Brasileiro preso no trânsito na China

Um episódio lamentável envolvendo um estudante brasileiro ocorreu em Shanghai no último dia 11 de abril. O estudante foi flagrado ultrapassando o sinal vermelho e fugindo da polícia local, além disso a motocicleta utilizada estava sem a placa e o brasileiro não possui a licença especial para estrangeiros poderem dirigir. Com um ato de claro desrespeito as leis de trânsito na China, o estudante vai encarar sérios problemas com a justiça local.

o trânsito na China
Brasileiro preso no trânsito na China

Como a motocicleta estava sem placa, a polícia se utilizou de um sistema de câmeras de vigilância para conseguir seguir e localizar o motociclista. A polícia conseguiu localiza-los e tanto o motorista quanto o passageiro, também brasileiro, foram levados para o departamento de polícia. Em entrevista com os repórteres, o estudante conversou em chinês e alegou ignorância de estar cometendo um ato ilícito com relação às leis de trânsito na China. Em sua defesa, o brasileiro afirmou não ter visto o policial e alegou desconhecer a necessidade de uma licença de habilitação para dirigir a moto em Shanghai.

De acordo com o Shanghai Daily, devido à falta grave o estudante pode ser detido por 15 dias e ser multado em 900 yuan, cerca de R$490,00 na cotação de hoje, e ,se condenado, pode perder o visto de estudante e ser obrigado a deixar o país em até 10 dias após sua liberação.

Como é o trânsito na China?

Nós ocidentais temos uma ideia do trânsito na China como algo meio caótico, será que essa percepção é real? A resposta para esta questão é complexa, mas pode-se que em partes sim. O trânsito chinês é caótico para o nosso padrão ocidental, mas este caos não significa uma total ausência de ordem. Os chineses no trânsito, assim como em qualquer outro aspecto cotidiano, tem a sua própria maneira de agir e, embora isso nos cause estranheza, é a forma como eles enxergam a normalidade.

No entanto, é preciso reconhecer os esforços do governo para conter alguns números que se tornaram preocupantes. Até 2014 a China liderava o ranking mundial de acidentes rodoviários fatais, com cerca de 100 mil acidentes fatais anuais (período de 2004 a 2014).

transito china

Enquanto isso, o governo tenta implantar uma série de medidas educativas para que as pessoas passem a respeitar o sinal de pedestres, usar a faixa de segurança etc. As principais causas dos problemas de trânsito na China são: as facilidades em se obter uma carteira de habilitação de forma ilegal, uma vez que as leis a esse respeito são bastante negligentes; o desrespeito da população com as regras é bastante elevado, é bastante comum ver carros ultrapassando sinais vermelhos, motoristas dirigindo em locais destinados a pedestres, ultrapassagens perigosas, além dos próprios pedestres que também desrespeitam as normas atravessando a rua fora da faixa ou em lugares perigosos e pulando cercas de proteção.

Aqui no Brasil uma forma de coibir os motoristas mais irresponsáveis é através da aplicação de multas. No entanto isso se torna ineficaz na China, uma vez que os valores aplicados são bastante irrisórios. Em 2009, alguns jovens de famílias ricas chinesas dirigiam em alta velocidade uma Ferrari e um Lamborghini numa estrada italiana,  a multa aplicada foi de mais de US$200 mil, mas se a mesma situação ocorresse em território chinês o valor cobrado seria algo em torno de US$17.

Por Gustavo Massi, diretamente de São Paulo, SP, Brasil

Fontes: China Daily, Shanghai Daily, Epoch Times

Gostou desse artigo? Então veja muito mais em nossa página do Facebook, em nosso blog e em nosso site


Veja Também


Deixe seu comentário