Logo Branca China Link

Ações da Alibaba saltam 27% após China anunciar redução de cerco regulatório

Depois de dois dias consecutivos de quedas intensificadas, uma perda estimada em US$1,5 trilhão em valor de mercado, as bolsas de ações da China e Hong Kong cresceram.

Em destaque estão as ações da Alibaba (BABA34) que cresceram 27% no dia. A queda ocorreu em paralelo com o crescimento de casos de covid-19 na China, que gerou um lockdown nas cidades como Shenzhen, maior polo industrial e de tecnologia no sudeste do país, um grande fornecedor mundial.

O BDR (Brazilian Depositary Receipt) da Alibaba fechou o pregão de quarta (16) com alta de 33,94%, cotado a R$19,02.

A principal empresa de telecomunicações e de serviços de internet, Tencent, teve uma alta de 23% nos papéis. E os da Meituan, plataforma de delivery, cresceu 32,1%.

Após a reunião realizada com os principais membros do Comitê de Estabilidade e Desenvolvimento Financeiro do Conselho de Estado chinês, foi divulgado pelo comitê uma “introdução ativa de políticas que beneficiem os mercados”.

Do ponto de vista dos analistas financeiros do país, o recado aos investidores foi direto e objetivo. A ampla repressão às empresas de internet estaria com os dias contados e o governo Chines impediria um colapso no setor imobiliário.

Compartilhe:

#MAIS ARTIGOS