Como tirar o visto para a ir à China?

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre como tirar um visto para viajar à China. 

Quais são as categorias de visto, documentos, em qual se enquadrar? A China está recendo estrangeiros? 

Pensando em viajar à China depois da pandemia? Esse artigo é para você!

O visto é um documento muito importante para qualquer pessoa que deseja viajar para outro país, seja qual for o motivo.

Ele funciona como uma autorização de representantes do destino que você deseja ir.

O papel desse visto é delimitar quantos dias você pode ficar lá, exercer quais funções e mostrar o que você fará lá.

É uma espécie de controle para não deixar qualquer um entrar nos países. E é claro que a China tem um controle de visto sério.

Entenda a seguir quais os principais tipo de visto aconselhamos você tirar e quais documentos precisam.

Siga a leitura!

Confira os documentos para tirar seu visto e ir para a China depois da pandemia

Visto de turismo

A primeira categoria que trataremos é o visto de turismo. Como o nome já fala, essa autorização visa atender quem deseja passear na China.

Para consegui-lo, é preciso apresentar alguns documentos:

  • Passaporte brasileiro com validade mínima de um ano;
  • Formulário pedido de visto;
  • Uma foto 3×4;
  • Passagem aérea ida e volta (com localizador)
  • Voucher da reserva do hotel.

Algumas pessoas perguntam sobre a necessidade do passaporte ter validade mínima de um ano, isso deve-se a uma requisito estabelecido após um acordo entre Brasil e China.

Nessa tratativa, ficou acordado que o visto dado ao brasileiro que quer ir à China tem validade mínima de cinco anos.

Visto de negócios

Além do visto de turismo, outra categoria possível para conseguir ir à China é a de negócios. Ela busca atender pessoas, normalmente empresários, que vão ao país visitar empresas, feiras e fornecedores. 

Como você já deve ter chegado a essa conclusão, esse é o melhor visto para quem deseja ir à China com o objetivo de importar de lá.

É uma ótima oportunidade para abrir portas para conhecer a China e visitar o país outras vezes.

Os documentos são os mesmos do visto de turismo, mas com algumas diferenças importantes.

  • Carta-convite de uma empresa chinesa;
  • Alvará da empresa chinesa;
  • Para os empresários brasileiros, uma cópia do contrato social;
  • Para funcionário, apresentar os três últimos holerites.
Fique atento para não tirar seu visto de última hora

Em quais lugares é possível dar entrada com pedido de visto para a China?

Agora que você já entendeu quais as documentações para os principais vistos, fica a pergunta: onde levar? 

Bom, existem quatro lugares principais para quem deseja ver toda essa documentação.

A principal é a embaixada de Brasília, localizada na Avenida das Nações. Além dela, existe os consulados chineses em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife.

O que muda de um lugar para o outro é a documentação necessária para dar entrada no visto, que varia de estado para estado.

As documentações que listamos acima tomam como base o consulado de São Paulo.

Entretanto, em Brasília e no Rio de Janeiro, por exemplo, tem que levar comprovante de imposto de renda ou cópia dos últimos três extratos bancários para dar entrada.

Por isso, pesquise qual o consulado mais próximo do seu estado, entre em contato e se informe melhor.

Se tudo estiver normal com a sua papelada, em cinco dias estará pronto o seu visto. Caso a sua viagem à China seja urgente, em 48h a autorização está em suas mãos.

Vale ressaltar que, ao contrário do processo de visto americano, não precisa de entrevista. Portanto, fique tranquilo quanto a isso.

Contudo, não deixe para ir atrás do visto em cima da hora porque pode haver problemas ou imprevistos que podem te atrapalhar se você deixar tudo para perto da viagem.

Como tirar visto para a China em tempos de pandemia?

Após entender um pouco sobre como tirar os vistos e as documentações, não podemos deixar de falar sobre como ter as autorizações em tempos de pandemia.

Assim como praticamente todo o mundo, a China fechou as fronteiras e proibiu a entrada de estrangeiros no país.

O principal objetivo era controlar o número de casos de covid-19 e evitar que mais pessoas se contaminassem.

Muitas pessoas que trabalhavam no país ou que tinham família na China ficaram de mãos atadas para rever seus parentes ou resolver a questão do emprego.

Para entrar no país durante a pandemia, apenas com uma carta chamada PU, que é enviada apenas por pessoas do alto comando chinês.

Ou seja, a não ser que você conhecesse alguém do Partido Comunista ou tivesse uma grande empresa por lá, nada feito.

A grande mudança noticiada em março mudou isso. Caiu a necessidade de ter essa carta, ‘e agora a obrigação é estar vacinado.

Contudo, não pode ser qualquer vacina. Para entrar na China, tem que ter se vacinado com imunizantes chineses.

Aqui no Brasil, por exemplo, são disponibilizadas as vacinas Coronavac e Astrazeneca, de fabricantes chinesas.

Caso contrário, você não conseguirá tirar o visto e terá que esperar mais um pouquinho.

Para entender um pouco mais sobre as novas regras de visto para a China, confira o vídeo abaixo.

Gostou das dicas? Então acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Até a próxima!

Texto de Paulo Santos, diretamente de São Vicente/SP.


Veja Também


Deixe seu comentário