BLOG

Alívio nas restrições sobre emissão de passaporte chinês

A China aliviará a restrição sobre o registro de residência permanente exigido na solicitação de passaportes e documentos de viagem em seis grandes cidades, Beijing, Tianjin, Shanghai, Chongqing, Guangzhou e Shenzhen, anunciado pelo Ministério da Segurança Pública.

Os que trabalham ou estudam em instituições de ensino superior nessas cidades serão permitidos em breve a solicitar passaportes e documentos de viagem nesses lugares mesmo sem registro de residência fixa nas seis cidades, informou o ministério em um comunicado.

Segundo o comunicado essa nova política entrará em vigor em 1º de setembro. Atualmente todo chinês deve solicitar um passaporte ou um documento de viagem a policia na área onde é registrado, o que cria enormes problemas aos que deixam sua terra natal e não transferem o registro.

Além do certificado de registro de permanência permanente, carteira de identidade e permissão de residência temporária, uma pessoa registrada precisará de uma declaração do departamento de previdência social, confirmando o pagamento do programa de previdência social. Um estudante universitário necessitará de uma declaração da universidade confirmando seu registro.

A política é uma das medidas para facilitar viagens ao exterior e oferecer os mesmos serviços públicos a residentes permanentes e à população migrante.

Neste ano, segundo a Administração Nacional de Turismo, nos seis primeiros meses, aproximadamente 38 milhões de chineses viajaram ao exterior, um aumento de 18%.

FONTE: Embaixada da China no Brasil

 Por Douglas Pazelli – Diretamente da China
www.chinalinktrading.com
Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

Elon Musk chines tiktok

Conheça Yilong Ma, o “Elon Musk” chinês que cresce nas redes sociais

Produtos de informática tem imposto zerado

Produtos de informática tem imposto de importação zerado

Produtos Importados da China seguem forte no Brasil

Produtos Importados da China: Ranking 2021