BLOG

Apple perde liderança de smartphones na China

Pela primeira vez, a Apple se tornou a marca mais vendida de smartphones no país, isso ocorreu três meses atrás. Esse cenário já mudou, agora a Apple ocupa o terceiro posto do ranking vendas, ficando atrás das marcas chinesas.

De acordo com a Counterpoint Research, marcas na China registraram queda no primeiro trimestre, mas a queda da Apple foi a maior. A empresa teve um rápido crescimento na China no ano passado, logo após o lançamento do iPhone 13.

Agora, como terceira colocada, ela possuiu uma fatia menor no mercado chinês, sendo de 17,9%. Já no último trimestre fechado em dezembro, a empresa possuía 21,7% no trimestre.

O relatório da Canalys (empresa que rastreia as remessas dos fabricantes para os pontos de venda) reforçou a queda da Apple. Segundo levantamentos, a Apple junto de seus embarques no primeiro trimestre caindo 36% em relação ao trimestre anterior.

Segundo o analista sênior da Counterpoint, Ivan Lam, parte do declínio da Apple tem um motivo comum: a desaceleração econômica da China.

Marcas populares chinesas como Oppo, Vivo e Honor tiveram um desempenho melhor que a Apple. Elas recuperaram parte de suas vendas, após terem lidado com o forte desempenho do lançamento do iPhone 13, argumentou Lam.

 

Por: Lucas Freire, Mamba Digital.

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

Elon Musk chines tiktok

Conheça Yilong Ma, o “Elon Musk” chinês que cresce nas redes sociais

Produtos de informática tem imposto zerado

Produtos de informática tem imposto de importação zerado

Produtos Importados da China seguem forte no Brasil

Produtos Importados da China: Ranking 2021