September 13 2018

Negócios na China – conheça as melhores cidades chinesas para atividades comerciais

Posted by Victor Fumoto

A China, além de ser um dos destinos mais populares do mundo para turismo, também é um dos mais importantes lugares para negócios. Quer saber quais são as melhores cidades chinesas para realizar atividades comerciais? Então continue lendo o artigo!

 

Conheça abaixo as melhores cidades chinesas para negócios:

Shanghai (ou Xangai)

A gigante metrópole e capital financeira chinesa, Xangai, cujo número de habitantes corresponde ao dobro da população da capital paulista, é o berço das maiores empresas e dos profissionais mais bem-sucedidos do país.

 

negócios

Shanghai. Fonte: Chinatour

 

Constantemente comparada com Nova York, Tóquio e Singapura,  Xangai, nas últimas décadas, tem se tornado um importante centro financeiro do país e de toda a região da Ásia. A cidade sempre esteve a um passo à frente do resto da China. Ela é marcada pela inovação e pelo alto poder de consumo. A sua infraestrutura no setor de transportes é invejada pelo mundo inteiro.

Guangzhou (ou Cantão)

Assim como Xangai, a cidade de Cantão tem grande potencial para negócios. A capital da província de Guangdong é vista como um dos principais e maiores centros industriais, administrativos e financeiros do gigante asiático.

Por estar a 120 km de Hong Kong, a cidade é dona de uma posição estratégica que a torna um dos mais importantes centros portuários do mundo. Ela é considerada como palco dos primeiros contatos entre os chineses e os mercadores ocidentais.

Além disso, a metrópole moderna é sede da maior feira internacional de exportação e importação – a Feira de Cantão. Assim, Guangzhou, ou em português Cantão, é referência econômica da região, destacando-se também pela educação, cultura e ciência.

Beijing (ou Pequim)

Pequim é a segunda maior cidade da China, ficando atrás apenas de Xangai. A capital do gigante asiático é uma mistura entre a inovação e a tradição. Nela é possível encontrar desde gigantes arranha-céus até os tradicionais hutongs – que são ruas estreitas da época medieval.

 

negócios

Beijing. Fonte: Chinatours

 

A cidade é uma atrativa região para negócios, abrigando diversas empresas chinesas, sino-estrangeiras e estrangeiras que empregam, anualmente, milhares de pessoas, como é o caso da Microsoft, Intel, Motorola, Hitachi, entre outras. Lá, as indústrias de alta tecnologia foram importantíssimas para o crescimento industrial da região.

O distrito de Haidian em Pequim conta com o Parque das Ciências, que é frequentemente visto como o “Vale do Silício Chinês”. No distrito de Tongzhou, existem sete áreas industriais de tecnologia de ponta. Além disso, nos distritos de Chaoyang e de Xicheng, há dezenas de instituições financeiras.

Tsingtao (ou Qingdao)

Qingdao é uma cidade portuária situada no Mar Amarelo, na província de Shandong. Por conta da sua proximidade com o Japão e a Coreia, o porto, já na década de 1970, passou a receber forte investimento estrangeiro. Hoje, o local é um destino turístico bastante famoso, com uma cultura náutica em expansão. O Porto de Qingdao é o 5º maior da China e o 8º maior do mundo. Em 2010, ele inaugurou o maior terminal de minério de ferro do mundo.

Suzhou

A cidade de Suzhou é considerada pelos chineses como “céu na terra”, isso por conta de seus exuberantes jardins e parques. Além disso, o local é considerado por todos como a“Veneza do Oriente”, tendo em vista que 42% de sua área é coberta por lagoas e canais.

 

Suzhou. Fonte: chinatous

Suzhou. Fonte: chinatour

 

Depois de Xangai, Suzhou é a segunda maior cidade industrial da China. Já na década de 1980, ela se tornou um importante centro de investimento estrangeiro. Com bastante fama no comércio da seda, a cidade tornou-se um local central da zona econômica do Rio Yangtze, tendo em vista que, hoje, a cidade corresponde ao quinto maior PIB do país.

Recentemente, a região tem chamado a atenção de empresas de grande porte como Samsung, Nike e Epson. Além disso, a administração local tem planos futuros para expandir ainda mais a área de biotecnologia e energias alternativas.

Wuhan

A capital da província de Hubei, Wuhan, é um famoso ponto turístico da China, que conta com uma ampla variedade de museus, que retratam sua espiritualidade e beleza.

 

negócios

Wuhan. Fonte: China Link Trading.

 

A cidade localiza-se no centro da China e conta com uma população de mais de 10 milhões de habitantes. Recentemente, ela tem chamado forte atenção do exterior, o que ocorreu principalmente por conta do intenso desenvolvimento nas áreas de Tecnologia e Ciência. Um exemplo disso é o Wuhan Museum of Science and Technology – mais novo ponto de interesse e popularização da ciência, que foi inaugurado num prédio que já foi um dos portos da cidade, perto do também conhecido Hankou Customs House Museum. Sua construção custou  cerca de 500 milhões de yuans.

Ningbo

Ningbo é um porto com status administrativo, localizado no nordeste da província de Zhejiang, de frente ao Mar da China Oriental. A cidade é uma das mais antigas da China, tendo sido uma importante entrada/saída da Roda da Seda, e depois se tornando um dos principais portos da China, junto com Guangzhou (Cantão).

Essa cidade chinesa é líder na produção de vestuário e máquinas industriais. Possui um atrativo mercado financeiro e se baseia no investimento privado doméstico mais intensamente do que as demais cidades da China.

Shenzhen

Após a introdução de reformas econômicas na China, Deng Xiaoping escolheu Shengzhen, que costumava ser uma simples vila de pescadores, para se transformar na primeira zona franca da China. Hoje, a cidade é conhecida como a mais rica da China, apresentando o maior PIB do país e tornando-a um pólo bastante atrativo para negócios. Além disso, em Shenzhen localiza-se um dos escritórios da China Link Trading!

 

negócios

Shenzhen. Fonte: China Link Trading.

 

Situada ao sul da China, na divisa com Hong Kong, Shenzhen é uma das cidades mais importantes para a economia e administração do país. Para se ter uma ideia, a economia de Shenzhen cresceu 9000% nos últimos 30 anos e atualmente corresponde a um dos principais centros industriais do China e do mundo. Assim, o local é destino para muitos chineses e estrangeiros a procura de trabalho e melhores condições de vida. 

Dalian

No início da década de 1990, Dalian foi transformada em uma potência econômica na China, graças às políticas do antigo presidente chinês Bo Xilai. O objetivo era tornar a cidade uma “Hong Kong” do norte. Assim, ela acabou se transformando em um dos principais centros de produção de petróleo da China. A cidade é, portanto, uma das principais regiões portuária da China.

Nos últimos anos, todas essas cidades passaram a chamar atenção do interesse de investimentos estrangeiros e contam anualmente com a realização de diversas feiras internacionais de negócios.

E aí, conta pra gente, por qual delas você se interessou mais?

 

Por Lys Brittes, diretamente de Marília, SP, Brasil

Fontes: O Globo, China Link Trading

Gostou desse artigo? Então confira mais conteúdos e acompanhe as novidades em nossas redes sociais:

Facebook  |  Canal do Youtube  |  LinkedIn   |  Instagram   | Twitter |  Google +