Alta no preço do frete afetou a exportação?

No artigo de hoje vamos falar sobre como a alta no preço do frete afeta a exportação. Essa modalidade é fundamental para a economia e está sujeita a este problema nos preços.

Como está a situação para quem quer mandar produtos para fora do país? Os preços estãp tão altos como na importação?

Entenda isso e muito mais a seguir.

A alta do frete

Antes de falarmos sobre como a alta do frete afeta a exportação, vamos fazer um pequeno resumo do porquê desta inflação no preço do serviço portuário.

Quando a pandemia chegou e as pessoas ficaram em casa, houve uma profunda queda no preço do frete.

O preço do frete desceu a US$350, porque as cargas e navios ficaram parados em seus portos porque os comércios fecharam devido à pandemia.

Agora, com a retomada da economia em todo mundo, uma busca gigantesca de efeito cascata tem surgido.

Impulsionada pela Europa e Estados Unidos, importadores do mundo todo tem buscado recuperar o tempo perdido e comprar mercadorias para recuperar os estoques.

Acontece que essa explosão nas procuras provocou uma mudança para cima tão brusca quanto a queda dos valores quando começou a quarentena.

Com o cenário atual em que a maioria dos países já está com a vacinação bem avançada, a procura aumentou, e, com isso, a oferta também.

É a lei da oferta e da procura. Quanto mais pessoas procuram por um produto, mais caro ele fica.

Quando esse produto está em falta, mas a procura continua grande, chega a inflação do valor daquela mercadoria. E foi isso que ocorreu com o frete, que já o mais caro da história!

A falta de containers está fazendo o frete ficar com o preço superaquecido e encarecendo demais as operações.

Além da quarentena, o fator logístico afetou demais nesses preços. Os sistemas logísticos têm trabalho com capacidade reduzida. Muitos dos trabalhadores adquiriram covid-19 ou precisaram ficar em quarentena.

Pouco container somado a falta mão de obra causa essa catástrofe no preço como vemos atualmente.

Mas agora, como isso afeta a exportação?

Demanda reprimida do mercado por conta da pandemia causou inflação no preço do frete

O aumento do frete atrapalha a exportação?

Agora que você já entendeu um pouco sobre o frete, mas ao que interessa. A exportação está mais complicada com a alta do frete?

Na realidade, a situação está difícil, mas nem tanto quando a importação. O motivo é que  o Brasil precisa exportar em razão do mundo precisar de algumas coisas.

O nosso país é vasto produtor e exportador de carne, soja, café, arroz e o mundo não deixará de importar essas coisas.

Têm nações que sobem frete, mas falta estrutura logística, e nisso temos que usar os mesmo navios tanto para importar quanto para exportação.

Quando fazemos uma análise mais cuidadosa, podemos ver que países como Estados Unidos e Colômbia aumentaram o frete para a casa de US$ 8 mil ou US$9 milpor container.

Por outro lado, no Oriente Médio o aumento do frete não foi tão alto. Por exemplo, a exportação de café saiu de US$1700 para US$ o container.

Falta de containers faz empresários mandarem produzir mais deste produto para dar conta da demanda

E a consequência disso, claro, foi a queda na exportação de produtos como o café, que teve uma depressão de 13% em julho de 2021, comparada com o mesmo período do ano passado.

 A exportação de carne caiu quase 3% este ano também por conta do frete.

Diante desta situação, como as empresas resolvem este problema? Estão comprando mais containeres  para aumentar a frota e tentar resolver esse problema do supply mundial.

Justamente porque a alta do frete se deve, fundamentalmente, pela alta demanda mundial de produtos.

Por conta desta grande inflação nos serviços, a tendência é que haja muito aumento na área de commodities, que é o que alimenta e abastece o mundo. E que os próximos anos devem mudar muito o mercado nesta década.

O grande problema é que a exportação não é tão fácil porque depende da importação. Isso porque os containers usados na importação são usados na exportação igualmente.

Por isso, preocupa muito a pressão que a alta do frete impõe sobre a importação e é uma realidade para ficar atento.

Contudo, a alta do preço do frete ainda não prejudica tanto a exportação, mas chama atenção.

Gostou do conteúdo? Então acompanhe nosso blog, siga nossas redes sociais e inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Até a próxima!

Texto de Paulo Santos, diretamente de São Vicente/SP


Veja Também


Deixe seu comentário