Abril 18 2018

Tecidos: saiba como importar da China

Posted by Victor Fumoto

Desde o capitalismo comercial, os tecidos são artigos cobiçados pela massa consumidora. A comercialização desse produto se tornou cada vez mais frequente e rentável, e, consequentemente, competitiva. Se você se interessa em importar tecidos da China, neste artigo você encontrará os fundamentos essenciais para que sua importação seja bem sucedida.

 

 

Como importar tecidos da China

Diversas empresas buscam tecidos fora do pais; antigamente a Europa era o foco principal. Atualmente, países orientais adquiriram maior competitividade e qualidade em suas produções. A China tem sido um grande parceiro comercial do Brasil no segmento têxtil, apesar de, em certos momentos, sufocar a nossa indústria local.

Alguns questionam se vale a pena importar; a resposta é positiva, pois o Brasil não é um grande produtor de tecido e a matéria-prima, em geral, chega de fora. Logo, a indexação ao dólar ocorre mesmo que não se importe diretamente e o aumento dos preços nacionais é iminente. Além disso, os custos entre os países é comparativamente mais vantajoso nos potenciais países fornecedores, por não sofrerem a inflação que vemos aqui no Brasil.

 

 

Qualquer empresa pode importar tecidos, desde que habilitada no sistema informatizado de controle de importações da Receita Federal, o Radar Siscomex, tenha a Licença de Importação (LI), e um CNPJ. A questão principal não é quem pode ou não importar, mas sim se a importação é viável ou não.

Para saber o real custo de uma importação, é fundamental contar com a assessoria de quem entende, uma equipe preparada de desenvolvimento local e fazer todo este acompanhamento na China. É preciso tomar alguns cuidados para não ter surpresas desagradáveis, por isso, a China Link Trading oferece esse serviço e dá todo o amparo para que sua importação tenha sucesso.

 

 

Algumas dicas para o sucesso de sua importação de tecidos: 1) procurar bons fornecedores; 2) pesquisar para conhecer a fundo o mercado e quais são os tecidos e as roupas que tem a maior saída (lingeries, por exemplo), para isso, entre em fóruns, sites e feiras que falem do assunto; 3) aprenda sobre as leis e regulamentos de importação, ou contrate uma assessoria para este serviço; 3) utilize as ferramentas online, como o  eBay, PaypalMuambatorLight in the BoxChina BúyeRomweSammyDressWhoSaleDH Gate e o AliExpress.

Em síntese, quem importa mais consegue um custo menor. Então, para aqueles que desejam comprar em menores quantidades, o aconselhável é buscar nos sites mencionados anteriormente; e, para os compradores maiores, adquirir uma quantidade que preencha todo o container.

 

Setor têxtil da Canton Fair

A Canton Fair acontece na cidade de Cantão (ou Guangzhou), na China, duas vezes ao ano (edições de primavera e outono) e possui três fases. As etapas são divididas por temática, sendo que a primeira fase abrange, basicamente, os setores de eletrônica e iluminação, a segunda se dedica aos bens de consumo e decoração, e a terceira aos produtos têxteis e médicos.

Além do setor têxtil e de vestuário, outros produtos que você pode encontrar na terceira fase são acessórios, tapetes, cobertores, calçados esportivos, cases de couro, bolas, skates, canetas, tesouras, utensílios de pesca, bebidas, instrumentos cirúrgicos, embalagens alimentícias, produtos agrícolas, etc.

 

 

A Canton Fair é a maior feira multissetorial do mundo. Nos últimos anos, os organizadores da Feira passaram a investir pesadamente em criação de redes de negócios, exibição e promoção de mercadorias e novidades de produtos, além da comunicação industrial entre seus participantes. Por ser multissetorial, ou seja, abranger os mais variados setores de produtos, a Feira oferece oportunidades únicas para que você encontre os melhores fornecedores e produtos; descobrindo ainda os lançamentos mais recentes e as novidades do mercado.

 

tecidos

 

Muitas empresas e fábricas aproveitam a Feira de Cantão para lançar seus produtos, antes mesmo que estes estejam disponíveis para compra online. Além disso, diversos fornecedores não vendem através de plataformas famosas, como as mencionadas anteriormente. Outra vantagem ao visitar a Feira é que você pode conhecer pessoalmente a qualidade dos produtos que irá vender, ou até mesmo compará-los com produtos similares de outros fornecedores.

Se você trabalha com importação e quer impulsionar seus negócios, visitar a Feira pode ser uma oportunidade única para encontrar novos fornecedores, explorar as novidades do mercado, ter novos insights, conhecer de perto os produtos que você irá comercializar e alavancar seus negócios!

Ficou com dúvidas? Achou o processo complicado? A China Link Trading pode te ajudar! Conheça nossos serviços e entre em contato conosco!

 

Por Jéssica Mensalieri Amaral, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: China Link Trading, Máxxima, O Mundo dos Negócios, Como Importar da China.

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +