Processos envolvidos na importação da China e Ásia

Uma das principais características do desenvolvimento econômico da China nos últimos 30 anos foi o expressivo aumento do comércio exterior. Entre 1975 e 2008, as suas exportações saltaram de US$ 7,7 milhões para US$ 1.428 bilhões, ao mesmo tempo em que as importações pularam de US$ 7,9 milhões para US$ 1.133 bilhões. Entenda neste artigo os principais processos envolvidos na importação da China e Ásia.

No entanto, o comércio exterior somente começa a se tornar peça-chave para o crescimento da economia chinesa no final da década de 1980, quando tanto exportações quanto importações ultrapassam 15% do PIB.

processos envolvidos na importacao da china

A sistemática de importação brasileira compreende uma série de tratamentos aplicados à importação de produtos e serviços. Todo o processo está sujeito a normas regulamentares, bem como a procedimentos e controles específicos necessários ao desenvolvimento da operação.

Dessa forma, os processos envolvidos na importação da China e Ásia e de outros países se divide em três partes distintas, mas que se interrelacionam, conjugam-se e completam-se, a saber:

Processos envolvidos na importação da China e Ásia

01. Autorização para importação, dada pelo poder público (ANVISA, CNEN, CNPQ, DECEX, IBAMA, MEX, entre outras) à aquisição do produto que se deseja;

02. Como funciona o pagamento para o fornecedor chinês (exportador), em moeda estrangeira;

03. Desembaraço Alfandegário, que consiste na retirada da mercadoria da Alfândega.

A sistemática administrativa de importação está classificada em quatro formas

01. Importações Dispensadas de Licenciamento;

02. Licenciamento Automático;

    (a) Relacionadas no Tratamento Administrativo do SISCOMEX, mas também disponíveis no seguinte endereço do MDIC: www.desenvolvimento.gov.br

    (b) Operações de Drawback

03. Licenciamento não-automático (são aquelas que, para ocorrer o seu embarque no exterior terão que ter uma “Licença de Importação (LI)” emitida e válida para embarque, de produtos relacionados no Tratamento Administrativo do SISCOMEX e no endereço eletrônico do MDIC, bem como operações específicas relacionadas na portaria que trata dessas normas).

04. Importações não permitidas.

Em termos legislativos, as atividades que envolvem o comércio exterior encontram-se no Decreto nº4.543 de 26/12/2002, denominado regulamento aduaneiro.

É importante frisar que a China Link possui estrutura, experiência e conhecimento para auxiliar empresas nas primeiras importações, estudando a viabilidade de benefícios fiscais de importação, alternativas de portos para reduzir alíquotas e taxas e outras estratégias para tornar sua operação mais competitiva. 

 

Alguns exemplos e linhas de produto que você pode importar da China

Você pode conferir alguns outros textos e guias já escritos que podem lhe guiar como iniciar as importações da China. Veja aqui um exemplo de como importar computadores da China e outro de como importar cosméticos da China. Caso prefira entender como funciona a importação de câmeras fotográficas ou como importar capinhas de celular da China, basta apenas você clicar nas palavras com o link neste parágrafo.

 

 

Por Letícia Osti – Direto de Marília-SP, Brasil.

Acompanhe novidades no: www.facebook.com/ChinaLinkTrading

 

Se você precisar de qualquer apoio para começar a importar da China ou melhorar a sua operação aqui na Ásia, podemos apoiá-lo na busca de fábricas chinesas capazes. Nós fazemos a  procura de fornecedores chinesescontrole de qualidade e carregamento da carga para você em qualquer lugar na Ásia. Consulte nosso site para mais informações.

 


Veja Também


Deixe seu comentário