Energia nuclear na China

Ultimamente ouvimos falar de diversas e grandiosas obras da engenharia chinesa, desde gigantescas estátuas de líderes ou figuras históricas, quanto as obras de infra-estrutura para competições esportivas como os Jogos Olímpicos de Beijing, em 2008, com o famoso Ninho do Pássaro, o Cubo D’água e todo um bairro destinado ao evento. Mas é claro que as tecnologias de arquitetura e engenharia civil que a China possui não ficam restritas apenas a novos pontos turísticos e eventos. A autossuficiência energética é ponto de preocupação para todos os países, e não o deixaria de ser na China, ainda mais com sua enorme população. A Usina Hidroelétrica das Três Gargantas, no rio Yang Tsé é um exemplo de uma mega obra visando a geração de energia para a região. A Usina é imensa, mas a produção de energia não é suficiente, por diversos motivos. Daí a extremada importância que a energia nuclear na China tem ganho recentemente.

 

energia nuclear na china

A Energia Nuclear, por sua vez, passou a ser a promissora fonte de energia para o país, dependendo, entretanto, de diversos testes e precauções por conta do seu grau de periculosidade, para que não ocorram acidentes nucleares como recentemente ocorreu em Fukushima. Seria também, uma fonte mais ecologicamente correta de energia que a queima de carvão e combustíveis fósseis, grande causadora de poluição do ar no país.

 

China como potência em Energia Nuclear

O país se tornou nas últimas décadas quase que totalmente autossuficiente no design e construção de reatores nucleares, assim como de outras partes da cadeia de produção de Energia Nuclear, adaptando e melhorando as tecnologias ocidentais. A política chinesa é de se tornar global no setor, exportando tecnologia nuclear e os componentes pesados da cadeia de produção.

Atualmente, a energia nuclear na China é sustentada por 30 reatores de Energia Nuclear em operação, mais 24 em fase de construção e outros em fase de planejamento. Nesta imagem de 2008 é possível ter ideia das localizações de algumas das plantas de produção de Energia Nuclear na China, espalhadas pelo território chinês.

energia nuclear na china

 

Reator de energia nuclear na China

“a prova de acidentes”

A Corporação de Construção e Engenharia Nuclear da China anunciou neste mês que está quase finalizando a construção de uma planta nuclear de alta temperatura, resfriada a gás, e com uma tecnologia que minimiza as chances de um possível acidente nuclear, bem como os danos causados, na província de Shangdong.

Será um marco da tecnologia nuclear, já que a planta envolve dois reatores de 4ª Geração de 105-megawatt, considerados a prova de “derretimento”, sendo o primeiro do tipo no mundo a ser construído em escala comercial. Nos próximos 18 meses serão instalados componentes dos reatores nucleares, realizados testes e abastecidos com combustível.

Segundo o diretor Zhang Zuoyi da Tsinghua University, os reatores nucleares serão colocados em ação em novembro de 2017. Se tudo funcionar como o esperado, eles planejam construir outra planta do mesmo tipo para incrementar Energia Nuclear na China, mas com 600-megawatt de potência na província de Jiangxi.

Em Janeiro, o presidente Xi Jinping assinou um acordo com o Rei Salman bin Abdulaziz para construir na Arábia Saudita reatores nucleares que utilizam a mesma tecnologia, expressando, assim, o interesse chinês de exportar e construir utilizando sua tecnologia em Energia Nuclear em outros países.

 

Por Ingrid Torquato, diretamente de Marília, SP, Brasil.

Fontes: Shanghaiist, Technology Review, Forbes, Gizmodo.

Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook, em nosso blog e em nosso site.


Veja Também


Deixe seu comentário