BLOG

Ainda faz sentido importar para a área da saúde?

Já estamos adentrando o terceiro ano desde que conhecemos uma Pandemia Mundial de perto, e dentro deste período várias foram as variantes que surgiram para acender um sinal de alerta a toda a população. A última tem como característica principal a alta taxa de contaminação. Com isso os cuidados e a busca por proteção são características comuns de se ver, mas com tudo isso acontecendo, continua valendo a pena ingressar no mercado da área da saúde?

É o que vamos comentar aqui hoje!

Essa é uma pergunta recorrente para quem busca achar uma área de mercado para atuar, importar ou investir. Com tudo que vêm acontecendo no mundo a área da saúde se torna uma opção atraente, mas cuidado, se você está buscando algo mais facilitado, essa pode não ser a melhor opção e vamos tomar como exemplo o objeto que se tornou mais comum, as máscaras.

Sendo o objeto mais simples e atraente de trazer para o mercado as máscaras é o exemplo perfeito de que não é tão simples assim. Com o início da pandemia houve um crescimento nunca visto na busca por máscaras e consequentemente a sua produção se tornou escassa. Com uma crise sanitária o governo no momento permitiu que máscaras não precisassem mais da certificação da Anvisa, isso fez naquele ano as máscaras se tornarem o pote de ouro para os importadores.

Sem dúvidas o produto mais produzido e importado no ano de 2020, não necessitava de certificação, era muito procurado e poucos eram os que tinha disponíveis para venda. Porém esse não é o cenário atual desse mercado.

Atualmente todos já possuem as suas próprias máscaras, aqueles que usam optam por máscaras de pano de marcas que já possuem certificação, como as Lupo por exemplo, outros usam máscaras produzidas artesanalmente por produtores nacionais, e alguns junto com pessoas que atuam na área da saúde que ainda buscam as máscaras descartáveis.

Tendo voltado a necessidade da certificação da Anvisa para este material e a queda brusca da procura somada a grande quantidade desse produto que ainda se tem em estoque, tornou inviável a comercialização delas se você já não for atuante desse mercado.

Se você ainda é um novo importador, ou pensa em iniciar sua primeira importação é um conselho que busque outros produtos que possam suprir melhor o mercado. Algumas semanas atrás falamos sobre as tendências para este ano e elas podem ser uma melhor saída para a sua importação.

Agora se você já é atuante no mercado, ou quer mesmo ingressar nesse segmento, há uma dica valiosa que pode facilitar a sua vida. Essa dica você encontra no vídeo abaixo, onde além de te mostrar o cenário atual, te digo qual a saída que pode tornar o comércio das máscaras viável.

Veja agora!

 

Por: Pedro Vidal, Mamba Digital.

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a procura de fornecedores chineses, controle de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on telegram
Share on twitter

#MAIS ARTIGOS

Painel Solar da China: incentivos com isenção fiscal

Brasil é o terceiro maior importador de painel solar da China

Elon Musk chines tiktok

Conheça Yilong Ma, o “Elon Musk” chinês que cresce nas redes sociais

Produtos de informática tem imposto zerado

Produtos de informática tem imposto de importação zerado