Como valorizar sua marca no mercado?

O evento O Plano: Importação está chegando. E o nosso blog não poderia ficar de fora da iniciativa que promete revolucionar sua forma de importar.

E hoje vamos relembrar de uma dica que demos recentemente aqui neste site que é fundamental para seus projetos na importação.

Chama-se branding! A palavra em inglês, que significa “desenvolvimento de marca”, remete à estratégia das empresas em se consolidarem no mercado.

Quer entender como isso funciona? Vem com a gente!

Um dos grandes recursos para quem quer revolucionar seus negócios é personalizar os produtos importados da China com a sua própria marca.

As vantagens para sua empresa são infinitas porque te abrem uma porta enorme de fidelização com seu cliente e um diferencial ante a concorrência.

Para isso, basta solicitar no ato da importação a maneira como você deseja o seu produto e apresentar o logo da sua marca.

Entretanto, algumas pessoas perguntam: mas isso eu faço aqui no Brasil mesmo, por conta. 

Por que importar marca própria da China?

Quem deseja personalizar produtos aqui no Brasil enfrentará algumas chatices.

O maior problema é que sua empresa dificilmente conseguirá centralizar todos os serviços necessários para efetuar o que você deseja.

Normalmente, sua empresa precisaria recorrer a vários fornecedores para, então, conseguir chegar àquele resultado esperado.

Diferentemente de importar da China, por onde você consegue concentrar toda a sua demanda de personalizar aquele produto como você deseja.

É fácil e barato se compararmos com o retorno que você terá em ver as pessoas preferindo mais o seu produto do que o do concorrente.

Através da possibilidade de importar sua marca da China, você pode solicitar diversos recursos que são o pulo do gato para sua empresa alavancar.

Quando você importa da China, você modifica o próprio produto aos padrões da sua marca.

Se sua empresa quiser um produto triangular, a China faz para você.

Bem como colocar um código de barras para passar o produto na hora da venda.

Há, também, como colocar um QR Code diretamente no produto, que leva o cliente para a página da marca no Instagram.

Juntamente com isso, é possível solicitar uma embalagem diferenciada, dentro do padrão estético da sua marca.

Você pode fazer um cartão de fidelidade com seu cliente, em que ele recebe um desconto.

Enfim, são caminhos excelentes que podem ser o segredo para o seu sucesso. E melhor, só depende da sua criatividade!

Tudo isso servirá de argumento para sua empresa provar ao seu cliente que seu produto é muito melhor que os outros.

O grande caminho do e-commerce hoje é personalizar cada vez mais seu produto para ser um diferencial no mercado

Como construir um branding de sucesso?

Com base nisso, quais as dicas de venda para a sua marca? São soluções bem simples e possíveis de executar.

A principal dica de venda é focar na sua marca. Priorize a construção de uma identidade para sua marca, a fim de que seja lembrada e desejada.

Para isso, sua empresa precisará investir em estrutura para alcançar esse objetivo.

  • Construa um suporte técnico para estruturar seu e-commerce e melhorar a experiência do seu cliente.
  • Elabore um padrão de atendimento. Sem isso, sua marca será esquecida.
  • colaboradores preparados, que sejam capazes de construir a marca com você com muita dedicação.
  • brindes aos clientes. Eles se sentem lembrados e voltarão para adquirirem sua marca.
  • Resolva rapidamente os problemas encontrados pelo seu cliente. 
  • Invista em redes sociais! Por meio delas você deve fazer o cliente entender que vale a experiência de consumir a mercadoria.

Cuidado com o Repedido

Um outro problema comum de quem vive de importação é sobre o repedido.

O repedido ocorre quando sua empresa deixa para fazer o pedido de última hora.

Qual o problema disso? Se você deixar para o último mês de duração do seu estoque para importar, sua mercadoria não chegará a tempo.

Normalmente, um produto importado da China leva de 90 a 100 dias para chegar ao destino final. Ou seja, mais de três meses.

Isso significa que quando seu estoque acabar e o seu cliente vier em busca daquele produto, ele não conseguirá comprar.

E neste ponto entra o grande problema para quem visa a construção da marca. 

Se seu cliente não encontrar aquele produto com você, ele não deixará de comprar. Ele vai lá no seu concorrente.

Nisso, ele pode encontrar uma outra empresa que tenha um atendimento igual ou melhor que você. E seu dinheiro vai pelo ralo.

Evite importar em cima da hora para não correr o risco de não ter o produto desejado pelo consumidor e perder a cliente

Por isso, tome muito cuidado em não deixar suas importações de última hora e perder dinheiro e clientes.

Gostou do nosso artigo? Isso foi só uma pitadinha do que você verá no evento O Plano: Importação, que será ao vivo, on-line e gratuito.

Ocorre dos dias 7 a 10 de junho. Você pode se inscrever no nosso site.

Lá, você terá dicas valiosas de importação que serão cruciais para a sua carreira no Comércio Exterior.

As vagas são limitadas e o prazo de inscrição já está acabando!

Nosso artigo fica por aqui! Para mais conteúdos, acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube.


Veja Também


Deixe seu comentário