Fábricas chinesas no Brasil: investimento automobilístico no Brasil

Como sabemos, a China, em seu plano de investimentos Belt and Road Initiative (BRI- ou, em português, “a nova rota da seda), tem o Brasil como principal foco de investimentos na América Latina, por se tratar do maior mercado do continente. Além disso, a China também demonstra interesse no oportuno mercado brasileiro através da instalação de fábricas chinesas no Brasil, principalmente no setor automobilístico.

 

O início das fábricas chinesas automobilísticas no Brasil: um começo complicado

Nos últimos anos, várias marcas chinesas de carros e afins tentaram montar fábricas aqui no Brasil. Entretanto, no início, a aceitação do público no geral não foi muito boa, provavelmente pela desconfiança equivocada em relação aos produtos produzidos por indústrias de origem chinesa, além da falta de conhecimento sobre os mesmos. Atualmente, das empresas chinesas automobilísticas que se aventuraram no país, restaram quatro principais: JAC Motors, Lifan, Chery e BYD.

Para termos uma ideia do baixo desempenho das fábricas chinesas no Brasil durante sua primeira tentativa, a empresa JAC, que chegou no país em 2011, vendeu apenas 3,8 mil unidades no ano de 2017, embora o ano tenha sido representado por um crescimento de 9,36% em relação ao ano de 2016, no setor de comercialização de automóveis. Outro exemplo de fábrica chinesa no Brasil que obteve baixo desempenho nas vendas no início foi a Chery, que vendeu apenas 3 mil unidades no ano de 2017.

Entretanto, também ao final do ano de 2017, tivemos o fim da cota de importações de 4,8 mil carros por ano, onde a empresa era sobretaxada em 30 pontos percentuais do Imposto sobre Produtos Industrializados caso ultrapassasse o limite, representando esperança para os fabricantes chineses.

 

Negócios da China
Embora tendo um início complicado, as fábricas chinesas no Brasil conquistam seu espaço

 

Como as fábricas chinesas automobilísticas estão se saindo no Brasil atualmente?

Atualmente, não existe mais dúvidas em relação a capacidade tecnológica das fábricas chinesas no geral, dado ao alto nível de produção do país. Aos poucos, o receio que se tinha em relação aos produtos de origem chinesa, foi desaparecendo dado ao grande sucesso mundial dos mesmos. As fábricas chinesas investiram maciçamente no setor automobilístico nos últimos anos, através da melhora no design, criação de uma rede de assistência técnica e acabamento inovador em seus produtos, obtendo resultados incríveis e conquistando consumidores ao redor do mundo.

Em termos técnicos e de boa qualidade, os carros fabricados por chineses já são reconhecidos como ótimas opções pelos brasileiros. O que mais se tornou importante, no caso de adquirir automóveis de origem chinesa, é o valor de mercado e a assistência técnica. Nesse sentido, o grupo de fábricas chinesas que mais se destaca é a Chery (que depois se tornou Caoa Chery), pois, das marcas de fábricas chinesas citadas acima, é a única que possui fábrica física no Brasil (enquanto as outras importam seus produtos).

 

As fábricas chinesas investiram maciçamente no setor automobilístico nos últimos anos

 

Caoa Chery: a fábrica chinesa em território brasileiro de maior sucesso

Em comparação com as outras duas marcas principais, a JAC e a Lifan, a Caoa Chery conquistou os primeiros lugares de vendas de automóveis entre as fabricantes chinesas no brasil. Dentre os modelos da fábrica chinesa em questão, quatro merecem destaque dentro do mercado brasileiro: Tiggo 2 (atingindo 1,107 em vendas em janeiro e fevereiro deste ano), QQ (com 492 em vendas EM 2019), Tiggo 5x (387 emplacamentos em apenas um mês) e o Arrizo 5 (com 285 números em vendas).  Em seguida no ranking de melhores vendas de fábricas chinesas de automóveis no Brasil, temos dois modelos da JAC (o T40 e o T50),  e, apenas em sétimo lugar, temos o X60 da Lifan.

No total, a fábrica chinesa Caoa Chery emplacou 443,7 mil em vendas no ano de 2018, enquanto a JAC vendeu 182,3 mil e a Lifan apenas 58,2 mil. Mesmo assim, a Caoa Chery ocupa 19º posição no ranking geral de venda de automóveis no Brasil.

 

O Tiggo 2 é o líder em vendas da fabricante chinesa Caoa Chery

 

Veículos elétricos: o diferencial dos automóveis das fábricas chinesas

É inegável que o cenário mundial em relação à preocupação com questões referentes à preservação da natureza está mudando. Com isso, a popularização de carros elétricos está sendo cada vez mais impulsionada.

Confira nosso vídeo sobre importação aqui!

A China é uma das líderes na fabricação de carros elétricos, por se tratar de um país preocupado com seus níveis alarmantes de poluição em algumas cidades, como Pequim. Para termos uma ideia, dos 1,2 milhão de carros elétricos vendidos no mundo, cerca de 600 mil rodam na China.

Com isso, a fabricante chinesa Caoa Chery já acumulou mais de 430 patentes em tecnologias para veículos elétricos, desde 2010. Para termos uma ideia, em 2018, a fábrica chinesa cresceu 250% nas vendas dessa tecnologia, e ocupa oitava posição no ranking mundial do segmento.

As expectativas para um emplacamento ainda maior das fábricas chinesas no Brasil são grandes. A previsão é que sua popularidade aumente cada vez mais, se tornando concorrente direto com as marcas tradicionais no Brasil.

 

A China é uma das líderes na fabricação de carros elétricos, por se tratar de um país preocupado com seus níveis alarmantes de poluição em algumas cidades, como Pequim.

 

E então, o que acharam?

 

Por Caroline Malheiros Costa, diretamente de Marília- SP  

Fontes: Ig, Folha de S. Paulo, UOL

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário