Novembro 08 2018

Viajando para Xangai: onde o passado, presente e o futuro são um só!

Posted by Victor Fumoto

Por conta de sua vasta extensão territorial e assim diversas atrações turísticas, naturais ou não, decidir quais serão seus destinos ao viajar para China pode ser uma tarefa não muito fácil. Contudo, um lugar que não pode faltar na agenda ao visitar o gigante asiático é a cidade de Xangai, na costa leste do país. Xangai é a fórmula perfeita, que combina o passado, presente e futuro. Lá você pode encontrar museus sobre arte e história chinesa, como o Museu de Xangai; centros comerciais com muitas lojinhas para as compras da viagem, como a Rua Nanjing; centros históricos com diversos prédios e construções antigas que remetem aos tempos coloniais, como a região do Bund e regiões modernas como é o caso de Pudong, dona do famoso skyline, e casa de arranha-céus como a Pearl Tower  e o World Financial Center, Jin Mao Tower e a Shanghai Tower.

 

melhores

O famoso Skyline de Pudong, o cartão postal mais famoso de Xangai

ANTES UM POUQUINHO DE HISTÓRIA

Xangai foi originalmente uma vila de pescadores, se tornando uma cidade em 1297, e durante a Dinastia Qing, Xangai se tornou um dos portos marítimos mais importantes da região do Rio Yangtze e de toda China, e a partir dai não deixou de crescer. Devido a sua localização, o comércio de ópio, chá e de seda, Xangai se transformou no maior centro industrial e comercial da China, principalmente, depois das Guerras do Ópio e o Tratado de Nanquim em 1842, quando a cidade se abriu ao comércio com países ocidentais, se transformando em uma colônia cosmopolita, aspecto que preservado até hoje. Desde então, história de Xangai está intimamente ligada a história chinesa. O controle da cidade passou por diversas mãos, mas sem nunca deixar de lado a pujança econômica, política e cultura, principalmente depois da Segunda Guerra Mundial.

 

OS MUSEUS DE XANGAI

Para quem gosta de visitar museus, a cidade de Xangai é um prato cheio, com mais de 20 museus abertos para visita. Entre tantas opções, os mais famosos são: o Museu de Xangai, com um acervo de mais de 120.000 peças, entre obras de artes, peças de bronze, cerâmica, móveis, moedas, selos e muito mais; o Museu de História de Xangai, que reproduz os mais de 6.000 anos de história da cidade, por meio de fotos, maquetes, sons e até mesmo, cheiros; o Centro de Planejamento Urbano, que mostra a evolução urbana e arquitetônica da cidade ao longos dos anos; e por fim, pra quem também é fã de tecnologia, existe o Museu da Ciência e Tecnologia de Xangai, que oferece além da história da inovação tecnológica, também atrações interativas trazendo uma nova forma de aprender.

 

A RUA NANJING

A Rua Nanjing é considerada a rua número e a principal rua comercial de Xangai, e uma das mais ruas mais movimentadas do mundo. Ela simboliza bem o que é toda a cidade de Xangai, fazendo com que a história e cultura milenar do lugar se encontre com a modernidade da globalização que vivemos hoje. A rua começa na Bund e vai até a Praça do Povo, e conta com mais de 600 lojas, tanto as mais internacionais já conhecidas e grande prestígio, quanto vendas mais tradicionais, algumas até mesmo centenárias.

 

compras

Rua de Nanquim, localizada ao centro de Xangai

A REGIÃO DO BUND

O Bund é uma das regiões mais visitadas de Xangai. Foi construída há 150 anos, em grande parte pelos ocidentais que ocupavam a cidade na época, e assim foi feito para conter o avanço do solo arenoso que estava “engolindo” a cidade. Seu estilo de construção que englobam tanto o classicismo quanto o modernismo, fez com que Xangai ficasse conhecida como Paris do Oriente. Edifícios como o Peace Hotel, a sede do HSBC, a alfândega, o Banco da China, a Câmara de Xangai, entre outros 52, formam o complexo do Bund, e abraçam diversos estilos arquitetônicos, como o românico, o gótico, o renascentista, o barroco, o neoclássico. É do Bund também que se pode ver o cartão postal mais famoso da cidade, o Skyline de Pudong, e seus vários arranha-céus, o nosso próximo tópico.

 

de Shanghai

O complexo do Bund.

O SKYLINE DE PUDONG

Pudong é sem dúvida a área mais moderna de toda Xangai, e de toda a China. Esse distrito simboliza a modernização por qual todo o país tem passado. Pudong, que se localiza na margem leste do rio Huangpu, começou a se desenvolver apenas em 1990 para se tornar o novo centro financeiro e comercial da China. O skyline de cidade é sem dúvida um dos cartões postais mais conhecido de Xangai, e abriga edifícios como a Shangai World Financial Center (com 492 é o edifício mais alto de Xangai e o segundo mais alto do mundo), a Torre Jin Mao, e a Torre de Televisão Pérola do Oriente, todos com observatório incríveis que permitem uma visão única de toda a cidade. Além disso, Pudong oferece diversas outras atividades, como um belo passeio ao longo da margem do rio e o aquário Shanghai Ocean Aquarium. É nesta região também que está o Museu de Ciência e Tecnologia que citamos mais acima. É em Pudong que podemos encontrar a estação do Trem Maglev, aquele de levitação magnética e que alcança os inacreditáveis 400 km/h.

E então, Xangai e seus 24 milhões de habitantes, são ou não um super destino para se colocar na agenda ao viajar para China?

Por João Victor Scomparim Soares, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: ChinaLink, TudoSobreSanghai, AccorHotels, ChinaMinhaVida, ProximaTrip, TripAdvisor

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +