Novembro 14 2017

A importância da visita de Trump à China

Posted by Victor Fumoto

Recentemente, o presidente chinês Xi Jinping recebeu em Beijing o presidente dos EUA, Donald Trump. A reunião entre os dois líderes girou em torno de temáticas como a ameaça nuclear da Coreia do Norte e também a relação comercial entre os dois países, a qual Trump chamou de injusta, visto que os chineses têm tido um superávit comercial, que no ano passado atingiu o valor de 346 bilhões de dólares.

 

Trump

 

Após a visita de Estado feita pelo presidente dos EUA, os dois partiram para o Vietnã, onde seria realizado uma reunião de cúpula da APEC (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico). Este artigo busca falar um pouco sobre esses dois acontecimentos. Acompanhe abaixo!

 

Qual a importância da viagem de Trump à China?

Xi Jinping está cada vez mais poderoso. Após o 19º Congresso do Partido Comunista, o líder chinês ganhou cada vez mais poderes. Somado a isso, vemos a China ganhando espaço no cenário internacional, especialmente por causa da crise nuclear entre Coreia do Norte e Estados Unidos. Cabe lembrar que a China é um dos poucos países do mundo que mantém uma relação comercial e diplomática com Pyongyang e tem um grande peso nas negociações com o ditador norte-coreano.

Além disso, Trump deixou uma mensagem ambígua durante a sua passagem pela Ásia, pois ao passo que buscava apoio nos países da região contra a Coreia do Norte, afirmava também que os acordos comerciais feitos com as nações asiáticas eram injustas para os Estados Unidos. Com essa postura dúbia da maior potência global, os analistas acreditam que a China ganhará ainda mais força no continente asiático.

A visita do presidente Trump à China foi a terceira etapa da mais longa visita ao continente feito por um presidente dos Estados Unidos, o qual já tinha passado por Japão e Coreia do Sul, e depois da China ainda visitaria o Vietnã e as Filipinas. Xi Jinping recebeu com grande honra Trump no aeroporto internacional de Beijing e durante a visita à Cidade Proibida, antiga residência dos imperadores chineses.

 

Trump

Visita de Trump à Cidade Proibida

 

A principal agenda que Trump veio discutir nessa viagem eram duas: Coreia do Norte e comércio. Certamente, o assunto sobre segurança internacional seria o principal, mas as questões comerciais também tiveram a sua relevância, especialmente por fazer um discurso contraditório, visto que o assunto Coreia do Norte almejava forjar alianças, enquanto que as discussões comerciais foram mais espinhentas.

Todavia, ao chegar na China, Trump foi mais ameno nos seus discursos. Ao invés de acusar a China de roubar empregos dos Estados Unidos, colocou a culpa nas gestões anteriores, como as de Bush e Obama, as quais responsabilizou por fazer acordos comerciais ruins. A China, por sua, vez, garantiu a sua ajuda para conter as ameaças da Coreia do Norte, embora não tenha especificado quais ações seriam tomadas. Além disso, discutiram também a questão de Taiwan, sobre a qual Trump garantiu que reconheceria a política de “uma só China”.

 

Xi Jinping e a APEC

Depois da visita, Trump e Xi Jinping foram juntos para a reunião de cúpula da APEC. O principal objetivo da China, segundo analistas, foi fortalecer a sua posição no continente asiático diante da política cada vez mais isolacionista dos Estados Unidos. Durante a cúpula, Xi fez discursos em prol de uma abertura maior da economia e o fortalecimento do comércio na região. Discursou também a favor da iniciativa “one belt, one road”, também conhecida como a “nova rota da seda”. Especialistas em China dizem que a fala do presidente chinês está alinhada com o novo pensamento de Xi Jinping, apresentado na 19º Congresso do Partido Comunista.

 

Por Victor Fumoto, diretamente de Indaiatuba, SP, Brasil

Fontes: China Daily

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +