Dia dos namorados Chinês

O dia dos namorados aqui na China ocorre no sétimo dia, do sétimo mês lunar. É uma festa tradicional e cheia de romance, que muitas vezes cai no mês de agosto do calendário gregoriano.

Este festival ocorre geralmente no verão, quando o clima é quente, a grama e as árvores revelam seus verdes luxuosos. À noite, quando o céu está salpicado de estrelas, e as pessoas podem ver a Via Láctea que abrange desde o norte ao sul. Em cada banco pode se ver uma estrela brilhante. Eles são o vaqueiro e a empregada de tecelagem, e sobre eles há uma linda história de amor, passada de geração em geração.

Há muito, muito tempo atrás, havia um sujeito honesto e de bom coração chamado Niu Lang (vaqueiro). Seus pais morreram quando ele ainda era criança. Mais tarde, ele foi expulso de casa pela sua cunhada. Assim ele foi morar sozinho com sua criação de gado e agricultura. Um dia, uma fada do céu Zhi Nu (empregada de tecelagem) se apaixonou por ele e desceu secretamente para a terra e se casou com ele. O vaqueiro e a empregada moravam juntos e felizes e Zhi Nu deu à luz um menino e uma menina. Infelizmente, o Deus do Céu descobriu o ocorrido e ordenou a Mãe Rainha dos Céus ocidentais para levar a emprega de tecelagem de volta aos céus.

Com a ajuda dos gados celestes, o vaqueiro voou para os céus com seus filhos atrás de sua amada. No momento em que ele estava prestes a apanhar sua esposa, a Mãe Rainha apareceu e tirou um de seus grampos de ouro do cabelo e fez aparecer uma onda. O casal foi separado em dois bancos para sempre e só podiam sentir suas lágrimas. Sua lealdade ao amor fez com que uma ponte fosse construída entre o vaqueiro e a empregada. A Mãe Rainha então finalmente permitiu que a cada ano, no dia 7 do mês 7 lunar eles se encontrassem. Daí a sua data de reunião tem sido chamado de “Qi Xi” (Duplo Sétimo).

Segundo estudiosos o Festival Duplo Sétimo originou-se da dinastia Han (a.C. 206 – d.C. 220). Documentos da Dinastia Jin oriental mencionam (d.C. 371 – 420), enquanto os registros da Dinastia Tang (618-907) retratam a grande noite do Imperador Taizong e concubinas. Pela Dinastia Song (960 – 1279) e Dinastia Yuan (1279 – 1368), artigos especiais para o “Qi Xi” foram vistos sendo vendidos nos mercados da capital, demonstrando a importância do festival.

Hoje alguns costumes tradicionais ainda são observados em áreas rurais da China, mas foram enfraquecidos ou extintos em cidades urbanas. No entanto, a lenda do vaqueiro e a empregada de tecelagem permanecem nos corações das pessoas. Nos últimos anos, em particular, jovens urbanos tem celebrado como Dia dos Namorados na China. Como resultado, os proprietários de floriculturas, bares e lojas estão cheias de alegria vendendo mercadorias para o amor.

 Por Douglas Pazelli – Diretamente da China
www.chinalinktrading.com
Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading


Veja Também


Deixe seu comentário