Fevereiro 13 2018

Reconhecimento facial: a China está na vanguarda!

Posted by Victor Fumoto

A ideia de que cada um de nós pode ser identificado andando pelas ruas por câmeras de vigilância parece algo futurista, saído da mente de George Orwell ou de um episódio da série Black Mirror? Se você acha que sim, eu te digo que o futuro já chegou. A tecnologia de reconhecimento facial tem sido cada vez mais usada no dia-a-dia em questões de segurança, e a China tem se esforçado para estar na vanguarda desses novos tempos. A partir de fevereiro, a polícia chinesa começou a testar a utilização de óculos de reconhecimento facial, uma aposta para reforçar a segurança no país.

 

Reconhecimento facial: o futuro da segurança?

A China tem adotado medidas cada vez mais avançadas para combater o crime. A última novidade foi o início da utilização de óculos de reconhecimento facial durante o feriado do Ano Novo Chinês, a ser celebrado em fevereiro, período em que milhões de pessoas circulam pelas estações de trem chinesas. Esse novo sistema foi implantado em Zhengzhou (郑州), capital da populosa província de Henan (河南).

 

Reconhecimento facial

 

Segundo as autoridades, os óculos funcionaram perfeitamente. Policiais usando óculos escuros com uma câmera embutida permaneceram na entrada das estações do trem bala. A câmera é capaz de captar todos os rostos dos transeuntes e essa informação é cruzada com a base de dados da polícia, com o objetivo de buscar alguma correspondência com a lista de suspeitos e procurados. Os resultados imediatamente aparecem num aparelho móvel semelhante a um tablet. Esse novo sistema foi desenvolvido pela chinesa LLVision Technology.

Somente com esses óculos os policiais já foram capazes de capturar sete pessoas desde 1º de fevereiro, sendo estes criminosos acusados de tráfico humano e fuga após atropelamento. A tecnologia de reconhecimento facial também pode ser utilizada para confirmar a identidade das pessoas. Com isso, foram detidas 26 pessoas portando documentos falsos. Conforme o porta-voz do departamento distrital de Segurança Pública, os óculos precisam apenas da imagem do rosto da pessoa para que a busca se inicie. Isso será muito útil nos próximos dias que antecedem o Ano Novo Chinês, quando o fluxo de pessoas aumentará enormemente.

 

reconhecimento facial

Chun Yun: a maior migração anual de pessoas no mundo devido ao Ano Novo Chinês.

 

O governo chinês tem investido muito em tecnologias que envolvam a inteligência artificial, visto que o Partido Comunista considera essa área estratégica para a segurança do país. O exemplo de Zhengzhou é apenas um caso. Em Shanghai, o sistema é utilizado para identificar motoristas infratores, em Shenzhen, a tecnologia foi empregada para localizar, em poucas horas, uma criança sequestrada; e em Qingdao, o reconhecimento facial acarretou na prisão de pessoas durante o Festival Internacional da Cerveja.

 

Os perigos do reconhecimento facial

Porém, nem tudo são flores para a nova tecnologia. À medida que os sistemas de vigilância crescem, aumenta também as preocupações acerca do direito à privacidade e o uso excessivo da inteligência artificial contra inimigos do governo. No caso chinês, há a preocupação em relação à minoria muçulmana uigur, na região autônoma de Xinjiang. Os uigures há muito lutam pelo seu direito de autodeterminação e de constituírem um Estado próprio, denominado de Turquestão, e, por isso, são altamente vigiados pelo governo chinês e, muitas vezes, acabam sendo reprimidos; algo que já foi bastante criticado por organizações de Direitos Humanos. O mesmo temor existe em relação aos tibetanos e aos dissidentes políticos do governo.

 

reconhecimento facial 3

Esse medo, todavia, tem fundamento? Segundo um jornal de Hong Kong, o governo da China está na fase final de um projeto de reconhecimento facial que poderia identificar cada um dos quase 1,4 bilhão de chineses em apenas 3 segundos e com uma precisão que chegaria a 90%. Esse novo sistema seria integrado com as câmeras de vigilância e, juntamente com os óculos especiais, extinguiriam qualquer espaço público fora do controle e monitoramento do governo.

 

Os benefícios do reconhecimento facial

A inteligência artificial e o reconhecimento facial são tecnologias que vieram para ficar. Outros países, como a Rússia e os Estados Unidos, também já estão utilizando tais ferramentas para assuntos relacionados à segurança. O reconhecimento facial está, inclusive, cada vez mais acessível ao público comum, pois, no ano passado, a Apple lançou seu Iphone X, cuja principal novidade é o desbloqueio da tela inicial através do reconhecimento do rosto do seu dono.

 

reconhecimento facial 3

 

Os chineses estão bem ambiciosos em relação à inteligência artificial. O país colocou como meta até 2030 ser o líder mundial no assunto. Os chineses já inventaram um aplicativo para celular, denominado Xiaohua Qianbao, em que as pessoas podem escanear os seus rostos e pedir um empréstimo ao banco virtual operado pela Xiaohua. Na cidade de Hangzhou, é possível ir no Kentucky Fried Kitchen e literalmente pagar com um sorriso, visto que nesta loja há o sistema “Smile to Pay”, que, traduzindo ao português, significa sorrir para pagar e que foi desenvolvido pela Alipay. Esses são apenas alguns exemplos de como a nova tecnologia pode ser benéfica para os seus consumidores, trazendo mais praticidade e segurança às suas operações.

Continue ligado no blog e compartilhe sua opinião conosco nos comentários!

 

Por Victor Fumoto, diretamente de Indaiatuba, SP, Brasil

Fontes: El Pais; Hypeness

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +