Transporte público na China: como andar de ônibus, táxi e metrô

Muito se diz a respeito do crescimento sem precedentes da China nas últimas décadas. Tudo se modificou no gigante asiático; cidades foram construídas com infraestrutura e nessa onda de desenvolvimento, para “a coisa realmente andar como deve ser”, o governo investiu pesado para garantir acesso e mobilidade a todos. Neste artigo exploraremos o transporte público na China.

 

transporte público

 

O transporte aéreo e ferroviário entre as cidades chinesas é considerado referência. São mais de 200 aeroportos de grande porte e, em questão de trilhos,  são 121 mil quilômetros cortando o país de norte a sul, incluindo aí 20 mil quilômetros de linhas para os trens de alta velocidade (trem bala).

As estradas também são pavimentadas e bem sinalizadas, tornando as viagens seguras e tranquilas.

 

E como é o transporte público na China dentro das cidades?

O transporte público dentro das cidades é, claramente, o principal ponto de um transporte público de qualidade, facilitando o ir e vir das pessoas e, principalmente, aliviando o tráfego pesado das grandes cidades.

 

transporte público

 

Sendo assim, as linhas de ônibus e as opções de táxi são muitas, mas o investimento maciço mesmo é focado nas linhas de metrô.

 

Ônibus

Os ônibus são limpos, com sistema de ar condicionado/calefação e muito bem organizados. Nos pontos geralmente existem os painéis com todas as linhas, os pontos finais, trajeto etc. No entanto, toda essa informação é disponível somente em mandarim.

 

transporte público

 

Para quem não domina a leitura de caracteres, o jeito é buscar ajuda nos aplicativos e mapas online, selecionando a opção do caminho via transporte público. Tanto o Google Maps como o Maps do IOS mostram a direção e o número do ônibus que se deve pegar e onde descer. Assim não há como errar.

Vale lembrar que os ônibus trafegam no trânsito normal da cidade e, mesmo com os muitos corredores especiais, as chances da viagem ser demorada são grandes. Em especial em cidades como Shanghai e Beijing.

 

Táxi

Já houve um tempo em que andar de táxi na China era sinônimo de aventuras sem precedentes. E como não havia muitas opções de transporte, era pegar ou largar.

Hoje a situação melhorou muito; muitas cidades investiram na renovação da frota e buscam mais qualidade no atendimento.  Ainda assim, há quem não se arrisque a esticar o braço para um táxi na rua. Principalmente os estrangeiros.

Uma das regras básicas para se pegar um táxi na China é ter sempre em mãos o endereço em mandarim. Caso contrário, não se chegará a lugar nenhum, além do motorista poder te largar onde ele bem entender. E quanto a isso, também é sempre bom ficar de olho na rota. Como acontece em outros lugares do mundo, um taxista que percebe que o passageiro não conhece onde está indo, cai na tentação de dar aquela voltinha a mais para encarecer a corrida.

 

transporte público

 

A Uber também já está presente na China, mas, no ano passado, a rede foi comprada pelo seu maior concorrente, o Didi Chuxing. Desde então, o aplicativo internacional da Uber não funciona na China. Pode-se até baixar o aplicativo chinês, mas só consegue se cadastrar quem tem cartão de banco local.

O WeChat, o super aplicativo chinês que reúne 1003 utilidades, também tem o serviço de táxi, mas da mesma forma, tem que ter o cartão de banco chinês e saber se comunicar minimamente em mandarim, uma vez que os motoristas sempre ligam para confirmar o endereço.

Então não restam muitas alternativas: é tentar “caçar” um táxi na rua. Tentar, porque não é fácil. Apesar da frota ser imensa, a população chinesa é maior ainda, certo? Junta-se isso ao preço acessível do serviço e está explicada a dificuldade.

 

Metrô

 

transporte público
Metrô: a melhor opção para se deslocar através do transporte público nas cidades chinesas

 

Enquanto os ônibus e táxis chineses estão longe da perfeição, o sistema de metrô na China é considerado um modelo. Estações amplas, limpas, claras e muito bem sinalizadas em Mandarim e Inglês (um alívio para quem não conhece o idioma natal). Trens pontuais, com sinalização interna, sistema de ar condicionado.

Por isso é simples para qualquer pessoa, seja ela residente ou turista, se aventurar pelas cidades chinesas utilizando esse meio de transporte.

E o governo realmente investe na ampliação do metrô. Sim, eles sempre estão ampliando, fazendo uma melhoria.

A primeira linha de metrô chinesa foi inaugurada em Beijing em 1969. Por esse motivo, é a cidade que oferece menos possibilidades aos usuários. Nem todas as estações possuem escada rolante e acesso a deficientes, por exemplo.

Desde 2000 o crescimento do metrô nas cidades chinesas foi acelerado. O de Shanghai, apesar de ser o mais longo do mundo, só começou a operar em 1993. Hoje, a China possui os sistemas de metrôs mais longos do mundo.

No início de 2016 a China tinha 3195,6 km de linhas de metrô, em 26 cidades!

E você, tem alguma consideração sobre os meios de locomoção na China? Compartilhe conosco nos comentários!

 

Por Ariel Oliveira, diretamente de Garça, SP, Brasil

Fontes: Carta Capital, Último Segundo

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +


Veja Também


Deixe seu comentário