Chinês compra carro zero com 660 mil moedas

Comprador optou por forma de pagamento ‘atípica’ após ter acumulado grande quantidade de trocados em posto de gasolina onde trabalha.

Comprador optou por forma de pagamento ‘atípica’ após ter acumulado grande quantidade de trocados em posto de gasolina onde trabalha (Foto: Liaoning TV/ BBC)

Imagine comprar um carro zero quilômetro usando 660 mil moedas e 20 mil cédulas de baixo valor.

Foi o que fez um homem na China.

O comprador, identificado apenas como Gan, levou o dinheiro a uma concessionária na cidade de Shenyang, no nordeste da China, informou o site de notícias Liaoshen Evening News.

Cada moeda e cédula valiam 1 yuan (R$ 0,50) e o montante, pesando quatro toneladas no total, chegou a uma altura de quatro metros, segundo a imprensa chinesa.

Gan explicou que decidiu pagar em dinheiro porque havia acumulado uma grande quantidade de trocados no posto de gasolina onde trabalha.

“Como o nosso posto fica no subúrbio, há poucos bancos. Então, não depositávamos as moedas e decidimos usá-las para comprar um carro novo para a empresa”, disse.

Gan diz ter avisado com antecedência os funcionários da concessionária sobre a atípica forma de pagamento e embrulhou o dinheiro em pequenos pacotes.

Mesmo assim, o pagamento representou um desafio logístico já que os vendedores precisaram de mais de uma hora apenas para colocar todo o dinheiro dentro do showroom.

Em seguida, eles tiveram de juntar tudo de novo e levar ao banco, para que as moedas e as cédulas fossem contadas e depositadas.

Fonte: G1

foto minha  3 x 4 nova

Por Romero Castro – Direto de Pelotas – RS, Brasil.

www.chinalinktrading.com

 Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.

 


Veja Também


Deixe seu comentário