May 21 2018

Pontos turísticos que você não pode deixar de visitar na China

Posted by Ana Yamashita

As opções de pontos turísticos a se conhecer na China são inúmeras, mas sempre existem aquelas que são imperdíveis. Se você já mora na China ou pretende passar um tempinho por lá, e está querendo conhecer lugares extraordinários, você veio ao lugar certo. Continue lendo o artigo e descubra os locais que você não deve deixar de conhecer em uma viagem pela China! 

 

 

De acordo com a World Tourism Organization, a China é o quarto país mais visitado do mundo! O gigante asiático fica atrás apenas da França, dos Estados Unidos e da Espanha. Por ser um imenso país, as opções de locais a serem visitadas são inúmeras, e cada uma delas conta com sua particularidade, beleza e potencial.

A melhor época do ano para uma viagem à China é entre os meses de abril e maio e de setembro e outubro. Para entrar no país é necessário um visto de turista, geralmente de 30 dias, contados a partir da entrada na imigração do aeroporto. Você deve solicitar o visto de acordo com seu roteiro. Por exemplo, se pretende visitar Hong Kong, Macau e Taiwan, é necessário requisitar um visto de múltiplas entradas, pois será necessária a passagem pela alfândega mais de uma vez.

Planejar uma viagem a outro país é sempre muito empolgante, mas como a China é um país enorme, essa tarefa pode ser um pouco cansativa. Buscar ler, com bastante antecedência, sobre os trâmites de visto e sobre os lugares a se visitar será extremamente necessário e útil. Neste link, você pode conferir mais dicas para organizar uma viagem ao país.

Para quem está buscando pontos turísticos a se visitar na China, provavelmente já sabe que o gigante asiático possui inúmeros lugares incríveis para se conhecer, porém, existe uma espécie de “pacote básico” de cidades que leva em conta os locais mais buscados pelo turismo e que são, consequentemente, os mais importantes e bonitos a serem visitados no país. Confira mais abaixo!

 

Os principais pontos turísticos da China

Beijing (ou Pequim)

A capital da China é o primeiro local imperdível do país. Lá é onde você provavelmente vai aterrissar, então já se prepare, porque o trânsito é caótico e a taxa de poluição é uma das mais elevadas do mundo. 

 

 

Nessa cidade é onde se encontram os principais monumentos e pontos turísticos conhecidos pelo Ocidente: Great wall (Muralha da China) – a única atração em que é realmente necessário contratar um guia ou, pelo menos, participar de uma excursão (geralmente os hotéis oferecem). Ela  requer pelo menos 1 dia inteiro de visitação. Além dela, há também: Forbiden City (Cidade Proibida)Temple of Heaven (Templo do Céu)Summer Palace (Palácio de Verão)Pedestrian Street (rua de pedestres) – aqui é onde se encontram as famosas barraquinhas com os insetos para provar (escorpião, baratas, besouros, grilos, etc.).

 

Shanghai (ou Xangai)

Essa cidade é o centro financeiro da China. Ela é moderna, globalizada, e cheia de contrastes entre a China tradicional e a nova China, aberta ao mundo ocidental.

Shanghai é uma cidade dividida por um rio chamado Huan Pu. De um lado do rio está o que há de mais moderno: Pudong; e do outro, a antiga e glamorosa Shanghai da década de 1920: Puxi.

 

 

Em Pudong, um dos locais mais buscados é a Pearl Tower e os outros três edifícios que caracterizam essa área, chamados de “3 Irmãos”: Jin Mao Tower, SFC – Shanghai Financial Center e o Shanghai Tower; onde é possível subir e avistar a cidade. Mas só vá se o céu estiver limpo, caso contrário não verá quase nada lá de cima, e perderá o passeio. Outra dica, é ir no final da tarde, pois assim poderá contemplar o pôr do sol, e também o contraste da cidade durante o dia e a noite, com todas as suas luzes.

Nesse lado da cidade existem outras atrações, como o Century Park, o Science and Technology Museum e o EXPO Site, que abrigam museus e exposições, além de grandes espetáculos. Assim, se você gosta de modernidade, essa área de Shanghai é a recomendada, pois lá praticamente todas as edificações contam com tecnologia de ponta, construídas há 30 anos no máximo.

Já Puxi, é onde se encontram os pontos turísticos mais tradicionais e antigos, porém bastante charmosos. As opções de locais para se visitar são também inúmeras: People Square, Bund, Museu de Shanghai, Yu Garden, French Concession, Jin’an Temple, Nanjing Road (paraíso das griffes).

Além de visitar cada parte da cidade separadamente, também é possível fazer um passeio de barco pelo rio que corta a cidade, e ver as contradições marcantes entre o antigo e o novo, o tradicional e o moderno.

Para visitar os pontos turísticos mais importantes de Shanghai, é necessário, no mínimo, cerca de quatro dias.

 

Hangzhou e Suzhou

Essas duas cidades estão bem próximas à Shanghai. Elas fazem parte da chamada ‘Veneza Oriental’, porque são cortadas por rios e canais (que facilitaram a Rota da Seda), com direito a gôndolas. Para chegar, a melhor opção é ir de trem. A viagem de Shanghai para cada uma dessas cidades é de aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Assim, é possível ir e voltar no mesmo dia.

 

pontos turísticos

Hangzhou, na China. Imagem by Alessio Lin.

 

Hangzhou tem como principal atração o Xi Hu, Lago Oeste. Além de  diversos templos e plantações de chá, a cidade conta também com o museu do chá e a cerimônia tradicional do chá, que são atrações bastante famosas e buscadas pelos turistas. Portanto, se você é um amante de chás, é pra lá que deve ir!

Enquanto isso, Suzhou se destaca pelas fazendas de pérolas, museu da seda e o Humble Administrator’s Garden. Hoje, esse local também é conhecido como a “cidade das noivas”, pois possui um shopping de 72mil m² só de vestidos e acessórios, além de várias lojas de rua!

Xian

Xian é a cidade onde encontramos os Guerreiros de Terracota (Terracota Warriors), que são milhões de soldados enterrados por um imperador, o qual enterrou um exército visando garantir sua boa vida quando morresse. Uma viagem de três dias é suficiente. Saindo de Shanghai são 2h30 horas de voo. A cidade é bem estruturada, contando com metrô, hotéis internacionais e várias facilidades. Da mesma forma que em Beijing, nas Muralha, para visitar os Guerreiros de Terracota, é preciso participar de um ‘tour’.

 

 

Outros locais para visitar nessa cidade são:  Bell and Drum Tower (Torres do Sino e do Tambor) e o Muslin Site (Bairro Mulçumano), além das Muralhas de Xi’na (que podem ser visitadas através de um passeio de bicicleta).

Esse é um “pacote básico” de cidades e pontos turísticos a se conhecer na China. Sendo que, a partir dele, você pode escolher os locais mais interessantes e traçar o seu próprio roteiro!

E aí, gostou das dicas? Para saber tudo sobre a China continue ligado no blog!

 

Por Lys Brittes, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: Já Fez as Malas, Brasileiras pelo Mundo

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +