Falta de recursos ou conhecimento para importar: o que impede sua empresa de começar?

Falta de recurso ou de conhecimento sobre importação? O que te impede de começar a importar e alavancar seus negócios? 

Neste artigo vamos tirar suas dúvidas sobre quais devem ser seus primeiros passos caso você seja uma nova empresa ou alguém que deseja entrar nesta área de importação.

Não deixe de acompanhar o conteúdo do nosso blog para entender mais sobre como funciona o mundo da importação, especialmente da China.

Vem com a gente!

Como ganhar dinheiro fácil com importação

Antes de falarmos sobre falta de recursos para importação, é imprescindível destruirmos algumas barreiras sobre isso.

A primeira é sobre a falácia difundida nas redes sociais, especialmente, de que se você fizer este ou aquele curso, sua empresa alcançará o sucesso num passe de mágica.

Como minha mãe já dizia: “dinheiro não cai do céu e nem é plantado em árvore.”

Não existe solução rápida e mágica para ganhar dinheiro fácil. Tudo é feito com muito trabalho e esforço, e no mundo da importação não é diferente.

Dito isto, é importante dizer que todo começo é pequeno e necessita de iniciativa e determinação.

A partir disto, quando falamos sobre vendas de produtos, é importante seguir alguns passos que são basilares para definir onde você vai chegar.

Não existe dinheiro fácil no mercado de importação (Foto: Reprodução)

Busque Conhecimento

Primeiramente, antes de falarmos sobre venda especificamente, se você é novo neste ramo ou deseja entrar nesta área, a dica de ouro é: busque conhecimento.

E quando dizemos isso, é sobre tudo o que envolve o ato de importar.

Escolha um Produto

Então, para começar, escolha o produto que você quer vender. O critério para chegar neste produto é variado.

Sua empresa pode fazer uma pesquisa de mercado e analisar a demanda da região onde ela está inserida e buscar conhecer mais sobre este produto.

Além disso, é possível verificar o que seu aporte financeiro pode investir naquele momento. Isso também deve ser levado em conta no momento de escolher um produto para vender.

Por outro lado, se sua empresa já tem um nicho específico definido ou uma preferência pré-estabelecida, acredite nisso e continue.

Escolha um fornecedor confiável

Em seguida, após escolher o produto que sua empresa irá importar da China, escolha um fornecedor de confiança.

Este é um passo crucial para o início das suas operações para importar da China. Definir como você vai fazer chegar este produto que você escolheu até as suas mãos e, finalmente, na sua loja.

Para isso, você pode encontrar fornecedores em sites como o Alibaba, por exemplo, um dos maiores sites de importação do mundo.

Lá, você encontra fornecedores de todo tipo de linha e produto. Esta variedade favorece sua empresa de encontrar o que precisa.

Quando você entrar neste site e encontrar o seu produto, faça uma simulação de preço para ter uma estimativa de quanto custará este produto para você.

A dica é simples: multiplique por doze o valor do produto que consta no site. O resultado é, mais ou menos, o valor que sua empresa desembolsará de início para vender este produto.

Por exemplo, digamos que o produto A no Alibaba custa R$ 5. Multiplicado por doze, chegamos ao valor de R$60/unidade.

Será mais ou menos este o valor que a mercadoria importada da China chegará ao Brasil.

É importante salientar que este não será o valor exato, porque existem outros fatores que podem alterar este valor, como algumas licenças inerentes a este produto que podem encarecê-lo.

Mas em linhas gerais, esta será a média que sua empresa irá investir.

Entenda sobre importação

Paralelamente à busca por um produto e fornecedor, ampliar seu conhecimento sobre importação da China é fundamental para começar com sucesso o seu negócio.

Atualmente, com a internet cada vez mais ao nosso alcance, podemos consumir muito mais conteúdo e conhecimento do que antigamente.

Em razão disso, existem diversas plataformas gratuitas que dão o caminho das pedras para quem deseja começar a importar.

Por falar nisso, no nosso canal do Youtube você encontra a série “Importação em 5 minutos”, pela qual você tem acesso a diversos conteúdos sobre esta área de forma rápida e eficaz.

Existem cursos especializados em importação que também vão te ajudar demais a ter seu próprio negócio de importação da China.

Aqui, por exemplo, temos o Ultimate China, que é um curso fundamental para quem deseja conhecer mais a fundo sobre este mercado que cresce cada vez mais no mundo todo.

Entretanto, seja qual for o meio pelo qual sua empresa vai buscar informação, o importante é entender o mercado antes de começar.

Como enfrentar a falta de recursos

É claro que começar a importar da China traz algumas inseguranças que estão inerentes aos desafios de novos desafios.

Entretanto, o medo deve ser deixado de lado e deve-se pensar em medidas práticas para alcançar estas metas.

A primeira medida é começar aos poucos. A pressa é inimiga da perfeição. 

Dito isto, depois de você definir o seu produto, fornecedor e entender o mercado, compre seu produto e venda como pessoa física.

Para isso, crie um site de e-commerce simples, anuncie seus produtos nas redes sociais e construa seu mercado tijolo a tijolo.

À medida que suas vendas crescerem e alcançarem uma boa estabilidade, parta o ramo empresarial.

Na prática, isso significa mais que um CNPJ, significa executar um projeto para comercializar em maior escala.

Monte um estoque e comece, enfim, a vender em maior quantidade e alcançar mais pessoas.

Comece vendendo seus produtos de forma digital tijolo a tijolo (Foto: Reprodução)


Comece comprando do Brasil

Além disso, outro ponto para começar a importar é começar comprando de importadoras e distribuidoras do Brasil.

Em razão dos custos fixos de importação, que encarecem a aquisição de produtos vindos da China, importar poucos do país não vale a pena.

Por esta razão, novas empresas devem ser cautelosas para não dar um passo maior que a perna e ter prejuízo.

Mudança de rumo

Após se consolidar como uma pequena e média empresa, outro ponto importante para começar a importar é verificar se sua empresa já consegue comprar em maior quantidade.

Caso chegue nesse nível, saiba que este é o momento certo de importar. 

Comprar em grande quantidade da China é fundamental para vender o produto mais barato no Brasil.

Para isso, vale a pena contar com um sócio investidor que possa te ajudar com um aporte financeiro.

Este sócio investidor não precisa ser uma pessoa necessariamente rica. O investimento pode equivaler ao preço de um carro popular.

Se a pessoa que quiser te ajudar neste negócio quiser e puder, por exemplo, vender o carro e investir com você este montante no ramo, pode ser um bom começo para alcançar seus primeiros objetivos.

Saiba disto: quando você adquire conhecimento sobre seu produto e o mercado onde sua empresa está inserida, a parte financeira se torna menos relevante.

Gostou do conteúdo? Confirma mais aqui no nosso blog, nas nossas redes sociais e no nosso canal no Youtube. Até a próxima!

Texto de Paulo Santos, de São Vicente/SP


Veja Também


Deixe seu comentário