Como importar produtos da China de forma legal

Quer importar produtos da China de forma legal? Neste artigo vamos falar sobre a importação legal de produtos da China. Além disso, apresentaremos quem pode te ajudar a fazer todo esse processo sem complicações e como pode ocorrer tal ajuda.

 

importar produtos da china legal

 

Importação Legal

É comum ver que as encomendas da China demoram muito tempo, chegando a períodos de mais de 2 meses se for por vias marítimas. Mas isso não ocorre devido à distância entre os países, embora uma viagem de produtos da China para o Brasil dure 1 mês.

No entanto, o outro mês é destinado à burocracia existente no Brasil. Geralmente, cerca de 20 a 40 dias da demora são referentes ao processo de nacionalização, que serve para legalizar e taxar (se necessário) os produtos que vêm do exterior.

A importação legal de produtos da China pode ocorrer de maneira mais rápida. Isto ocorre utilizando modais de fretes mais rápidos. Ou ainda, comprando diretamente de locais de produtos à pronta entrega para importação. Um exemplo deste tipo de lugar é o Mercado de Yiwu, opção para empresários brasileiros.

 

importar produtos da china legal

 

Seja para o uso pessoal de certo produto ou então para a revenda, em ambos os casos a importar produtos da China deve ser feito de maneira legal, perante a lei brasileira. Tanto para pessoas físicas ou jurídicas, qualquer mercadoria vinda da China deve conter nota fiscal. Geralmente quem a emite é a própria empresa importadora ou quem tem licença para importar.

A maioria dos trâmites para que o produto seja nacionalizado acontecem assim que ele chega em território brasileiro, embora seja necessário um cuidado com os produtos antes deles saírem da China. Principalmente se eles precisarem de algum documento a mais pra entrarem no Brasil. Ao escolher o seu produto a ser importado, lembre-se de verificar as especificações da importação daquele produto.

.

 

Uso pessoal

 

importar produtos da china legal
A modalidade frete aéreo é uma opção na importação de produtos da China de forma legal.

 

Para legalizar um produto para uso pessoal é em pouca quantidade e a importação de forma legal é diferente. Normalmente, todo o processo é feito pela importadora, até mesmo no caso da geração de nota fiscal.

A única coisa que o comprador precisa fazer é pagar os tributos caso isso seja necessário, afinal muitas pessoas físicas não compram produtos que passam pela taxação da Receita Federal. Ainda sobre as taxas, é preciso estar atento a algumas regras de importação. Isso porque o tipo de produto pode influenciar a taxação ou não sobre a mercadoria importada.

Eletrônicos, por exemplo, são muito visados no processo de nacionalização e precisam da homologação da Anatel, agência de telecomunicações brasileira. É importante ressaltar, por fim, que pessoas físicas que fazem compras no mercado chinês não podem passar dos gastos de U$ 500 já que seria uma compra considerada de pessoa jurídica.

 

Importação para revenda

Já a importação para a revenda de produtos tende a ser feita em grandes quantidades, e isso gera necessariamente um situação mais complicada, que pode interferir nos valores finais da compra. Como dito anteriormente, o limite máximo de compras feito por pessoas físicas é de U$ 500. Se passar disso, você terá problemas na alfândega e pode ser que seus produtos não cheguem. Uma opção é sua revenda através do e-commerce em plataformas populares no Brasil como o Mercado Livre.

 

importar produtos da china legal

 

Dessa forma, importar produtos de forma legal da China se torna outro processo bem diferente. Se for em grande quantidade e passar de U$500, terá de ser feito por uma empresa, e existem uma série de exigências que você pode ler mais sobre isso aqui. Essa categoria de importação requer uma série de documentos para saber quais são as intenções da importação.

No caso de pessoas jurídicas, todos os produtos serão taxados. O empreendedor nesse caso deve estar atento as leis vigentes e aplicadas pela Receita Federal. Quaisquer erros na documentação exigida e falta da nota fiscal podem tornar as mercadorias em itens ilegais, não podendo ser vendidas no mercado brasileiro e ou pode acontecer delas nem chegarem até você.  É por isso que é importante pesquisar a respeito de fornecedores confiáveis ou bem avaliados para não ter nenhum tipo de problema com documentação.

 

Quem pode me ajudar a importar produtos da China de forma legal?

Para importar produtos da China de maneira legal, existem dois meios principais. As fábricas e as tradings. Primeiramente, a palavra trading vem do inglês e significa negociar, que é exatamente isso que elas fazem.

 

Trading

O mais importante de saber é que a trading não é uma fábrica mas sim uma empresa, que tem duas principais funções: a primeira delas é muitas vezes ela compra produtos, faz estoque e depois acaba fazendo sua revenda; a segunda é que ela também pode só fazer o intermédio entre o produtor e o comprador, o que faz com que ela seja conhecida como atravessadora.

 

importar produtos da china legal

 

As Trading Companies no que tange ao comércio exterior são empresas que visam a facilitação do processo de importação e exportação de mercadorias entre negociantes em países distintos. Dentre seus principais diferenciais, destaca-se a maior segurança ao fazer a negociação, pois a trading irá executar uma análise minuciosa do fornecedor ou comprador, diminuindo grandemente a chance do comércio com empresas desonestas ou o recebimento da carga com qualidade inferior ao acordado.

 

Fábricas

Já as fábricas podem te oferecer oportunidades e vantagens tão boas quanto essas se você já importa de um mesmo fornecedor a bastante tempo, que tornam a compra ainda mais segura, o contato mais rápido e fácil que pode fazer com que o seu produto tenha redução de custos ou que você consiga comprar quantidades menores. Se você já tem um setor na sua empresa voltado para essa parte de comércio, vale a pena investir para que eles possam exercer um trabalho bom como uma trading poderia proporcionar. De qualquer forma, se você quiser saber mais a respeito das vantagens e desvantagens das fábricas e tradings, pode acessar esse artigo.

 

Trading ou fábrica: qual o melhor caminho para importar da China
de maneira legal?

Como explicado anteriormente, as tradings são como intermediários entre o empresário e o fornecedor chinês. Sendo assim, ao negociar diretamente com as fábricas é como se você estivesse fazendo uma compra direta. Nesse sentido, o melhor caminho para importar produtos da China de forma legal depende de como está sua empresa e de que tipo de produto você vai importar.

Se você já tem experiência no mercado de importações, fábricas podem ser uma melhor opção porque você já sabe como lidar caso possa ter algum problema. Além disso, neste ponto você já estabeleceu uma relação com o importador, o que faz diferença.

 

importar produtos da china legal

 

As tradings são ideais para importar produtos da China de maneira legal por que elas já tem muita experiência no mercado e sabem o que é necessário para que a sua mercadoria chegue até você sem nenhum problema. Sem contar o fato de terem fornecedores já desenvolvidos para diferente tipos de produtos.

Mas é claro, isso depende muito do tipo de produto que você pretende importar, porque alguns produtos influenciam diretamente nisso. Como mencionado antes, eletrônicos e bebidas, por exemplo, precisam de certificados para serem importados para o Brasil e exigem muito conhecimento sobre a legalização dos mesmos.

 

Cuidados

Por fim, é  muito importante pesquisar sobre como fazer uma importação de maneira legal mesmo que ela seja para uso pessoal. É bom saber quais custos você tem que pagar para não ser enganado. No caso de importação de produtos para revenda, é preciso ficar atento aos documentos e saber como trabalhar com eles para que não haja problemas.

Além disso, saber diferenciar uma trading de uma fábrica é muito importante porque muitas vezes existem tradings se passando por fábricas em stands de feiras na China, com medo de perder o cliente ou oportunidades de exportar.

 

Por Barbara Pompei Corcioli, diretamente de Marília, SP – Brasil

Fonte: IBID

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter


Veja Também


Deixe seu comentário