china
Sapatos sortidos

 

Taxas na importação de calçados da China para o Brasil

Quando se pensa em “importar”, a palavra “impostos” já vem a mente. Mas também, não é para menos. Todos os produtos importados recebem alguma taxa para serem autorizados a entrar no Brasil e para serem vendidos. 

No caso da importação de calçados da China para o Brasil, existe uma sobretaxa chamada Antidumping. As  medidas antidumping são conhecidas como barreiras comerciais e são utilizadas quando o país A vende um produto com o preço inferior ao que seria caso o país B produzisse o mesmo produto no mercado interno. Sendo assim, os produtos sofrem uma taxação mais alta para que o preço de venda destes não seja discrepante ao serem comparados com os produtos produzidos no mercado interno. Quer saber mais sobre Antidumping? Veja nosso vídeo abaixo!

A medida protecionista feita pelo governo com o intuito de balancear o preço dos produtos fabricados no Brasil e dos importados, tem um contrato com a vigência até 2021, contudo, esta medida é renovada constantemente. Essa taxa, atualmente, é de US$ 10,22 por par de sapato, contudo, ainda existem outros impostos de importação, legalização, etc. Quer saber mais sobre o assunto? Leia nosso texto sobre o que é uma barreira comercial.

 

Indústrias brasileiras de calçados

Bom, considerando que as sobretaxa nos calçados é um valor que torna a importação de calçados inviável para muitos, a indústria dos calçados cresceu dentro do mercado nacional. A indústria brasileira tem grandes nomes e fazem muito sucesso no mercado interno. Conhece a Grendene? Não? Essa empresa é a dona e fabricante das marcas Melissa, Rider, Ipanema, Zaxy, Grendha e Cartago. Essas marcas nacionais estão presentes em muitos shoppings e em muitos pés brasileiros. Além de muitas outras marcas famosas, encontra-se a Alpargatas, dona da Havaianas, conhecida nacional e internacionalmente.

Quer saber mais sobre o assunto? Assista nosso vídeo abaixo de sobre como importar sapatos.

Nosso canal está repleto de conteúdos que vão te ajudar a fazer um bom investimento na importação da sua empresa. Se inscreva!

A indústria de calçados brasileiro tem um histórico forte e de sucesso, contudo, na década de 90, o Brasil sofreu uma crise na área de calçados e essa infelicidade afetou muito o Rio Grande do Sul. Muitos fabricantes do Vale dos Sinos foram trabalhar na China, seguindo o ramo e expandindo as indústrias. Atualmente, a cidade da China que mais possui fábricas de calçados se chama Douguan e é conhecida como “polo de calçados”. Uma curiosidade, é que essa cidade é onde foram registrados o maior número de brasileiros na China, claramente, pela quantidade de imigrantes que seguiram para a cidade garantindo empregos.

 

Afinal, faz sentido importar calçados?

De acordo com a nossa análise e experiência, essa pergunta pode ser respondida com “sim” e “não” e a condição dessa resposta sobre importação vai depender do seu público alvo, do mercado em que sua empresa atua e da situação financeira da sua empresa.

Sim, vale a pena importar se o preço final dos calçados ainda forem mais baixos do que os preços dos seus concorrentes, ou, se o nicho de compradores da sua rede sejam pessoas que tenham poder aquisitivo para comprar a sua linha de calçados, mesmo com o preço mais alto. Também vale a pena importar se o fornecedor for de países vizinhos da China, como o o Vietnã, que não tem medidas antidumping para o Brasil.

E não, não vale a pena importar se os produtos não fornecerem a qualidade pelo preço que se paga, ou, se o público de seu negócio/loja não acompanhar a oferta.

 

importação de calçados da china
Homem comprando algo pela internet utilizando o cartão

 

O que devo importar então?

Se o seu negócio envolve uma linha de produção (o famoso backstage), uma boa solução para baratear o custo de importação e planejar e comprar as peças que compõe o sapato, separadamente, claro. Sendo assim, a compra desses produtos não é caracterizada como “calçado”, e a sobretaxa antidumping não é imposta na compra.  Veja a foto da divisão das partes de uma sandália, por exemplo:

 

importação de calçados da china
Fonte: Hanna Kramolisck – Partes de uma sandália

 

As partes são poucas e é preciso apenas de alguns objetos de trabalho para colar ou costurar as partes juntas, formando um sapato pronto para ser vendido em sua loja. Mas, lembre-se de fazer o pedido separadamente e em contêineres diferentes.

Se sua empresa for grande e existe a real intenção de criar e permanecer no mercado na área de calçados, juntamente com a existência de um investimento financeiro alto, converse com os consultores da China Link Trading para que a equipe possa te guiar e orientar quanto aos fornecedores, regras de importação e materiais para que sua linha de produção de calçados marche em rumo ao sucesso. 

 

Taxas de Importação

Além da sobretaxa aplicada a calçados explicada acima, seja o que for importado, as taxas de importações atualizadas em 2019, são:

II – Imposto de Importação = 35%

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados = 0%

PIS – Programa de Integração Social = 2,10%

COFINS – Contribuição Social para o Financiamento da Seguridade Social = 10,65%

ICMS – Imposto s/Circulação de Mercadorias e Serviços = Depende do seu Estado

 

importação de calçados da china
Moedas e notas de dinheiro

 

Confira mais informações sobre importações em nosso texto Impostos de Importação Formal – Como calcular?

 

Dicas para importar sapatos

E então, se seu objetivo segue sendo a importação de sapatos para a produção e venda no Brasil, fique atento as dicas abaixo!

  1. Cuidado da hora de importar calçados! A escolha de um fornecedor confiável é de extrema importância, afinal, todos os produtos do ramo são vendidos em atacado, sendo assim, para montar um sapato, você provavelmente terá que comprar as peças em atacado, ou seja, o valor final será um investimento alto. Considere cada centavo de diferença nos preços. Sendo assim, conte com intermediadores, como a China Link Trading, para te ajudar a avaliar a reputação do comerciante.
  2. Se possível, veja o produto final antes de comprá-lo. Se você não viajar a negócio para ver com os próprios olhos a qualidade do produto, peça para que o fornecedor te envie as peças do produto e uma amostra dele pronto para que uma avaliação seja feita e um teste de qualidade também, afinal, é extremamente necessário que você conheça e aprove o produto que irá vender.
  3. Faça um planejamento financeiro e trabalhe seguindo-o. Que é preciso de uma previsão financeira, muitos sabem, contudo, planeje não apenas o custo de abertura e do seu primeiro estoque. Envolva também o salário dos funcionários, o custo de luz, água, aluguel, vistorias, decoração, taxas de cartão, juros de empréstimo (caso o tenha feito), reformas, entre outros gastos que devem ser controlados com firmeza nos primeiros anos. Estude sobre o assunto e contrate uma consultoria.

A China Link Trading espera ter respondido a sua dúvida sobre importar calçados. Deixe nos comentários o que você pretende importar e o que você achou deste texto!

 

Por Carolina Ranzoni, diretamente de São Paulo, SP – Brasil

Fontes: YouTube China Link Trading, China Link Trading, Egito – fascinio de uma civilização, Adolfo Turrion, Terra, Novos Negócios

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter




Veja Também


Deixe seu comentário