Um jeito diferente de conhecer a Grande Muralha

A China não só é um dos países mais populosos do mundo mas também um dos mais extensos em área. Além disso, o turismo é algo muito valorizado pelos chineses, sendo este realizado em grandes excursões pela Europa ou com amigos e família por seu próprio país. Os parques temáticos, hotéis de luxo e estações turísticas são cada vez mais populares.

 

Gubei Water Town: uma experiência diferente

Em dezembro de 2017 tive o privilégio de conhecer a recreação turística Cidade de Água de Gubei, ou Gubei Water Town. Uma cidade com arquitetura e atividades da antiguidade chinesa combinada, ao fundo, pela Grande Muralha, construída antes de Cristo e até hoje uma das mais importantes obras de arquitetura do homem. Localizado a duas horas de viagem da capital, em volta de um lago , a cidade de água de Gubei possui diversas opções de lazer, tais como o teatro de sombras, tradicional da cultura chinesa, e também exposições de vestuários da época, um mirante no topo da colina e até uma igreja católica. A cidade, que mais se assemelha a uma antiga aldeia, é repleta de restaurantes que servem os hóspedes dos diversos hotéis do complexo Water Town. O ambiente é repleto de elementos da cultura chinesa como barcos luminosos, lanternas, restaurantes com o famoso hot pot, ou huo guo, em mandarim. O prato consiste em diversos alimentos como carnes, legumes, cogumelos e diversos tipos de noodles, cozidos em uma água temperada no centro da mesa. O prato é perfeito para as baixas temperaturas da cidade durante o inverno, quando seus canais congelam. A entrada para o parque é cerca de 90 reais e pode ser comprada pela internet.

 


Gubei Water Town fotografada no inverno, quando as temperaturas baixas congelam seus canais. Fonte China Daily

 

A cidade foi recém construída e possui uma tecnologia impressionante, que pode ser notada no show de luzes e água que ocorre todas as noites no parque. A beleza do cenário e o cuidado das construções e da decoração tornam este um passeio imperdível para quem busca conhecer o lado turístico da China, se afastando um pouco da capital. Desde pizzas até pratos tradicionais, os visitantes podem desfrutar das belas paisagens, da pagoda (templo em homenagem a soldados que sacrificaram suas vidas nas diversas guerras) e da bela iluminação do parque durante a noite. Destilarias com vinhos chineses e até pizzarias estão entre as diversas opções, que podem ser encontradas numa caminhada ao longo dos seus canais, onde muitos barcos festivos preenchem a paisagem. A vista noturna do parque conta com a Grande Muralha toda iluminada ao topo da montanha.

 

A Grande Muralha no outono. Fonte: Great Wall Run

 

The Water Town Hotel

A China têm cada vez mais investido em turismo, e isso é com certeza notado pelos estrangeiros que visitam o país. Enormes complexos de hotéis de luxo são construídos e com eles também os restaurantes fast-food (como também em Gubei) e as mais diversas lojinhas. Uma estação da Grande Muralha também é a Estação Mutianyu onde podemos encontrar teleféricos, restaurantes, lojinhas e um grande tobogã. Gubei Water Town têm um complexo de hotéis e resorts, cada um com seu diferencial. Este, no caso, é um hotel cinco estrelas com spa, restaurantes, piscinas, bares, academias e uma enorme quantidade de quartos, além de uma arquitetura imponente. É modelada no estilo de castelos europeus e possui 409 quartos. A vista da entrada do hotel é a Grande Muralha em cima das montanhas, acima de Gubei Water Town, que fica a beira da montanha.

O completo possui dois hotéis cinco estrelas, seis hotéis menores e quatrocentas pousadas locais com diferentes temas, localizadas dentro de Gubei Water Town.

 

Estação Simatai

Diferente de outras estações de visita a Grande Muralha, Simatai não fez grandes alterações na aparência da muralha (apenas aquelas reformas para segurança). Outro diferencial dessa estação é que ela costuma não ser tão lotada em cima da muralha como são as entradas mais perto de Pequim. Além disso, a seção oferece uma visita noturna que promete ser uma experiência inesquecível. Os teleféricos permitem que todos possam subir e descer a Grande Muralha, inclusive crianças, idosos e deficientes físicos. O percurso de escalar a Grande Muralha consiste em uma trilha até passar por seus oito metros de altura, uma vez estando em seu percurso, deve-se ficar atento para desníveis no solo, degraus com desnível e todo tipo de distração que fizessem os invasores tropeçar ao andar rapidamente pela muralha. O caminho a ser percorrido leva a diversas torres, neste caso dez, cada uma a sua particularidade, com uma diferente quantidade de andares, características e propósitos. Caso ocorresse uma invasão da Muralha, os chineses antigamente acendiam tochas nas torres, e cada uma ia acendendo à medida que a anterior sinalizasse, chegando assim o recado a todos os soldados ao longo da muralha.

Esta seção possui 34 torres por cerca de 5,4 quilômetros, com cerca de 140 metros de distância entre elas. Até hoje, estão abertas oficialmente apenas até a décima torre. É aconselhável fazer uma reserva antes de ir visitar o local e é possível acessá-lo de transporte público, utilizando metrô e ônibus.


A Grande Muralha é um dos Patrimônios Históricos das Humanidade, segundo a UNESCO. Fonte: Unsplash

 

A Grande Muralha

A Grande Muralha é uma das mais imponentes construções já feitas pelo homem, sendo possível vê-la até do espaço. Construída antes de Cristo, tendo início em 220 a.c. e finalizada durante a Dinastia Ming, seu objetivo era evitar invasões estrangeiras do povo mongol ou dos manchus (região das manchúrias). O turismo desenvolvido em volta desse imenso ponto turístico é de tamanho relativo a seu público, possuindo instalações imensas em sua volta e, como é de costume dos chineses, toda a estrutura repleta de tecnologias de ponta e conveniências que tornam a experiência única. A Muralha pode ser visitada de diversas maneiras diferentes, que são descritas mais especificamente aqui, junto com dicas sobre a visitação.


 

Por Mariana Madrigali Fidalgo, diretamente de Marília, SP – Brasil

Fontes: Trip Advisor, Travel China Guide

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter



Veja Também


Deixe seu comentário