Faz sentido importar cabelo sintético da China?

No artigo de hoje, vamos entender se faz sentido importar cabelo humano ou sintético da China.

Um dos produtos que ainda existe muita procura, as madeixas são um ótimo recurso para repaginar o visual. 

Mas, será que ainda vale a pena importar esse produto?  É o que você verá a seguir.

Cabelos orgânicos x Cabelos sintéticos

Antes de falarmos se faz sentido importar cabelos, precisamos posicionar você sobre o que queremos dizer neste artigo e entender as diferenças que existem nesse produto.

Quando falamos em cabelo orgânico, nada mais é do que o cabelo humano, natural.

Alguns lugares ainda apostam em vendas deste tipo de “mercadoria”.

Contudo, esta prática está cada vez mais em desuso.

Por questões humanitárias e éticas, esse tipo de prática de vender cabelo humano tem sido esquecida.

O que existe forte nessa área são ações filantrópicas. Diversas ONG’s trabalham pela causa de arrecadar cabelos orgânicos para fabricar perucas e doar à mulheres em tratamento quimioterápico.

É uma ótima oportunidade para se fazer uma boa ação. Entretanto, ainda sim, é possível encontrar pessoas que comercializam o cabelo humano.

Mas as pessoas têm demonstrado cada vez mais rejeição.

Já o cabelo sintético engloba uma série de estilos de cabelos feitos em fábrica: perucas, apliques, mega-hairs, jumbos, laces e outros.

Para se ter uma ideia, durante a pandemia, uma determinada empresa de laces – perucas hiper-realísticas-, cresceu 90% durante a pandemia e passou a vender 500 unidades por mês.

Isso indica uma forte tendência de mercado que sinaliza que as mulheres estão interessadas neste produto.

Até mesmo celebridades têm se mostrado interessadas na mercadoria.

Um exemplo recente foi a ex-BBB e blogueira carioca Camila de Lucas, que durante o confinamento no reality comentava o uso da lace para o procedimento de transição capilar.

Com base nisso, fica a pergunta: faz sentido importar cabelos sintéticos? Confira a seguir.

Perucas são um tipo de cabelo sintético bastante vendido no mercado

Faz sentido importar cabelo sintético da China?

Como vimos acima, o mercado de cabelo sintético cada vez mais cresce no Brasil.

Mas se voltássemos há 3 ou 4 anos, seria impensável cogitarmos isso. A razão é que antigamente era uma tecnologia muito nova e pouca gente importava.

Além disso, a qualidade do produto era tão limitada que não podia nem molhar.

Entretanto, atualmente as fábricas chinesas têm mais tecnologias e investimento para uma produto de um produto de boa qualidade e feito em larga escala

A estratégia dos chineses para produzir um bom cabelo sintético é usar fibras não-naturais. O material faz com que a madeixa artificial fique mais brilhante que o fio de cabelo humano. 

Por conta disso, houve um grande aumento da procura desse produto e caiu nas graças das mulheres. É cada vez mais comum vermos cabeleiras e distribuidoras investindo em cabelos sintéticos.

Portanto, faz sentido importar cabelo sintético. Além do fato do mercado estar aquecido, esse tipo de mercadoria não necessita de certificação da Anvisa ou do Inmetro.

Sem contar que, como não é um produto muito volumoso, te dará a possibilidade de trazer uma quantidade maior dentro do contêiner.

Precaução

Apesar de ser um produto bom de se importar, é necessário tomar alguns cuidados.

Por se tratar de um produto da área de moda e coiffer, é importante ter um bom conhecimento de mercado para entender o que é tendência.

É fundamental que você pesquise e busque se informar para não perder dinheiro e afastar seus clientes que procuram por cabelo sintético de qualidade.

Se você é novo no mercado, avalie se é o melhor momento de importar e procure especialistas em cabelos artificiais antes de embarcar nessa.

Além disso, antes de realizar sua importação, peça amostra do produto que você deseja trazer. Só assim você saberá se o produto tem boa qualidade e terá mais segurança para importar os cabelos sintéticos.

Mesmo assim, não deixe de contratar um serviço de controle de qualidade para fazer uma inspeção no chão da fábrica e verificar in loco a carga que será trazida ao Brasil.

Durante a pandemia, cresceu a procura por cabelos sintéticos e é um dos mercados mais aquecidos atualmente.

Impostos

Agora que você já sabe tudo sobre cabelos sintéticos, saiba a seguir quais os impostos que serão cobrados por esse produto quando chegar aqui no Brasil.

Confira:

  • II: 16%;
  • IPI: 15%,
  • PIS: 2,10%,
  • Cofins: 9,65%
  • ICMS: depende de cada estado

Gostou das dicas? Então acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube para mais conteúdos.

Até a próxima!

*Texto de Paulo Santos, diretamente de São Vicente/SP

Fonte: Fique Diva e Whow.


Veja Também


Deixe seu comentário