Julho 11 2018

Região de Lijiang: O ponto histórico que continua a atrair turistas

Posted by Victor Fumoto

As viagens para a China se tornam cada vez mais populares entre os turistas estrangeiros e brasileiros que buscam conhecer as tradições, belezas e peculiaridades do gigante asiático. Assim, diversas regiões do país estão presentes nos planos de viagens dos brasileiros, porém, alguns lugares, como a região de Lijiang não são um destino muito conhecido pelos turistas, embora ofereçam experiências e passeios únicos.

 

Região de Lijiang

A beleza da região de Lijiang(Imagem by Blogchinatur)

 

A região de Lijiang, que é bem conhecida e visitada pelos chineses, tem tudo para também se tornar um ponto apreciado e procurado pelos turistas internacionais, pois oferece uma série de lugares especiais ,com atrações históricas e tradicionais.

 

A História da região de Lijiang

Lijiang tem uma longa história, com mais de 1.000 anos, e já foi uma confluência para o comércio ao longo da trilha das caravanas a cavalo na rota do chá, o que contribuiu de maneira muito importante para a comunicação comercial e cultural entre as províncias do Tibete, Sichuan e Yunnan.

Ademais, a cultura de Lijiang é uma combinação da cultura tradicional da minoria étnica Naxi e elementos incongruentes aprendidos com a dinastia Ming. O turismo na região de Lijiang está aumentando constantemente, ainda que a maioria dos turistas seja de chineses. O local conhecido como o grande Lijiang inclui Dayan e duas aldeias ao norte, chamadas Baisha e Shuhe.

O governo local tem assumido mais responsabilidade pelo desenvolvimento e proteção da cidade velha, desde que a região  foi registrado na Lista de Patrimônios Mundiais da UNESCO, em 4 de dezembro de 1997.

 

A cidade antiga de Lijiang

A cidade antiga de Lijiang situa-se na província de Yunnan, sudeste da China e, em tal cidade, os visitantes podem viver uma ótima experiência. Logo, ao entrar na cidade, os turistas vão se impressionar com as ruas pavimentadas com placas de pedra, chamadas de “pedras de cinco cores”, por seus veios naturais multicolores.

Ademais, seguindo um caminho diferente das outras cidades chinesas antigas, Lijiang não tem muros altos nem a distribuição geométrica tradicional.

Na cidade é possível ver as rotas e veredas de todas as direções fluindo para uma praça central, com área superior a 500 metros quadrados, conhecida como Largo Quadrangular, onde funcionava a feira mais importante da cidade.

 

Região de Lijiang

A preservada cidade velha de Lijiang (Imagem by Vagamundos)

 

Nessa bela cidade, as ruas e becos são sinuosos, com habitações de madeira e barro dos dois lados. As casas da antiga cidade, em geral, são quadrangulares com habitação principal no meio. Dois blocos lado a lado, fechados por um muro em frente, formam um pátio central. A habitação principal, onde vivem os pais, está voltada para onde nasce o sol; as habitações dos lados são destinadas aos filhos do dono da casa.

Além das qualidades da cidade, os habitantes de Lijiang podem ver todos os dias a montanha Yulong, que em português se chama “Dragão de Jade” e fica coberta de neve durante o ano todo. As águas vindas da montanha formam o lago Heilongtan, de onde vem a água que corre pela cidade. O rio se divide em vários afluentes, que cruzam ruas e becos da cidade e passam em frente às casas populares, com canais semelhantes a outros belos pontos turísticos chineses, como a cidade de Suzhou.

 

A aldeia de Shuhe

A aldeia de Shuhe, que faz parte da região de Lijiang, fica 4 km ao noroeste da Cidade Velha de Lijiang, ao pé da Montanha do Dragão de Jade, escondida na floresta.

Tal aldeia foi reconhecida como um componente importante de Lijiang, por ser um exemplo bem preservado de uma cidade ao longo da antiga rota de chá e um dos primeiros assentamentos dos antepassados do povo Naxi.

 

Região de Lijiang

A aldeia de Shuhe na reigião de Lijiang (Imagem by Absolutechinatours)

 

Logo, a chamada “cidade natal das nascentes” foi listada pela UNESCO. Entre os atrativos de Shuhe, pode ser destacada a ponte de Qinglong,  que foi feita com pedras, medindo cerca de 25 metros de comprimento e foi construída durante a dinastia Ming (1368-1644). Entre as inúmeras pontes de pedra antigas em Lijiang, é considerada “a primeira”.

 

A aldeia de Baisha

A aldeia de Baisha também fica ao pé da Montanha do Dragão de Jade, a qual o turismo não chegou, e é muito mais silenciosa; fica 8 km ao norte da Cidade Velha de Lijiang. Em tal aldeia, é possível experimentar a pacífica vida diária do povo Naxi, pois Baisha costumava ser um assentamento Naxi e o local de nascimento dos governadores locais da família Mu.

 

Região de Lijiang

A aldeia de Baisha na região de Lijiang (Imagem by Freedomroadtravel)

 

Ademais, tal aldeia foi o centro político, econômico e cultural de Lijiang antes da Dinastia Ming (1368 – 1644). Sua construção começou durante a Dinastia Tang (618 – 907) e tornou-se próspera durante as Dinastias Song (960 – 1279) e Yuan (1271 – 1368). Da dinastia Ming, os governadores mudaram suas famílias para Dayan (a atual cidade antiga de Lijiang), mas ainda construíram templos na vila de Baisha, tornando esta vila um centro religioso durante a dinastia Ming. Os palácios existentes Dabaoji, Liuli e Wenchang, e até mesmo as famosas muralhas Baisha, foram concluídas durante esse período.

 

Heranças da região de Lijiang

Ao longo do tempo, Lijiang se adaptou harmoniosamente à topografia irregular desse local de importância comercial e estratégica da Antiguidade. Ela ainda conserva uma paisagem urbana histórica de elevada qualidade e autenticidade e uma cultura multiétnica sedimentada durante séculos. Assim, a região de Lijiang é um ótimo lugar para viver experiências diferenciadas, aprender e vivenciar a cultura e tradição chinesas. Além, é claro, de proporcionar uma riqueza de paisagens naturais deslumbrantes.

E aí, gostou? Que tal programar sua próxima viagem à China?

 

Por Pedro Mochiatti Guijo, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: China na Minha Vida, Cri.Cn

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +