Como a China assumiu o papel de líder mundial de importações e exportações?

img1

Com PIB nominal de US$ 9,18 trilhões e crescimento de 7,68% em 2013, a China posicionou-se como a 2ª economia do mundo, após os Estados Unidos. O setor industrial é o principal ramo de atividade e respondeu por 45,3% do PIB, seguido de serviços com 45,0%, e da agricultura com 9,7%. O país apresentou, em 2013, superávit em transações correntes de US$ 188,7 bilhões. O saldo da balança comercial de bens foi superavitário em US$ 261 bilhões. A balança de serviços, por sua vez, registrou saldo negativo de US$ 89,8 bilhões.

Os vizinhos da Ásia são os principais abastecedores do mercado chinês. Em 2013, somaram 56% do total, seguidos do continente americano com 16%, da União Europeia com 11%, da África com 6% e da Oceania com 5%. Individualmente, a Coreia do Sul foi o principal fornecedor de bens à China, com 9,4% do total. Seguiram-se: Japão (8,3%); Taiwan (8,0%); Estados Unidos (7,9%); Austrália (5,1%); e Alemanha (4,8%). O Brasil posicionou-se no 9º lugar entre os fornecedores do mercado chinês com 2,8% do total.

A importação da China tornou-se exemplo para muitos países em todo o mundo. Existe uma demanda por produtos no mercado internacional, e a China tornou-se muito boa em cumprir essa demanda. Outra razão é que os produtos desenvolvidos pela China são extremamente baratos para a fabricação. As empresas estrangeiras, tentando economizar custos, terceirizam o trabalho para os chineses que estão dispostos a trabalhar por uma fração muito menor de dinheiro. A China, como país mais populoso do planeta, dispõe de mão-de-obra barata, o que não fica difícil para indústrias e fábricas chinesas encontrar força de trabalho que ganhe pouco e trabalhe muito.

Os países sabem a força econômica que a China possui. Cada vez mais cresce o número de mercados assinando novos contratos com a China, como por exemplo, o Mercosul. No cenário dos Brics, cada vez mais aumenta as parcerias, onde a China geralmente entra com o auxílio, e o outro país com os produtos mais baratos. O que gera uma grande cadeia de novos atores importando e exportando no comércio internacional, onde todos melhoram suas economias e aumentam suas relações com as grandes potências, como a China e seus fornecedores chineses.

Pensando em importar da China mas não confia na qualidade do produto que você pretende comprar? A China Link pode lhe auxiliar ! Nós realizamos auditorias em fábricas, inspeções pré, durante e pós a fabricação do produto. Envie-nos um e-mail para contato@chinalinktrading.com e saiba mais.

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

 

10262025_886228171391647_2818839064440297890_nPor Manuella Miz – Direto de Pelotas – RS, Brasil.

 www.chinalinktrading.com

Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

 

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.


Veja Também


Deixe seu comentário