A avaliação de melhora da economia da China

grafico-crescente-1024x768

As indústrias da China registraram um crescimento relativamente mais forte em pelo menos mais 1,5 em julho, após a base de que as encomendas saltaram em vários meses, informação vinda de pesquisas Índice de Gerentes de Compras (PMI – sigla em inglês), na qual apostava que a economia estaria tomando o ímpeto após uma lista de medidas de estímulo.

O governo previa uma projeção de 51,4, mas o PMI oficial divulgado subiu para a máxima em 27 meses, sendo que em julho, era 51,7.

Juntamente com a publicação do HSBC/Markit, o avanço foi de 51,7, considerado melhor desempenho em 18 meses.

Esses dados foram recebidos por analistas como um sinal de que a segunda maior economia do mundo está passando por uma retomada forte, após um período de instabilidade que estava tentando ser recuperada pelas medidas de suporte implantadas pelo governo à alguns meses atrás.

Em diversas pesquisas, foi comprovado de que a recuperação da indústria foi conduzida, principalmente pelas medidas de demanda doméstica e externa, pois elas avançaram com mais força do que os pedidos de exportação. A economia interna e o lucro garantido, foi o ponto principal.

Com isso, o PMI oficial mostrou que as novas encomendas, em junho, saltaram para 53,6 ante 52,8, fazendo com que seja a melhor leitura desde 2012.

Fonte: Estadão; Economia Mercados.
Baseado nas informações de Koh Gui Qing

Acompanhe nosso Blog de Importação e tire dúvidas conosco através do e-mail de contato: contato@chinalinktrading.com.

Nota do autor: Caso a leitura do artigo traga-lhe alguma dúvida ou sugestão, deixe o seu comentário abaixo. Estamos sempre disponíveis para atendê-los!

carol

 

Este artigo foi escrito pela graduanda de Relações Internacionais, Carolina Ranzoni, Faculdades Metropolitanas Unidas, São Paulo – SP. 


Veja Também


Deixe seu comentário